Sustentabilidade em pandemia, moda ou mudança?

Sustentabilidade em pandemia, moda ou mudança?

23/09/2021 03:00:00

Sustentabilidade em pandemia, moda ou mudança?

A mudança cabe ao consumidor exigir e às marcas e empresas oferecer. É um ciclo educacional que todos devemos fazer e que começa em cada um de nós.

Uma das que aprendemos foi, sem dúvida, a necessidade urgente em sermos mais sustentáveis em todas as escolhas que fazemos na nossa vida. Nunca, como nestes quase dois anos de pandemia, se venderam tantas bicicletas, se levou tanta marmita para o trabalho e se privilegiou tanto um passeio no parque a um evento social, mas tudo isso foram escolhas impostas, adaptações que fomos obrigados a fazer na nossa vida, cujas rotinas se alteraram drasticamente.

DGS prepara-se para variante agressiva no inverno Caso Carolina Deslandes: cantora queixa-se de ser ″roubada″, bar do Porto nega acusações de maus tratos PCP recusa argumento das ″contas certas″ para viabilizar orçamento

A questão que agora devemos colocar é se vamos continuar a querer ter esses hábitos, ou alguns deles pelo menos, ou se a nossa vontade de colocar a pandemia atrás das costas nos vai fazer esquecer esta necessidade premente do planeta.

Basta vermos o que aconteceu com o uso das máscaras. Se rapidamente nos adaptámos ao uso das máscaras de tecido, mais sustentáveis, também de forma igualmente rápida as deixámos de ver na rua para passar a massificar o uso das máscaras descartáveis, que muitas vezes acabam no chão ou no caixote do lixo errado. As marcas prontamente responderam a esse pedido, mas a moda passou depressa e o que foi um headtopics.com

boomde vendas, rapidamente deixou de o ser.Será que o mesmo vai acontecer com alguns destes hábitos que fomos ganhando ao longo destes quase dois anos? Ou será que vamos ganhar novos hábitos como consequência destes primeiros passos que fomos obrigados a dar, de forma tornar o nosso dia a dia mais amigo do planeta?

A expressão “desenvolvimento sustentável” não é uma novidade e já fazia parte do nosso léxico antes da Covid-19. Porém, a pandemia trouxe novos desafios incitando a discussões sobre o tema. E, se por um lado, trouxe pontos positivos para o meio ambiente, como a redução das emissões poluentes, por outro, aumentou drasticamente os resíduos urbanos e hospitalares, sendo que estes últimos não são recicláveis.

A sustentabilidade voltou a ser tema em vários discursos na 76.ª Assembleia-Geral da ONU e continua a ser tema estratégico para as empresas, por ser uma oportunidade de inovar e agregar valor, tornando-as mais competitivas no mercado, onde se acrescenta um fator, também cada vez mais valorizado, como a ética e transparência.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Grécia vai administrar dose de reforço a profissionais de saúdeAcompanhe aqui os desenvolvimentos da pandemia e do processo de vacinação em Portugal e no mundo

Câmaras de Comércio estimam trocas comerciais em níveis pré-pandemia entre Portugal e Brasil em 2022Segundo semestre deste ano está a ser 'extremamente positivo', diz presidente da Federação das Câmaras de Comércio Portuguesas no Brasil.

Menos 16 milhões de pares de sapatos foram comprados em 2020Pandemia levou a uma quebra de quase 25% no consumo de calçado em Portugal, contra os 15,8% a nível mundial: foram comprados 49 milhões de pares no ano passado.

Gestores portugueses admitem que medidas de sustentabilidade são negativas para as finanças das empresasMais de metade dos líderes de empresas em Portugal declaram que as políticas de sustentabilidade reduzem o desempenho financeiro da empresa, uma convicção que tem menos adesão entre os presidentes executivos estrangeiros

Dia decisivo para o futuro da GroundforceOs credores da empresa de assistência em terra nos aeroportos reúnem-se em Assembleia Geral no Tribunal de Monsanto para votar a recuperação ou a liquidação da empresa.

'Beijar homem, mulher ou uma parede é igual”: Jessica Athayde surge ousada em novo desafioFamosos - 'Beijar homem, mulher ou uma parede é igual”: Jessica Athayde surge ousada em novo desafio Não para mim.