'Sempre que vierem, nós estaremos cá para ter uma palavra'

25/07/2021 08:01:00

Vídeo: 'Sempre que vierem, nós estaremos cá para ter uma palavra'

. O lítio pode ser o mais leve dos metais, mas o seu peso na transição energética está a virar o interior do país de pernas para o ar. "Sempre que vierem, nós estaremos cá para ter uma palavra", diz Aida Fernandes, o principal rosto da contestação da mineração de lítio em Covas do Barroso, Boticas.

Insólito: vice-presidente do Suriname tem 60 anos e é titular num jogo oficial da CONCACAF ONG ambientais e oposição acusam Bolsonaro de ''mentir'' em discurso na ONU Bernardo Ribeiro: “Vamos ver se Rui Costa vai ter concorrentes…” Consulte Mais informação: Público »

No Sardoal sempre de olhos na estradaA pandemia empurrou Pedro e Luísa da Grande Lisboa para o interior do país. Mas na pequena povoação de Monte Cimeiro a adrenalina do trânsito da cidade entra-lhes pela sala dentro.

Entre as lojas que fecharam para sempre e as que resistem: o retrato da baixa pombalinaLisboa é uma cidade quase deserta de turistas por causa da pandmeia. O impacto no comércio é esmagador, sobretudo na baixa pombalina, onde muitas lojas fecharam para sempre. Conseguiram correr com os nossos lojistas para agora convidarem marcas 'maiores' a ocupar o espaço. nosnaodormimos ratossocialistas

No Sardoal sempre de olhos na estradaA pandemia empurrou Pedro e Luísa da Grande Lisboa para o interior do país. Mas na pequena povoação de Monte Cimeiro a adrenalina do trânsito da cidade entra-lhes pela sala dentro.

Líbano, Labirinto: Sempre à beira de um ataque de nervos | Jornal EconómicoLíbano, Labirinto: Sempre à beira de um ataque de nervos

Vítor Murta: «Relação entre Boavista e investidor continua saudável, como sempre esteve»Boavista - Vítor Murta: «Relação entre Boavista e investidor continua saudável, como sempre esteve»

Líder do CDS-PP chama Cabrita de 'ministro sempre em pé'O líder do CDS-PP avisa que não devem contar com ele para alimentar 'discórdias e divisões' dentro do partido. Na comemoração dos 47 anos do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos voltou a pedir a demissão de Eduardo Cabrita imputando-lhe responsabilidades nos festejos do Sporting. Disse que é um 'ministro sempre em pé' porque nunca cai perante os escândalos. Está a ver-se ao espelho 🪞🤮🙃😂