Sudão: Alemanha 'condena claramente' tentativa de golpe de Estado

Sudão: Alemanha “condena claramente“ tentativa de golpe de Estado

25/10/2021 14:36:00

Sudão: Alemanha “condena claramente“ tentativa de golpe de Estado

'As informações que dão conta de uma nova tentativa de golpe no Sudão são perturbadoras', afirmou Heiko Maas, que apelou ao 'diálogo' entre os responsáveis políticos que dirigem as autoridades de transição no país

A Alemanha"condenou claramente" hoje a tentativa de golpe no Sudão, que"deve parar imediatamente" para permitir a continuação de uma"transição política pacífica para a democracia", numa declaração assinada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros alemão.

'Eu sou passageiro'. A reação de Eduardo Cabrita após a acusação do motorista O escândalo do dia Liga vai alterar regulamentos para que nenhum jogo se inicie com um menos de 13 jogadores

"As informações que dão conta de uma nova tentativa de golpe no Sudão são perturbadoras", afirmou Heiko Maas, que apelou ao"diálogo" entre os responsáveis políticos que dirigem as autoridades de transição no país.

De acordo com o Ministério da Informação sudanês, quase todos os civis membros das autoridades de transição no país estão detidos pelos"militares", incluindo o primeiro-ministro sudanês, Abdullah Hamdok, e outros representantes políticos civis, na sequência de tensões entre os órgãos de transição. headtopics.com

Também a ONU e a Liga Árabe condenaram as detenções dos líderes civis membros do órgão de transição no Sudão, considerando-as"inaceitáveis", nos termos do enviado das Nações Unidas ao país, Volker Perthes, que se manifestou"muito preocupado com as notícias de um golpe de Estado".

"Apelo às forças armadas para que libertem imediatamente os detidos", afirmou o representante especial para o Sudão e Chefe da Missão Integrada de Assistência à Transição das Nações Unidas no Sudão (UNITAMS), acrescentando que, segundo o Ministério da Informação sudanês, quase todos os civis membros das autoridades de transição no país estão detidos pelos"militares".

O secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Abulgueit, expressou através de uma declaração a"profunda preocupação" da organização sediada no Cairo, e exortou as partes a respeitarem o documento constitucional assinado em agosto de 2019 pelos militares e civis, em que se comprometem a partilhar o poder durante o período de transição, iniciado com a queda do ditador Omar al-Bashir, em abril do mesmo ano.

Abulgueit recordou que"não há problemas que possam ser resolvidos sem diálogo", após semanas de tensões e acusações cruzadas entre as componentes civil e militar dos órgãos dirigentes do Sudão, na sequência de uma tentativa de golpe de Estado em setembro, abortada pelo exército. headtopics.com

João Ferreira em lugar não elegível dos candidatos da CDU por Lisboa Siza Vieira. ″Não vale a pena ter um aeroporto se não houver TAP″ Novas tabelas do IRS. Salários e pensões até 710 euros isentas de retenção Consulte Mais informação: Expresso »

Novo estudo sobre a origem da Covid-19 aponta para mercado de Wuhan

Primeiro-ministro do Sudão detido pelos militares e pressionado a apoiar golpe de EstadoCm ao Minuto - Primeiro-ministro do Sudão detido pelos militares e pressionado a apoiar golpe de Estado

Primeiro-ministro do Sudão detido por militares e pressionado a apoiar golpe de EstadoO primeiro-ministro do Sudão, Abdullah Hamdok, foi 'detido em casa' pelos militares e pressionado a fazer uma declaração 'a apoiar o golpe [de Estado]', disse o ministério da Informação sudanês.

Sudão: militares ocupam televisão, Governo fala em ''golpe de Estado''Últimas informações dão conta da prisão do primeiro-ministro sudanês. O mundo tá um inferno.

Manifestantes bloquearam estradas da capital do SudãoTensão tem sido constante no Sudão.

Sudão: Estados Unidos expressam preocupação sobre endurecimento militarGoverno de Biden expressou 'profunda inquietação' sobre a vaga de prisões de dirigentes civis levadas a cabo pelas forças militares do Sudão

Primeiro-ministro do Sudão detido. Governo fala em 'golpe de Estado'