Ucrânia diz que há provas de que Rússia está por detrás do ataque informático

16/01/2022 16:01:00

Ucrânia, Rússia

Analistas temem que ataque informático possa ser antecedente de um ataque militar.Ucrânia disse ter "provas" de que Rússia estava por detrás do ataque informático de larga escala que derrubou vários sites do governo na semana passada.

As tensões entre a Ucrânia e a Rússia estão a aumentar, e Kiev acusa o governo russo de ter reunido tropas na sua fronteira para uma possível invasão. Alguns analistas temem que o ataque informático possa ser um atecedente de um ataque militar.

Consulte Mais informação:
ionline »

EUA acusam Rússia de montar operação encenada para invadir a UcrâniaTensão na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia continua a crescer. O conselheiro de segurança Jake Sullivan afirmou que esta tática não é nova: 'Vimos isto em 2014. Estão a fazer o mesmo agora.' Olha quem fala😀 Balelas do senil Buden. O homen não consegue subis as escadas e falar sem papel escrito. Esta suposta noticia pimba é inutil.

EUA dizem que Rússia planeia orquestrar “pretexto” para poder invadir a UcrâniaAs informações reveladas por Washington surgem depois de as iniciativas diplomáticas para tentar baixar a tensão entre a Rússia e a Ucrânia e NATO terem falhado. Estilo Afeganistão, Iraque, ... Mormal Querem ver que a Rússia vai alegar que a Ucrânia tem armas de destruição massiva, como fizeram os EUA antes de invadirem o Iraque? Não me digam que os russos contrataram o Barroso, o Blair e o Aznar...

As polémicas da Rússia com a Ucrânia e a Câmara Municipal de Lisboa - SIC NotíciasJosé Milhazes comenta a atualidade nacional e internacional, nomeadamente, o caso 'Russiagate' e os ataques informáticos a sites governamentais de Kiev. Como é possível que Pedro Nuno Santos, deixe a casa socialista, estar arder desta forma...!!!!....Costa e a pandilha, medina, siza, gracinha dos ajustes e apoios ao drink.... TUDO ANDAR....RUA. 🇵🇹🥀

Ucrânia diz ter provas do envolvimento da Rússia em ciberataque a sites governamentaisMundo - Ucrânia diz ter provas do envolvimento da Rússia em ciberataque a sites governamentais

EUA avisam Rússia de consequências se for responsável por ciberataque contra Ucrânia - SIC NotíciasCiberataque denunciado pelas autoridades ucranianas ocorreu numa altura de elevada tensão na fronteira da Ucrânia com a Rússia.

Ucrânia: Presidente Zelensky propõe reunião tripartida com homólogos da Rússia e EUA

Email Analistas temem que ataque informático possa ser antecedente de um ataque militar.e receba as informações em primeira mão.Um membro da milícia separatista pró-russa que ocupa a região de Donetsk desde 2014 ALEXANDER ERMOCHENKO / Reuters A tensão em torno do conflito entre a Rússia e a Ucrânia parece não ter fim à vista.| José Milhazes O jornalista da SIC, José Milhazes, aborda, esta sexta-feira, duas polémicas relacionadas com a Rússia: o escândalo da partilha de dados de ativistas russos pela Câmara Municipal de Lisboa e os alegados ataques do regime de Putin à Ucrânia .

Ucrânia disse ter "provas" de que Rússia estava por detrás do ataque informático de larga escala que derrubou vários sites do governo na semana passada. As tensões entre a Ucrânia e a Rússia estão a aumentar, e Kiev acusa o governo russo de ter reunido tropas na sua fronteira para uma possível invasão. O oficial disse ainda que a Rússia escalou uma campanha de desinformação em massa nas redes sociais, incluindo publicações que acusam a Ucrânia de violações de direito e o Ocidente de provocar tensões. Alguns analistas temem que o ataque informático possa ser um atecedente de um ataque militar. Os EUA voltaram a manifestar receio de que, perante o falhanço das negociações dos últimos dias, a Rússia esteja na iminência de preparar uma invasão da Ucrânia. "Todas as provas apontam para a Rússia estar por detrás do ciberataque", disse o ministério de transição digital ucraniano num comunicado este domingo. De resto, Jake Sullivan, na sua breve conferência de imprensa, referiu que o mesmo tipo de táticas foi usado em 2014 para invadir a Ucrânia. "Moscovo continua a travar uma guerra híbrida".

Ler Mais ."O presidente Zelensky propôs ao presidente Biden, e pensamos que pode ser feito, organizar uma reunião trilateral, talvez por videoconferência, entre o presidente Biden, o presidente Zelensky e o presidente Putin", afirmou. O aviso dos EUA foi feito através de um responsável, citado pela Reuters, que falou sob anonimato.