Sorteio dita que processo EDP volta para as mãos do juiz Carlos Alexandre

21/01/2022 23:38:00

Portugal - Sorteio dita que processo EDP volta para as mãos do juiz Carlos Alexandre

Portugal - Sorteio dita que processo EDP volta para as mãos do juiz Carlos Alexandre

Superjuiz aplicou caução de seis milhões de euros a Manuel Pinho e prisão domiciliária com pulseira eletrónica.

Juiz Carlos Alexandre FOTO: ANTÓNIO COTRIM/POOL / LUSA O caso EDP, que tem como principais arguidos António Mexia, ex-presidente da empresa, o ex-ministro Manuel Pinho e Mando Neto, ex-presidente da EDP Renováveis, voltou a ficar nas mãos do ‘superjuiz’ Carlos Alexandre, confirmou o CM junto de fonte do processo.O processo EDP voltou a ir parar às mãos de Carlos Alexandre.A certificação Top Employer voltou a reconhecer as boas práticas de gestão das empresas.Assine para partilhar E usufrua de todas as vantagens de ser assinante A bolsa nacional fechou em baixa na sessão desta sexta-feira, penalizada sobretudo pelas cotadas da energia e também pelo BCP.

Com o novo’ Ticão’, agora com nove juízes de instrução, entre os quais Ivo Rosa e Carlos Alexandre, houve novo sorteio dos processos deste tribunal.O sorteio, ocorrido a 12 de janeiro, ditou que o caso EDP, que já esteve a cargo de Carlos Alexandre, volta para o ‘superjuiz’.Mas o processo EDP — que envolve Mexia, Manso Neto e Manuel Pinho — ficou de fora desta distribuição eletrónica.De recordar que Manuel Pinho, suspeito dos crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais, viu-lhe serem aplicadas as medidas de coação de caução de seis milhões de euros e prisão domiciliária com pulseira eletrónica, que o ex-ministro tem estado a cumprir no Algarve, tendo pedido para mudar de residência, para Braga.O reconhecimento atribuído pelo Top Employers Institute – reconhecida entidade global na avaliação e reconhecimento das melhores políticas de gestão de recursos humanos – distingue a EDP em vários indicadores, entre as quais a forte atração de talento e a criação de condições que promovem o crescimento pessoal e profissional dos colaboradores.As medidas foram aplicadas, precisamente, por Carlos Alexandre.Certo é que — apesar de existirem mais sete juízes no tribunal — o processo foi de novo parar às mãos deste juiz de instrução.Leia também.E vão crescer em 2022 A cotada que mais pressionou o índice de referência nacional foi a EDP Renováveis, a cair 4,61% para 19,25 euros, enquanto a EDP depreciou 2,37% para 4,529 euros.

Consulte Mais informação:
Correio da Manhã »
Loading news...
Failed to load news.

Processo EDP volta para as mãos de Carlos AlexandreEste foi o último processo a ser sorteado no total dos processos do novo Ticão. Suspeitas que recaem sobre Mexia, Manso Neto e Pinho voltam para as mãos de Carlos Alexandre.

EDP, EDP Renováveis e Pepsico distinguidas entre as melhores empresas para trabalhar pelo Top EmployerA certificação Top Employer voltou a reconhecer as boas práticas de gestão das empresas. Trata-se de um organismo que, a nível global, procura reconhecer nas empresas a capacidade de proporcionar o desenvolvimento profissional e pessoal dos seus recursos humanos.

Lisboa fecha no vermelho em dia de tombo de 4,6% da EDP RenováveisA EDP Renováveis liderou as quedas na sessão em Lisboa, num dia em que a cotada de energias renováveis do grupo EDP tombou 4,61%.

Três quartos da eletricidade produzida pela EDP em 2021 teve origem renovávelPor outro lado, refere, 'a produção hídrica diminuiu significativamente devido principalmente à alienação de 1,7 GW de seis centrais hidroelétricas em Portugal em dezembro de 2020, que contribuíram com 3,4 TWh de geração em 2020'.

Renováveis foram fonte de 75% da eletricidade da EDP em 2021As energias renováveis representaram 75% da eletricidade gerada pela EDP no ano passado, sobretudo devido à geração eólica, cuja produção aumentou 5% face a 2020.

Produção de eletricidade da EDP caiu 5% em 2021No ano passado, a EDP produziu 60,0 terawatts por hora de eletricidade, menos 5% face ao ano anterior. A venda de seis barragens no Douro em dezembro de 2020 foi uma das principais causas da quebra.