Só 20% dos novos médicos de família ficam em Lisboa e Vale do Tejo

18/01/2022 15:28:00

Só 20% dos novos médicos de família ficam em Lisboa e Vale do Tejo

Médicos De Família, Centros De Saúde

Só 20% dos novos médicos de família ficam em Lisboa e Vale do Tejo

A região do país com mais utentes sem médico de família captou apenas 32 especialistas no último concurso nacional. Ministério pode autorizar concursos regionais e contratações diretas para preencher vagas que ficaram por ocupar.

Em dezembro de 2021, segundo dados das plataformas de monitorização do Ministério da Saúde, havia um total de 1,1 milhões de utentes sem médico de família atribuído, a maioria dos quais (cerca de 784 mil) na região de Lisboa e Vale do Tejo. O que significa que a atual legislatura terminará com cerca de 800 mil utentes a descoberto.

Mais de 30% dos lugares abertos neste concurso ficaram por ocupar, mas refira-se que o número de vagas disponibilizadas era superior ao dos candidatos (91) que terminaram a especialidade na época especial de avaliação de 2021. Um procedimento que o Ministério da Saúde tem seguido nos últimos anos, com o objetivo de captar mais médicos do que os recém-especialistas da respetiva época.

Consulte Mais informação:
Jornal de Notícias »

RSI só vale 1% do total dos apoios da Segurança SocialNúmero de beneficiários caiu para metade na última década e mais de um terço não tem idade para trabalhar. 'Não é para malandros', diz especialista. E VÓS ACREDITAIS?!!! Acham que alguém lê e interioriza isto. Basta um artolas dizer que beneficiam os ciganos e a populaça logo o idolatra. País de burros

Portugal já administrou mais de 20 milhões de dosesO país já administrou 3,8 milhões de doses de reforço da vacina contra a Covid-19.

Portugal já administrou 20 milhões de vacinas desde o início da vacinaçãoPortugal já administrou 20 milhões de doses da vacina contra a covid-19, desde que arrancou a campanha de vacinação, estando neste momento vacinados 8,8 milhões de utentes, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal já administrou 20 milhões vacinas desde o início da vacinação - RenascençaCerca de 90% das pessoas com mais de 80 anos já foram vacinadas, 92% entre os 70 e os 79 anos e 81% entre os 60 e os 69 anos.

Conheça os 20 concorrentes do ‘Big Brother Brasil’A partir desta segunda-feira, dia 17, os assinantes do Globoplay, plataforma de streaming da Globo, vão poder assistir ao ‘Big Brother Brasil’ que promete

Mais de 20 milhões de vacinadas administradas em Portugal contra a covid-19

Das 235 vagas abertas no âmbito do concurso de segunda época na área de Medicina Geral e Familiar foram preenchidas 160 (68%), o que permitirá dar médico de família a cerca de 300 mil utentes, informou, esta manhã de terça-feira, o Ministério da Saúde.Comentar Número de beneficiários caiu para metade na última década e mais de um terço não tem idade para trabalhar.de vacinas contra a Covid-19, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).) e à comunidade universitária (professores e funcionários não docentes).

Em dezembro de 2021, segundo dados das plataformas de monitorização do Ministério da Saúde, havia um total de 1,1 milhões de utentes sem médico de família atribuído, a maioria dos quais (cerca de 784 mil) na região de Lisboa e Vale do Tejo. O que significa que a atual legislatura terminará com cerca de 800 mil utentes a descoberto. O Rendimento Social de Inserção (RSI) representou, em novembro 1,2% do total da despesa corrente em prestações sociais do Estado. Mais de 30% dos lugares abertos neste concurso ficaram por ocupar, mas refira-se que o número de vagas disponibilizadas era superior ao dos candidatos (91) que terminaram a especialidade na época especial de avaliação de 2021. A DGS adianta que “foram vacinadas, até ao momento, com dose de reforço, 90% das pessoas com mais de 80 anos. Um procedimento que o Ministério da Saúde tem seguido nos últimos anos, com o objetivo de captar mais médicos do que os recém-especialistas da respetiva época."Não é verdade que seja um subsídio para malandros", afirma o especialista Eugénio Fonseca, como resposta a quem associa o RSI à subsidiodependência. Das 160 vagas preenchidas, 93 situam-se na região Norte, 32 em Lisboa e Vale do Tejo, 27 no Centro, seis no Algarve e duas no Alentejo. JN/Agências.

Num comunicado, o Ministério da Saúde refere que"pela primeira vez, este concurso não encerra com esta escolha". O RSI, o mal-amado apoio que se destina aos que vivem em pobreza extrema criado há 25 anos, representa apenas uma migalha do valor total. Porque, segundo o despacho n.º 12248-A/ 2021, de 16 de dezembro, o Ministério da Saúde pode autorizar as Unidades Locais de Saúde a recrutar médicos e as Administrações Regionais de Saúde a abrir novos concursos para preencher as vagas que não foram escolhidas. A tutela refere ainda que o número de vagas abertas (235), representa, para esta segunda época de avaliação,"o maior número de vagas disponibilizadas para Medicina Geral e Familiar dos últimos seis anos" e acrescenta que este concurso obteve"o maior número de médicos recrutados". PUB .