Terminou a quarentena mais prolongada e rígida do mundo

No nono país com mais casos de Covid-19.

28/11/2020 14:03:00

Terminou a quarentena mais prolongada e rígida do mundo

No nono país com mais casos de Covid-19.

A medida continuará apenas a existir em duas cidades."Verificamos que, nas duas últimas semanas, a quantidade de casos caiu aproximadamente 30% no país. Vamos manter em isolamento social apenas duas cidades: Bariloche e Puerto Deseado (as duas na Patagónia). Esta nova etapa vai até 20 de dezembro", anunciou o Presidente Alberto Fernández, sublinhando que"a população deve continuar com o esforço porque o problema da pandemia não foi superado".

Sem imprevistos Portugal terá 70% dos adultos vacinados no fim do verão, diz Costa Se as Eleições Legislativas fossem hoje o PS seria o vencedor Vitorino Silva 'orgulhoso' de fazer toda a campanha por videoconferência

Velório de Maradona mobilizou multidõesO pedido para que os argentinos continuem com os esforços chega um dia depois dasgigantescas aglomerações populares em torno do velório do ex-jogador Diego Maradona, organizado pelo próprio Governo.

A organização de um velório popular no qual cerca de um milhão de pessoasnão mantiveram distanciamento social nem cuidados de proteçãolevou a oposição a denunciar penalmente o presidente Alberto Fernández por favorecer a propagação do coronavírus. headtopics.com

"As imagens que vimos do velório são o que devemos evitar. Claro que são um risco epidemiológico cujo impacto veremos dentro sete ou dez dias", criticou o ministro da Saúde de Buenos Aires, Fernán Quirós.Argentina quer vacinar a maior quantidade de pessoas até março

O Presidente argentino também traçou anova meta do país em relação à pandemia: vacinar a maior quantidade de pessoas possível entre janeiro e março, época em que começa o outono no hemisfério Sul.

"Temos a vantagem de ver o que acontece com a pandemia no hemisfério Norte. Uma segunda onda com uma quantidade de contágios realmente alarmante. É muito possível que a Argentina deva enfrentar uma segunda onda. Por isso, quanto mais cuidados tivermos será mais fácil enfrentar o outono", comparou Fernández.

Para evitar esse espelho europeu,a Argentina pretende vacinar 13 milhões de pessoas."Quando março chegar, queremos que todos os grupos de risco estejam imunizados. O total de pessoas que deveríamos vacinar entre janeiro e março é de 13 milhões de pessoas, cerca de 25% dos argentinos. Esse é o esforço que devemos encarar agora", apontou o Presidente. headtopics.com

O que está em jogo nestas eleições — e porque voto em Ana Gomes Marisa ao ataque: 'Se as pessoas de esquerda forem votar, haverá duas candidatas à frente de Ventura' Fecho das escolas. João Ferreira defende salário por inteiro aos pais que tenham de faltar ao trabalho

Depois de março, a vacinação continuará com aqueles que não são grupo de risco.A vacina será gratuita para população, mas não obrigatória."Convoco todos a serem parte dessa epopeia que cuidar da saúde. Vamos precisar de cerca de 20 mil voluntários. A Argentina, com todo esforço, pode vacinar entre 4,5 e 5 milhões por mês", calculou Fernández.

Apesar da quarentena mais prolongada e rígida do mundo,a Argentina é o nono país com mais casos no mundo Consulte Mais informação: SIC Notícias »