Uma campanha medíocre

Uma campanha medíocre

24/09/2021 06:43:00

Uma campanha medíocre

A marca PSD nunca valeu tão pouco, e quanto mais tempo Rui Rio se mantiver na liderança, mais tempo o partido continuará numa saga infinita em quarto minguante.

As dinâmicas e as máquinas eleitorais partidárias carburaram mal e os portugueses que deviam estar motivados com a possibilidade de decidir sobre as suas terras estão tão mobilizados como uma pachorrenta lesma que apenas pretende fugir ao ruído.

As redes sociais continuam a banir fotos de obras de arte “explícitas”. Por isso, os museus de Viena fizeram um OnlyFans Mutação da variante delta do novo coronavírus identificada em Portugal Em seis meses ocorreram 52 homicídios em Portugal. Lisboa e Porto têm os números mais altos

O habitual cartão amarelo que é tradicionalmente mostrado aos governos em eleições autárquicas, e que já mudou ciclos como em 2001, é hoje uma ameaça de possível cartão vermelho ao líder da oposição, que se irá agarrar às mais pequenas terras para cantar vitória e permanecer como uma lapa na cadeira da São Caetano.

Na percepção das pessoas, como o indicam estudos de opinião, está escrito que o PS ganhará dia 26 e Rui Rio – e a marca PSD nunca valeu tão pouco e esteve tão fraca como nos seus tristes dias de liderança – nunca será primeiro-ministro, e quanto mais tempo por ali estiver, mais tempo o partido continuará numa saga infinita em quarto minguante. headtopics.com

Na sua cidade, o Porto, Rui Moreira vencerá por esmagamento; em Lisboa, o candidato que, quando se apresentou, recolheu hossanas da imprensa e foi considerado por comentadores da esquerda e da direita como séria ameaça a Fernando Medina, conseguiu, em pouco tempo, desbaratar esse capital e perder-se como o general de García Márquez no seu labirinto de desconhecimento da cidade, equipa incompetente e ignorante, e tibieza na relação com os directórios partidários que compunham a coligação.

Na capital, se as coisas correrem mal, como aponta a última sondagem que dá o PSD e CDS juntos com menor resultado do que há quatro anos, a culpa é única e exclusivamente de Carlos Moedas que, nas suas desconfianças pessoais, não ouviu quem o aconselhou a falar com outras pessoas e seguiu na miséria de amadores (excluo disto o Manuel Soares Oliveira que é um grande publicitário que estimo muito) e aprendizes de comunicação que acham que por falarem para 30 incautos no Clubhouse percebem alguma coisa disto.

Lamento, pois, o Carlos Moedas que conheço – tinha competência e boas intenções para muito mais do que mostrou.A tragédia do PSD é o seguro de vida de António Costa, que assiste com gozo ao desmembrar de um centro-direita que se vai estilhaçando com a afirmação do Chega e IL, enquanto o CDS morre mais um pouco todos os dias. Enquanto o Bloco não conta muito para o totobola autárquico, falta ver como resiste o PCP, que dos partidos comunistas da Europa Ocidental , pujantes no passado, ainda é o único que sobrevive sem se diluir em outros movimentos de esquerda.

Agora, não vejo um grande terramoto no domingo em termos de ciclo político de domínio do PS. Enquanto António Costa não decidir sair para um cargo internacional, o ónus da instabilidade vai andar pelo PSD, e os tubarões do partido já sentem o cheiro a sangue. headtopics.com

Depois de ser banido do Twitter, Facebook e YouTube, Trump diz que vai lançar uma rede social própria Bonucci: «Antes servíamos Ronaldo, agora jogamos mais em equipa» Brilho europeu de Díaz atrai novos ricos de Newcastle Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Menezes acredita que PSD chega ao Governo nas próximas legislativas mas não com RioO ex-presidente do PSD Luís Filipe Menezes afirmou esta quinta-feira acreditar que o PSD chegue ao Governo nas próximas legislativas mas afirmou não com o atual líder social-democrata, Rui Rio, como primeiro-ministro Os ex-líderes do PSD demonstram mau perder, com gente deste o partido não vai longe.

PM diz que Rio não percebe que o país está a sair de uma criseA sair? Não seria…a entrar? Esta PSEUDO DEMOCRACIA foi criada, para sustentar ah boa vida, no no uma casta de chulos políticos, que ganham chorudos ordenados e que estão a roubar o nosso povo. e arruinar cada vez mais este paiis. O novo partido CHEGA vai acabar com toda esta ESCUMALHA e mete los na ordem.

Rangel foi a Odivelas: 'Estou a apoiar os candidatos do PSD, seguindo, aliás, o apelo do doutor Rui Rio'Eurodeputado juntou-se a Pinto Luz, ex-candidato à liderança do PSD, recusando os dois 'especulações' sobre uma futura candidatura contra Rui Rio. Rangel diz que só foi ali para 'falar de autárquicas'

Chega reitera que não fará acordos autárquicos com o PSD

Jerónimo critica tratamento dado aos trabalhadores pelas autarquias PS e PSDAs pessoas estão a espera de soluções e de ideias ! Ninguém quer saber das acusações que podem fazer uns aos outros. Não precisamos que um político diga que outro político é um mentiroso porque já sabemos que mentem todos

“Ilegalidades” e “irregularidades” na Câmara de Chaves levam PSD a apresentar queixa ao MPPresidente da autarquia é acusado de permitir a construção de uma superfície comercial do grupo Jerónimo Martins sem estar licenciada.