Turismo industrial de São João da Madeira celebra 10 anos e mais de 280 mil visitantes

24/01/2022 19:56:00

Aveiro: Turismo industrial de São João da Madeira celebra 10 anos e mais de 280 mil visitantes

Aveiro: Turismo industrial de São João da Madeira celebra 10 anos e mais de 280 mil visitantes

O roteiro já inclui 22 locais de visita, entre eles os museus da chapelaria e do calçado ou o núcleo histórico da antiga metalúrgica Oliva. A instituição mais visitada é a Viarco, a única fábrica de lápis no país.

celebra hoje 10 anos de actividade, acumulando mais de 283.Assine para partilhar E usufrua de todas as vantagens de ser assinante Fábio Veríssimo vai apitar o Benfica-Boavista (25 janeiro), ao passo que Nuno Almeida arbitrará o Sporting-Santa Clara (26 janeiro), as duas partidas das meias-finais da Allianz Cup, divulgou hoje a FPF.Veja as imagens:.“É hora de passar o testemunho a outros”, diz Edgar Neves Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe / Facebook.

000 visitantes em museus, fábricas e outros espaços emblemáticos da história e economia desse concelho do distrito de Aveiro.O projecto arrancou em 2012 com circuitos por unidades ligadas ao fabrico de calçado, lápis, passamanarias e chapéus, e entretanto passou a incluir também roteiros ligados à colchoaria, às etiquetas e autocolantes, à metalurgia e ao têxtil.º árbitro: Hugo Silva.No total, isso significa que o município com apenas oito quilómetros quadrados de área disponibiliza agora 22 locais de visita, entre os quais os museus da chapelaria e do calçado, o núcleo histórico da antiga metalúrgica Oliva e 14 empresas que acolhem o visitante sempre em contexto real de laboração.“São João da Madeira soube transformar a sua indústria num produto cultural e turístico , e, nestes 10 anos, o Turismo Industrial esteve sempre a valorizar o trabalho, a produção e os operários”, declarou à Lusa o presidente da Câmara Municipal de São João da Madeira, Jorge Vultos Sequeira.Foto Viarco adriano miranda A procura por esse património tem partido sobretudo da comunidade portuguesa e, entre as instituições visitáveis, a que absorveu maior audiência, na ordem dos 37,4%, foi a Viarco, que é a única fábrica de lápis no país.“Infelizmente é mais fácil para muita gente falar daquilo que é negativo e esquecem-se de se pronunciar sobre o que é positivo”, criticou.

A segunda maior fatia dessa procura coube ao conjunto dos museus da chapelaria e do calçado, que receberam 31% do total de visitas, e seguiram-se as fábricas de sapatos e respectivos componentes, com 16,4%, e depois o circuito da chapelaria, que integra a fabricante de feltros Fepsa e a Cortadoria Nacional do Pelo.Jorge Vultos Sequeira admite que entre os aspectos negativos da primeira década de actividade do programa local de Turismo Industrial se inclui a crise económica que levou ao encerramento das fábricas de calçado Evereste e Helsar - que foram duas das fundadoras do projecto, mas fecharam portas entretanto - e ainda a pandemia de covid-19 - que gerou uma quebra nos níveis de adesão aos circuitos.No caso das fábricas encerradas, a autarquia já as substituiu por outras unidades ligadas ao sector, mas, no que se refere à situação epidemiológica, recuperar a procura depende da evolução global da covid-19 e das consequentes restrições sanitárias.Foto adriano miranda Enquanto isso, a Câmara Municipal tem avançado com o projecto do Centro de Memórias da Indústria , com o que Jorge Vultos Sequeira espera fazer de 2022 “um ano de celebração e de reinvenção para o Turismo Industrial de São João da Madeira”.O novo equipamento ficará instalado no chamado Palacete do Rei da Farinha, cuja arquitectura é a característica das “casas de brasileiros”, associadas aos emigrantes portugueses que enriqueceram no Brasil em finais do século XIX e depois aplicaram diferentes estilos decorativos nas residências que edificaram após o seu regresso à terra natal.Edgar Neves tem estado envolvido em várias polémicas recentes com os profissionais de saúde, desde logo por causa de condições de trabalho, mas também por causa de um caso que teve a ver com desvio de medicamentos do serviço nacional de saúde de São Tomé.

O edifício em causa chegou a acolher o Centro de Arte de São João da Madeira, mas está desocupado há alguns anos e será agora sujeito a uma requalificação que o preparará para acolher espaços destinados a arquivo, documentação e investigação “sobre a indústria local, regional e nacional”, assim como áreas expositivas sobre a mesma temática.Jorge Vultos Sequeira defende, por isso, que “o Turismo Industrial é um projecto de futuro” e que, estando “extremamente ligado aos jovens e ao público escolar de todo o país”, terá “uma nova âncora” no anunciado Centro de Memórias da Indústria.Na perspectiva do autarca socialista, enquanto centro de pesquisa e estudo sobre a história e o futuro da indústria”, esse será “um equipamento de vocação nacional”..

Consulte Mais informação:
Público »
Loading news...
Failed to load news.

Já são conhecidos os árbitros para os jogos das meias-finais da Allianz CupAllianz Cup - Já são conhecidos os árbitros para os jogos das meias-finais da Allianz Cup

As imagens da confusão no jogo entre o Ermesinde e São Pedro da CovaAs equipas do Ermesinde e de São Pedro da Cova entraram em confrontos físicos no final da partida, este domingo, no Estádio de Sonhos, em Ermesinde.

Ministro da Saúde são-tomense demite-se e diz que decisão é irreversívelEdgar Neves sai do Governo após várias polémicas com os profissionais do sector da Saúde e sublinha a falta de meios financeiros no país.

Moda artesanal nascida no Funchal com peças que são obras de arteLicenciada em moda e design têxtil, Mariana Sousa faz nascer a Sous da vontade de criar peças únicas e de recuperar técnicas artesanais perdidas no tempo. Cada peça é desenhada e fabricada apenas uma vez, o que lhe confere exclusividade. São utilizadas técnicas artesanais, como o tricotado e o borda

Brentford-Wolverhampton, 1-2: lobos são à prova de dronesMoutinho e Neves dão vitória ao Wolves num jogo que teve um objeto voador... identificado

São 50 mil milhões, mas não convém falar nisso!Das mil e uma ideias para baixar impostos nos programas eleitorais para as legislativas, nenhuma refere o mais óbvio: a maneira mais fácil de baixar impostos e com isso subir salários líquidos é cobrar os impostos devidos.