Situação de calamidade termina no dia 20 de março do próximo ano

A partir do próximo dia 1 de dezembro, o território de Portugal Continental entra em situação de calamidade, que se mantém até ao dia 20 de março de 2022.

28/11/2021 17:07:00

A partir do próximo dia 1 de dezembro, o território de Portugal Continental entra em situação de calamidade, que se mantém até ao dia 20 de março de 2022.

A partir do próximo dia 1 de dezembro, o território de Portugal Continental entra em situação de calamidade, que se mantém até ao dia 20 de março de 2022.

E usufrua de todas as vantagens de ser assinanteA situação de calamidade em Portugal Continental vai manter-se até ao dia 20 de março de 2022, de acordo com aresolução do Conselho de Ministrospublicada este sábado em Diário da República.

União Europeia “firmemente” ao lado da Ucrânia e pronta para fortalecer parceria energética - SIC Notícias

"O Conselho de Ministros resolve declarar, na sequência da situação epidemiológica da doença covid-19, até às 23:59 horas do dia 20 de março de 2022, a situação de calamidade em todo o território nacional continental", refere o diploma que entra em vigor este domingo.

A resolução do Governo determina as regras aplicáveis nos próximos meses, tendo em conta a situação epidemiológica no país. Em causa estão medidas como a obrigatoriedade de apresentação do certificado digital covid-19 para entrar nos restaurantes, hotéis, alojamentos locais, casinos ou ginásios. Mas também define o nível de prontidão das forças de segurança.  headtopics.com

O diploma determina ainda medidas que já se encontravam em vigor como o confinamento obrigatório para doentes com covid ou a medição da temperatura corporal para entrar em determinados estabelecimentos e também nos locais de trabalho. Igualmente regula o controlo de fronteiras. 

Rui Rio:Do que sinto, a probabilidade do PSD ganhar é mais elevada do que a do PS - CNN Portugal

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

Decisão 22: o confronto entre Catarina Martins e Cotrim Figueiredo na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Ou até o PS sair do governo. É possível antecipar a liberdade dos cidadãos.

Situação de calamidade em Portugal prolonga-se até 20 de marçoAo fim de dois meses em situação de alerta, por causa da pandemia, o Governo declarou a situação de calamidade a partir de 1 de dezembro. coman no cu seus paneleiroes Não era só uma semana de “contenção?” ...podiam já pôr até ao Natal do Ano que Vem..😛

20 mil voluntários vão ajudar na campanha do Banco AlimentarA primeira campanha presencial do Banco Alimentar contra a Fome no contexto da pandemia vai contar com 20 mil voluntários em supermercados e armazéns em todo o país. Os voluntários serão divididos em turnos, devido às restrições pandémicas, segundo revelou a fundadora do Banco Alimentar, Isabel Jonet, após a visita do presidente da República à sede em Lisboa. Mais uma vez o povo a suprir a capacidade política! Menos desperdicio(TAP, NB, e similares), melhor gestão e estas campanhas seriam dispensáveis! Não, trabalha 6 meses para pagar impostos(!!!), é no final, contribui nos peditórios! Vergonhoso! Jmm A campanha começa hoje ❤️ Ajude ajudar! Juntos somos mais fortes ✨

Trabalhadores da Transtejo marcam nova greve parcial entre 20 e 23 de dezembroEm comunicado hoje divulgado, a Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans) revelou que os trabalhadores da transportadora fluvial, reunidos na quarta-feira, decidiram pedir reuniões tanto à administração da empresa como ao Ministério do Ambiente, que tutela os transportes urb

Há mais 700 pessoas internadas com covid-19 em Portugal. Número sobe consecutivamente há 20 dias

Nova variante da pandemia arrasa bolsas europeias. PSI-20 tomba mais de 2%O mercado de capitais sofre uma derrocada com o fantasma da nova variante de Covid-19 que vem da África do Sul. O PSI-20 foi dos que menos caiu. Já os futuros de petróleo estão a cair mais de 10%. Os juros da dívida soberana caem.

A sexta-feira não foi negra só no comércio: PSI-20 afundou-se 2,43%, Galp caiu mais de 6%O desempenho do índice bolsista português na sessão desta sexta-feira nem foi o pior em comparação com o das grandes praças europeias, que registaram quebras acima dos 4%