Selminho: MP recorre de absolvição do presidente da Câmara do Porto

O Ministério Público (MP) vai recorrer do acórdão que hoje absolveu o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, no processo Selminho, no qual estava acusado de favorecer a imobiliária da família, de que era sócio, em detrimento do município

21/01/2022 19:53:00

O Ministério Público (MP) vai recorrer do acórdão que hoje absolveu o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, no processo Selminho, no qual estava acusado de favorecer a imobiliária da família, de que era sócio, em detrimento do município

O Ministério Público (MP) vai recorrer do acórdão que hoje absolveu o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, no processo Selminho, no qual estava acusado de favorecer a imobiliária da família, de que era sócio, em detrimento do município.

E usufrua de todas as vantagens de ser assinanteApós a leitura do acórdão, que decorreu na tarde de hoje no Tribunal de São João Novo, no Porto, o procurador Luís Carvalho pediu a palavra à juíza presidente, dizendo"não se conformar" com a decisão, razão pela qual anunciou que vai interpor recurso para o Tribunal da Relação do Porto.

Para o coletivo de juízes, em julgamento não ficou provado que Rui Moreira tenha dado instruções ou agido com o propósito de beneficiar a Selminho em detrimento do município.Segundo a juiza presidente, Ângela Reguengo, também não ficaram provados os factos ilícitos que constam da acusação do Ministério Público (MP), que, nas alegações finais, tinha pedido a condenação do autarca a uma pena suspensa e à perda deste mandato.

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

Levantamento da imunidade parlamentar de Cabrita pedido pelo MP em 60 segundosO Jornal de Notícias é um título incontornável no panorama da imprensa portuguesa. No Jornal de Notícias online acompanhe as notícias, os vídeos, os áudios e as infografias de toda a actualidade nacional, internacional e local.

Advogado de Manuel Pinho diz que perigo de fuga é falso e critica timing do MP

MP pede levantamento da imunidade parlamentar de Eduardo Cabrita

MP vai pedir levantamento da imunidade de CabritaApós ter sido reaberto o processo, o Ministério Público quer que seja levantada a imunidade que o ex-ministro da Administração Interna tem por ser deputado. Só depois poderá ser constituído arguido.

MP pede à Assembleia da República para levantar imunidade parlamentar de CabritaO Ministério Público (MP) solicitou à Assembleia da República o levantamento da imunidade parlamentar do deputado Eduardo Cabrita, para que possa ser constituído e interrogado como arguido no caso do acidente mortal na A6. O sicario de Antônio Costa está a braços com a justiça...o PS partido socialista de esquerda perito em falências e cargos para a famíglia e amigos já não é o que era os portugueses já não querem ser Mansos...

MP acusa médico do Centro Hospitalar de Setúbal de homicídio por negligência na morte de um bebé

Assine para partilhar E usufrua de todas as vantagens de ser assinante Após a leitura do acórdão, que decorreu na tarde de hoje no Tribunal de São João Novo, no Porto, o procurador Luís Carvalho pediu a palavra à juíza presidente, dizendo"não se conformar" com a decisão, razão pela qual anunciou que vai interpor recurso para o Tribunal da Relação do Porto. Para o coletivo de juízes, em julgamento não ficou provado que Rui Moreira tenha dado instruções ou agido com o propósito de beneficiar a Selminho em detrimento do município. Segundo a juiza presidente, Ângela Reguengo, também não ficaram provados os factos ilícitos que constam da acusação do Ministério Público (MP), que, nas alegações finais, tinha pedido a condenação do autarca a uma pena suspensa e à perda deste mandato. Leia Também Selminho: Presidente da Câmara do Porto absolvido Rui Moreira foi julgado pelo crime de prevaricação, acusado de favorecer a imobiliária da família (Selminho), da qual era sócio, em prejuízo do município do Porto, no litígio judicial que opunha a autarquia à imobiliária, que pretendia construir um edifício de apartamentos num terreno na Calçada da Arrábida.