Eleições Eua 2020, Eua, América, América Do Norte, Donald Trump, Joe Biden, Partido Democrata, Partido Republicano

Eleições Eua 2020, Eua

Trump/Biden: O debate que tinha tudo para correr mal, correu ainda pior

Eleições EUA 2020: Trump/Biden: O debate que tinha tudo para correr mal, correu ainda pior

30/09/2020 07:17:00

Eleições EUA 2020: Trump/Biden: O debate que tinha tudo para correr mal, correu ainda pior

Primeiro debate entre os dois candidatos à Presidência dos EUA marcado por ofensas, mentiras e ameaças de caos na noite das eleições, com Joe Biden a chamar “palhaço” e “racista” a Donald Trump e o Presidente dos EUA a apelar aos seus apoiantes para

A história do primeiro debate entre Trump e Biden, que decorreu na noite de terça-feira (madrugada desta quarta-feira na hora portuguesa) na Universidade Case Western Reserve, no estado do Ohio, é, acima de tudo, a história dos 90 minutos mais crispados de sempre entre dois candidatos à Casa Branca, e pouco ou nada terá feito para fazer mexer os ponteiros das sondagens. O que acaba por não ser mau para o candidato do Partido Democrata, Joe Biden –

Cancelo: «Critério do árbitro não foi igual, à mínima falta levávamos logo amarelo» Trump foi ″incapaz de levar o cargo a sério″, defende Obama Bernardo Silva 'pica' FC Porto: «Esta soube tão bem»

é ele quem vai à frente nas sondagens, e era ele quem corria um risco maior de ser derrotado com estrondo.Não foi isso que aconteceu, em parte graças à estratégia pouco convencional de Trump nas semanas que antecederam o debate. Em vez de salientar as capacidades do adversário, para lhe atirar a pressão para cima dos ombros, o Presidente em exercício e candidato à reeleição não resistiu a agradar à sua base eleitoral

e pôs em causa as capacidades mentais de Biden, chegando ao ponto de sugerir que o candidato do Partido Democrata só teria uma boa prestação se fosse estimulado com drogas e se recebesse indicações através de um auricular.

Do outro lado, Joe Biden respondeu também com uma estratégia de debate pouco convencional, mas que acabou por o embalar para uma prestação bastante razoável – ou seja, muito acima das expectativas dos apoiantes de Donald Trump e tranquilizadora para o eleitorado anti-Trump, que tem na candidatura de Biden a sua única oportunidade para celebrar nas eleições de Novembro.

Se, por um lado, o candidato do Partido Democrata marcou pontos ao falar muito mais para as câmaras do que para o seu adversário – e fez uma verificação dos factos em tempo real curiosa, mas eficaz, sorrindo e olhando com desprezo para Trump de cada vez que se ouvia uma declaração errada ou falsa –, por outro lado ofendeu várias vezes o Presidente dos Estados Unidos, o que também nunca se tinha visto num debate deste tipo.

Consulte Mais informação: Público »

Exagero... O entrevistador intromete se e opinou: MAU

De Kennedy-Nixon a Trump-Biden: 60 anos de debates presidenciais nos EUAO presidente republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden enfrentam-se na terça-feira num debate presidencial televisivo

Primeiro debate televisivo nos EUA juntou Nixon e KennedyO debate desta terça-feira faz parte de uma tradição com 60 anos que marcou a história da política e da televisão norte-americanas.

Eleições nos EUA. Supremo e covid-19 no centro do primeiro debate entre Biden e TrumpEste será o primeiro debate frente a frente dos oponentes nas presidenciais de 3 de novembro.

EUA registam 281 mortos e mais de 37 mil casos nas últimas 24 horasOs Estados Unidos registaram 281 mortos e 37719 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Tiroteio no Oregon nos EUA provoca várias vítimas mortaisAgentes envolvidos estão suspensos durante investigação.

Polícia dispersa mais de 1.000 estudantes em festa perto da Florida State University, nos EUAPresidente da Florida State University apela ao uso de mácara e ao cumprimento do distanciamento social.