Uma ''governação insustentável'' e uma Esquerda ''que ainda quer mais benesses''

Uma 'governação insustentável' e uma Esquerda 'que ainda quer mais benesses'

27/10/2021 22:27:00

Uma 'governação insustentável' e uma Esquerda 'que ainda quer mais benesses'

José Gomes Ferreira comenta o chumbo do Orçamento do Estado para 2022 e as consequências que trará no cenário político nacional.

O comentador da SIC refere que"a governação do país já era insustentável, não havia estratégia, não há anos, sobretudo desde a segunda legislatura", e acrescenta que o Governo se baseava apenas em"negociações pontuais para uma governação instável".

Benfica igualou recorde com 57 anos Xi Jinping, o novo imperador da China Comissão Política. A vitória de Rei Rio, o que ela quer dizer sobre o PSD e as apostas para as legislativas

José Gomes Ferreira defende, também, que algumas das propostas já escritas são exageradas, como, por exemplo,"os aumentos do salário na função pública", que considera"um desastre".Contudo, refere que

"o Orçamento poderia vir a seguir com o apoio de forças políticas que queriam mais benesses".O comentador da SIC refere ainda que, por não se demitir,"António Costa está agarrado ao poder", e"talvez espera que haja uma hipótese de segundo Orçamento, mas isso é impossível" headtopics.com

.Por fim, termina referindo que, também da Direita,"ninguém apareceu com um plano estratégico para o país". Consulte Mais informação: SIC Notícias »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Uma governação que serviu os interesses dos votantes e de quem trabalha no duro para viver💃🏿 Este percebe é da cor de Marte. O quê ainda está em Marte ! Parte da esquerda vai já desaparecer! Pelo menos já vai servir para alguma coisa um novo processo eleitoral Dar a possibilidade de os portugueses é mau... já pensaram secalhar se recebermos, podemos produzir mais... este comentador sempre a defender o capitalismo. Já deve ter o pé no Ch€ga.

Livre diz que Orçamento é 'uma oportunidade única para a Esquerda pensar e preparar Portugal'É, o socialismo ama tanto os pobres que os MULTIPLICA. Jorram dinheiros públicos na TAP, BANCA, EDP, BRISA, AFILHADAGENS e CORRUPÇÃO, ETC. O fim destes escândalos dava para aumentar 25% aos rendimentos do trabalho e das pensões. Era só copiar a Irlanda e da Alemanha Roubem o que puderem pois não sabemos quando virá mais...

Sou uma mulher, não uma “pessoa que menstrua”Há semanas, a revista científica The Lancet queixava-se da pouca pesquisa feita em “corpos com vagina”. Mas não menstrua? Olha a nervosinha Bem dito

Uma ponte precipitada, uma oportunidade perdida?Sabemos que existe urgência em utilizar os fundos do PRR, mas, se é para fazer depressa e mal, se calhar é melhor pensar numa alternativa.

OE 2022: ''Achamos uma irresponsabilidade que não haja vontade para construir uma solução''Se os partidos mantiverem o sentido de voto anunciado, a proposta do Governo de Orçamento deverá ser chumbada na generalidade. Diz o roto ao nu. A lata desta gente não tem limites. É piada? É, o socialismo ama tanto os pobres que os MULTIPLICA. Jorram dinheiros públicos na TAP, BANCA, EDP, BRISA, AFILHADAGENS e CORRUPÇÃO, ETC. O fim destes escândalos dava para aumentar 25% aos rendimentos do trabalho e das pensões. Era só copiar a Irlanda e da Alemanha

Costa desafia partidos de esquerda a negociarem na especialidade: 'Respeitemos os portugueses que não desejam uma crise'

José Miguel Júdice “Rui Rio pode fazer parte de uma coligação com António Costa após as eleições”“António Costa fez muita coisa para além daquilo que era razoável que fizesse”, remata José Miguel Júdice a propósito da crise política. O comentador acredita que o PCP é o maior beneficiado de eleições antecipadas e que o BE parece “uma barata tonta.” Júdice remete, contudo, a maior parte do seu tempo de antena a falar sobre a COP26 e as alterações climáticas, tema que, nas suas palavras, é muito mais importante que a crise política. As Causas foi exibido na SIC Notícias a 26 de Outubro Opinião própria.