UE condena recentes lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte - SIC Notícias

12/01/2022 03:31:00

UE condena recentes lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte

UE condena recentes lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte

O regulador norte-americano da aviação suspendeu por um breve período as atividades dos vários aeroportos na costa oeste dos EUA após o lançamento de um novo míssil pela Coreia do Norte.

AUnião Europeia (UE) condenou na terça-feira os recentes lançamentos de mísseis balísticos pela Coreia do Norte, considerando estas ações uma “ameaça” à paz e segurança que “contrariam os esforços” diplomáticos para retomar o diálogo com Pyongyang.

“A UE insta a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) a cumprir as suas obrigações sob as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e evitar qualquer ação que prejudique o meio ambiente e a procurar a diplomacia e o diálogo”, salientou o porta-voz do Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell.

Consulte Mais informação:
SIC Notícias »

Coreia do Norte lança novo projétil para o Mar do Japão - SIC NotíciasLíder norte-coreano, Kim Jong Un, tinha prometido reforçar as forças militares. Ganda malucos. Não estavam melhor a fazer amor? Enfim É deixar o atrasado mental brincar.

FC Porto empresta lateral guineense Nanú aos norte-americanos do FC Dallas - SIC NotíciasO clube do Texas adianta que poderá exercer uma opção de compra no final do empréstimo, em dezembro de 2022.

Membro do novo IRA detido na Irlanda do Norte por fabrico de explosivos - SIC NotíciasA detenção ocorre três semanas antes do cinquentenário do massacre do 'Domingo Sangrento'.

Anacom e Polícia Marítima fiscalizam rádios de 20 embarcações no Norte e Peniche

Morreu o milionário norte-americano condenado a perpétua por matar quem lhe era próximoCNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

FC Porto empresta lateral Nanú aos norte-americanos do FC DallasO jogador tem mais três anos e meio de contrato com os azuis e brancos. No Dragão desde 2020, foi opção em 23 jogos e marcou um golo.

Lusa A União Europeia (UE) condenou na terça-feira os recentes lançamentos de mísseis balísticos pela Coreia do Norte, considerando estas ações uma “ameaça” à paz e segurança que “contrariam os esforços” diplomáticos para retomar o diálogo com Pyongyang.Lusa A Coreia do Norte lançou novo “projétil não identificado” na direção do Mar do Japão, informou esta segunda-feira o exército sul-coreano, apenas seis dias depois de um teste do que Pyongyang descreveu como um míssil hipersónico.O internacional guineense Nanú vai jogar no FC Dallas até dezembro, por empréstimo do FC Porto, num negócio que inclui uma opção de compra no final da cedência, anunciou esta segunda-feira o clube da Liga Norte-americana de Futebol (MLS).A polícia da Irlanda do Norte anunciou na terça-feira a detenção de uma mulher, durante uma investigação sobre atividades de fabricação de dispositivos explosivos pelo novo IRA, um grupo dissidente republicano.

“A UE insta a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) a cumprir as suas obrigações sob as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e evitar qualquer ação que prejudique o meio ambiente e a procurar a diplomacia e o diálogo”, salientou o porta-voz do Alto Representante da UE para a Política Externa, Josep Borrell. O organismo europeu apelou para que a Coreia do Norte “responda construtivamente” à aproximação diplomática expressa pelos Estados Unidos e Coreia do Sul e a “empreender ações para a desnuclearização”. O teste ocorre apenas seis dias depois de Pyongyang – que não mostrou sinais de abertura ao diálogo com Seul ou Washington – ter testado um outro projétil, que a Coreia do Norte descreveu como um novo míssil hipersónico e que os sistemas de deteção sul-coreanos e japoneses tiveram problemas em identificar, devido ao seu voo irregular. No comunicado citado pela agência EFE, a UE realça ainda que está “comprometida” com o objetivo de que Pyongyang “abandone as suas armas de destruição em massa, mísseis balísticos e seus atuais programas nucleares de forma completa, verificável e irreversível”. Nanú, que está ao serviço da seleção da Guiné-Bissau na Taça das Nações Africanas (CAN), tem mais três anos e meio de contrato com o FC Porto, ao qual chegou em 2020, proveniente do Marítimo, sendo que na presente temporada apenas somou dois jogos pelos dragões, ambos na Taça da Liga. “Até que a RPDC cumpra as suas obrigações ao abrigo das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, a UE continuará a aplicar sanções com firmeza e a encorajar a comunidade internacional a fazer o mesmo”, pode ler-se. As negociações sobre o programa nuclear da Coreia do Norte, lideradas pelos Estados Unidos, estão suspensas desde 2019, devido a disputas sobre sanções internacionais ao regime de Pyongyang. Míssil hipersónico atingiu um alvo localizado a “1. O novo IRA apresentou “as suas sinceras e completas desculpas” à família da jornalista, argumentando que a balearam porque McKee “estava ao lado das forças inimigas”, referindo-se à força policial.

000 quilómetros” A Coreia do Norte lançou o seu segundo míssil em apenas seis dias, seguindo as palavras do líder Kim Jong-un, que na mensagem de Ano Novo destacou a necessidade de fortalecer as defesas nacionais, sem mostrar qualquer intenção de retomar o diálogo sobre a desnuclearização. SAIBA MAIS. Segundo noticiou a comunicação social norte-coreana, o projétil testado é um míssil hipersónico que atingiu um alvo localizado a “1.000 quilómetros” de distância. O teste foi presidido pelo líder do regime que já não estava presente num exercício deste género há quase dois anos. O jornal Rondong referiu que o míssil hipersónico “traçou” a sua trajetória após percorrer 600 quilómetros e “executou uma manobra de curva acentuada de 240 quilómetros” antes de “atingir o alvo na água a 1.500 mortes e que estabeleceu uma paz frágil, mas os grupos paramilitares permaneceram ativos.

000 quilómetros” do ponto de lançamento. Os lançamentos deste mês surgem na sequência de uma série de testes de armamento em 2021, que traduzem a forma como a Coreia do Norte continua a expandir as suas capacidades militares numa fase de confinamento pandémico autoimposto e de conversações nucleares estagnadas com os Estados Unidos. O regulador norte-americano da aviação (FAA) revelou que suspendeu por um breve período as atividades dos vários aeroportos na costa oeste dos Estados Unidos após o lançamento de um novo míssil pela Coreia do Norte. “Como precaução, a FAA suspendeu temporariamente todas as partidas de certos aeroportos ao longo da costa oeste na noite de segunda-feira”, referiu esta agência, em comunicado. A suspensão de voos nos Estados Unidos foi assinalada por entusiastas da aviação, que divulgaram nas redes sociais as diversas trocas de informações entre os controladores de tráfego aéreo e pilotos de aeronaves comerciais.

As operações estiveram interrompidas por 15 minutos, embora a nota de imprensa não mencione o disparo do míssil por Pyongyang. A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki admitiu implicitamente, durante uma conferência de imprensa, que as duas ocorrências estavam ligadas, quando questionada sobre a atividade da Coreia do Norte. Os Estados Unidos condenaram também o lançamento, pela Coreia do Norte, de um míssil balístico no mar oriental norte-coreano, qualificando a ação como “uma ameaça para os vizinhos e para a comunidade internacional”. Segundo um porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, o míssil foi lançado às 07:27 locais de hoje (22:27 de segunda-feira em Lisboa) e percorreu perto de 700 quilómetros a uma altitude de cerca 60 quilómetros, a uma velocidade de 3,43 quilómetros por segundo, o que equivale a “Mach 10”. Os mísseis hipersónicos atingem, geralmente, a velocidade de “Mach 5”.

Um porta-voz do Comando Militar de Segurança Aérea dos EUA-Canadá (Norad) disse à agência AFP que os militares não emitiram nenhum alerta após o disparo do míssil norte-coreano. Os chefes do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul disseram que a Coreia do Norte disparou provavelmente um único míssil balístico a partir de uma área interior para o seu mar oriental. O disparo do míssil ocorre no mesmo dia em que o Conselho de Segurança das Nações Unidas se reúne, à porta fechada, para analisar as consequências dos testes com armas hipersónicas realizados pela Coreia do Norte na semana passada. A reunião ocorre depois de seis países, incluindo os Estados Unidos e o Japão, terem pedido à Coreia do Norte que se envolva “num diálogo construtivo no sentido do objetivo comum de desnuclearização completa”. .