Síria: dezenas de jihadistas permanecem escondidos em prisão controlada pelos curdos - SIC Notícias

Síria: dezenas de jihadistas permanecem escondidos em prisão controlada pelos curdos

28/01/2022 04:11:00

Síria: dezenas de jihadistas permanecem escondidos em prisão controlada pelos curdos

As Forças Democráticas Sírias disseram que tinham recuperado o controlo total da prisão de Ghwayran, depois de seis dias de intenso conflito.

tinham recuperado o controlo total da prisão de Ghwayran na cidade de HassakéDoze combatentes do Daesh morreram nos confrontospermitiram expulsar entre 60 e 90 jihadistas ainda escondidos numa ala da prisãoEm Hassaké foi decretado um

Segundo o OSDH, 25 a 40 jihadistas estavam escondidos na cave da prisão,oram mortos durante o ataque aéreoo destino de dezenas de pessoas ainda é desconhecido

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Pancada de Meia-Noite: Partido (pouco) Trabalhista - SIC NotíciasA sentença do “juiz” Guilherme Fonseca no “Pancada de Meia-Noite”. Lixo, fala de ti não do outro. E mostrar conhecimento da língua do outro, é vergonhoso. Fala de ti porque para o outro tu não existe, porque lamber? E diz que é livre. Sim na palavra não na mente.

João Rendeiro: advogada quer 'até certo ponto' um novo julgamento - SIC NotíciasEx-presidente do BPP vai permanecer detido na prisão de Westville, na África do Sul, pelo menos, até maio. Vou votar Chega. Boa economia só com Justiça a sério. Dezoito mil milhões de euros por ano, daria para o ordenado mínimo subir aos 1.200,00€ e o ordenado médio subir aos 1. 900, 00€. È assim que a economia cresce. André Ventura na Justiça vai cumprir.

Pedrógão: MP quer condenar os 28 arguidos, advogados dizem que são 'duplamente vítimas' - SIC NotíciasA procuradora do Ministério Público (MP) pede prisão efetiva para o ex-presidente da Câmara de Pedrógão Grande e o antigo vereador.

Covid-19: imunidade de grupo 'é uma miragem', diz infeciologista - SIC NotíciasO infeciologista Fernando Maltez considera, aliás, que “é um bocadinho perigoso” começar já a falar de endemia.

Incêndio consome fábrica de bicicletas na Anadia - SIC NotíciasIncêndio consome fábrica de bicicletas na Anadia

Ucrânia: NATO avisa Rússia que está “preparada para o pior” se diplomacia falhar - SIC NotíciasRússia iniciou manobras militares no Mar Negro, com a participação de mais de 20 navios.

Lusa Dezenas de jihadistas ainda estão escondidos numa prisão na Síria, que as forças curdas anunciaram ter recuperado o controlo na quarta-feira, quase uma semana após um ataque do grupo extremista Daesh que matou mais de 235 pessoas. As Forças Democráticas Sírias (FDS), dominadas pelos curdos e que lideram a luta contra o Daesh, disseram que tinham recuperado o controlo total da prisão de Ghwayran na cidade de Hassaké , no nordeste, pondo fim a seis dias de intensos conflitos. Mas na quinta-feira, aconteceram novos confrontos dentro do estabelecimento prisional durante as operações de busca da FDS, segundo o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), uma organização não governamental (ONG) sediada no Reino Unido. Doze combatentes do Daesh morreram nos confrontos e foram encontrados os corpos de outros cinco jihadistas, segundo o OSDH. As operações de busca permitiram expulsar entre 60 e 90 jihadistas ainda escondidos numa ala da prisão , explicou o FDS, anunciando a rendição de cerca de “3.500 membros do Daesh”. No total 173 jihadistas, 55 combatentes curdos e sete civis foram mortos na violência em Hassaké desde o início do ataque à prisão em 20 de janeiro, disse o OSDH. Em Hassaké foi decretado um recolher obrigatório há quatro dias . As forças curdas – apoiadas por uma coligação liderada pelos Estados Unidos – estão a bloquear todos os acessos para evitar que os jihadistas em fuga se desloquem para outras regiões. Segundo o OSDH, 25 a 40 jihadistas estavam escondidos na cave da prisão, sem comida há quase uma semana . oram mortos durante o ataque aéreo [quarta-feira] à noite, enquanto tentavam fugir”, disse a ONG. É provável que o número dos combates aumente ainda mais porque “ o destino de dezenas de pessoas ainda é desconhecido ”, adverte o OSDH, acrescentando que “120 combatentes das FDS e membros da polícia foram levados para o hospital, alguns gravemente feridos”. Em 20 de janeiro, o grupo terrorista Daesh l ançou um ataque a um estabelecimento prisional controlado pelas forças curdas no nordeste da Síria, libertando um número desconhecido de jihadistas. “Vários prisioneiros conseguiram escapar”, disse o OSDH, sem especificar o número, na ocasião. Na linha da frente do combate contra o Daesh, as FDS, apoiadas pela coligação internacional, derrotaram o movimento extremista no seu último reduto de Baghouz, na província de Deir Ezzor, no leste da Síria, em 2019. Desde a derrota, o Daesh tem realizado ataques mortais de forma regular, principalmente no deserto sírio.