STF abre investigação a Bolsonaro por ter relacionado vacinas da covid-19 com a sida

Brasil: STF abre investigação a Bolsonaro por ter relacionado vacinas da covid-19 com a sida

Brasil, Jair Bolsonaro

04/12/2021 15:57:00

Brasil : STF abre investigação a Bolsonaro por ter relacionado vacinas da covid-19 com a sida

Num vídeo, o Presidente brasileiro citou um “relatório”, sem fundamento científico, que associava a vacinação contra a covid-19 a um risco acrescido de desenvolver sida.

Joedson Alves / EPAO Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, vai ser alvo de uma nova investigação movida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), desta vez por causa de declarações feitas há alguns meses em que estabeleceu uma relação entre a vacinação contra a covid-19 e o desenvolvimento de sida, algo que não é suportado pelas evidências científicas.

O inquérito foi aberto na sexta-feira à noite pelo juiz do STF Alexandre de Moraes, que respondeu a umque investigou a conduta do Presidente e do Governo federal durante a pandemia. Os senadores que integravam a comissão pediram o afastamento de Bolsonaro das redes sociais por causa dessas declarações.

Em causa está atransmissão ao vivo de declarações de Bolsonaro– uma prática quase diária do Presidente, que comunica habitualmente através das suas redes sociais – a 22 de Outubro em que o chefe de Estado faz referência a um “relatório oficial” britânico em que se conclui que pessoas que receberam a vacinação completa contra a covid-19 podem desenvolver sida “muito mais rápido que o previsto”. headtopics.com

Pandemia aumentou desigualdades na educação, reconhece União Europeia

O vídeo foi removido pelo YouTube, Instagram e Facebook por conter violações das directrizes sobre desinformação contempladas por estas plataformas.“Não há dúvidas de que as condutas noticiadas do Presidente da República, no sentido de propagação de notícias fraudulentas acerca da vacinação contra a covid-19 utilizam-se do 

modus operandi de esquemas de divulgação em massa nas redes sociais”, escreveu Moraes no despacho em que abre a investigação, citado pelositeG1.As declarações de Bolsonaro foram desmentidas de imediato por especialistas e nem sequer foi possível identificar qualquer relatório ou estudo mencionando a relação entre as vacinas e o desenvolvimento da sida. “Nenhuma das vacinas está relacionada com a geração de outras doenças”, dizia dias depois do vídeo o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), António Barra Torres.

Consulte Mais informação: Público »

Agora imaginem se no Brasil tivessem aumentado o número de mortos e só 4% tivessem a ver com o COVID see what we’re dealing with here?

Covid-19: utentes esperaram quase duas horas num centro de vacinação em GaiaEspaço será aumentado para acelerar o processo.

Covid-19: Irlanda encerra discotecas e anuncia novas restrições para fazer face à variante ÓmicromO Governo irlandês anunciou esta sexta-feira novas restrições para conter a disseminação da nova variante Ómicron da covid-19, que incluem o encerramento de discotecas ou o distanciamento social em alguns locais. Palhaçada

Covid-19: Milhares em protesto na Austrália contra restriçõesManifestação pacifica em frente ao Parlamento, na cidade australiana de Melbourne, exige a retirada das leis contra a pandemia

Italiano tenta usar braço de silicone para se 'vacinar' contra a Covid-19Insólitos - Italiano tenta usar braço de silicone para se 'vacinar' contra a Covid-19

Covid-19: variante Ómicron quase em 40 países (mas sem mortes associadas)Organização Mundial de Saúde diz que respostas sobre detalhes da variante podem demorar semanas. Portugal tem 38 casos já confirmados.

Governo da Nicarágua escondeu entre 6.000 e 9.000 óbitos por covid-19De acordo com um estudo elaborado pelo Observatório para a Transparência e Anticorrupção.