Ricardinho: «Vou sentir saudades, mas saio de consciência tranquila»

19/01/2022 22:31:00

Ricardinho: «Vou sentir saudades, mas saio de consciência tranquila»

Futsal, Modalidades

Ricardinho : «Vou sentir saudades, mas saio de consciência tranquila»

Antigo internacional está disponível para ajudar a FIFA a promover a modalidade

Ricardinho, que terminou a carreira ao serviço da seleção portuguesa após a conquista do Mundial2021, na Lituânia, revelou que já sente «saudades», mas acrescenta que saiu «de consciência tranquila» com o legado que deixou na modalidade.

Em entrevista ao podcast da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o «mágico», por seis vezes considerado o melhor jogador do mundo (2010, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018), revelou que tem orgulho na tarefa «mais do que superada» em Portugal.

Consulte Mais informação:
maisfutebol »

“Preferia Ronaldo a titular a não ganhar o jogo com a Suíça”

O humorista César Mourão comentou a decisão de Fernando Santos em ter deixado Ronaldo no banco de suplentes frente à Suíça. Consulte Mais informação >>

Big Brother. Kasha dá 'nega' a Jaciara Dias: 'Não me vou envolver numa relação com ninguém...'Na noite desta terça-feira, dia 18 de janeiro, Jaciara Dias acabou por desabafar com os restantes colegas da casa da Malveira que tem alguns sentimentos por Kasha e que vê nele o seu potencial companheiro no futuro.

Portugal defende título e legado de RicardinhoA selecção nacional de futsal inicia nesta quarta-feira, em Amesterdão, a participação no 12.º Campeonato da Europa.

Laura Galvão arrasa críticos: 'Para quem diz para eu esquecer a TVI…'Na gala do passado domingo, Laura Galvão desistiu do 'Big Brother Famosos', devido às saudades da família. A atriz afirma estar de consciência tranquila, e

Ricardinho: 'Custa olhar para os 14 convocados e não ver o meu nome' - RenascençaNo lançamento da primeira competição desde que se retirou da seleção, Ricardinho admite que 'vai ser horrível' ver o Europeu de fora, mas 'o legado está bem entregue' a uma geração em que 'talento não falta'.

Zoo de Lisboa nega que os golfinhos estejam amontoados num pequeno tanqueMovimento contra a indústria de cativeiro de cetáceos acusa o Jardim Zoológico de manter os seus golfinhos numa instalação provisória e sem condições há quase dois anos mas este rejeita as acusações. Tendo em conta que na natureza não há limites para a movimentação de um ser vivo, qualquer espaço, por muito espaçoso que seja, será sempre um lugar asfixiante e confinado.

Lucro do Goldman Sachs sobe 129% em 2021Mas no último trimestre do ano, o Goldman Sachs teve lucros de 3.470 milhões de euros, 13% abaixo do valor alcançado no mesmo período de 2020.

@maisfutebol Ricardinho, que terminou a carreira ao serviço da seleção portuguesa após a conquista do Mundial2021, na Lituânia, revelou que já sente «saudades», mas acrescenta que saiu «de consciência tranquila» com o legado que deixou na modalidade.Apesar de Jaciara Dias ter demonstrado alguns sentimentos por Kasha, o cantor já marcou uma posição.a ausência de Ricardinho, seis vezes considerado o melhor jogador do mundo da modalidade .Laura Galvão arrasa críticos: “Para quem diz para eu esquecer a TVI…” 18 de Janeiro de 2022 Instagram Laura Galvão tem sido muito criticada por ter desistido do ‘Big Brother Famosos’.

Em entrevista ao podcast da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o «mágico», por seis vezes considerado o melhor jogador do mundo (2010, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018), revelou que tem orgulho na tarefa «mais do que superada» em Portugal. «Os atletas vão ter agora ainda mais responsabilidade e muito mais respeito pela nossa seleção, não vão olhar mais para a seleção do quase . “Eu vi no Kasha o homem que eu quero para a minha vida, porque ele faz-me crescer, me chama à razão e ele me acalma com as palavras certas. Dá-me orgulho, mas a ficha não cai completamente. Isto significa que os jogos da fase de grupos até essa data terão de ser disputados à porta fechada, não se sabendo ainda se o público poderá assistir às partidas da fase a eliminar. Vou sentir saudades, mas saio de consciência tranquila, porque dei o meu melhor em todos os jogos. Contudo, o cantor da banda D. Foi uma tarefa mais do que superada, deixei legado a outros atletas, ajudei muito, fui ajudado e as conquistas estão aí», sublinhou o jogador. Eu trabalho em qualquer coisa, não tenho medo de trabalhar, atenção… mas eu sei que vou continuar a seguir aquilo que eu gosto de fazer, que é a representação.

Ricardo Filipe da Silva Duarte Braga, conhecido no mundo do futsal por Ricardinho, foi instado a explicar o que levou ao seu anúncio de dizer «até já» à seleção, apontando a um «desgaste mental» após a grave lesão que sofreu, antes do Mundial.M. Potência na modalidade no início do século - esteve na final dos Europeus de 2001 e 2003 -, a Ucrânia será no domingo, novamente em Amesterdão, o segundo oponente português. «A decisão foi tomada com cabeça e coerência. O momento em que estava também ajudou. já marcou a sua posição e garantiu que não se vai envolver dentro da casa. Estava muito desgastado com o que aconteceu em França e com a lesão. A terminar a fase inicial, os campeões europeus e mundiais defrontam a 28 de Janeiro, em Groningen, a equipa com menos currículo no Grupo A. Sabia que ia dar o meu melhor para chegar àquele momento, felizmente consegui chegar, mas o desgaste que tive para lá chegar rebentou comigo psicologicamente», contou. Isso é um ponto assente!” , afirmou, apesar de revelar que gostava de conhecer a colega fora do reality show. O ‘Big’ foi fantástico “, acrescentou.

Como tal, o jogador, que atua nos franceses do ACCS Paris, revelou que não se «estava a divertir no lugar onde mais queria estar, que era a seleção nacional», e, depois do inédito triunfo, parou totalmente em novembro e dezembro, nos quais nem treinou. «O que me estava a dar desgaste era o estar concentrado e só focado naquilo, nos treinos antes da competição. Quase oito anos depois desse encontro, Bruno Coelho continua a ser uma das figuras da selecção nacional e, sendo um dos atletas mais experientes, considera que no Euro 2022 os jogadores portugueses têm de “ter os pés bem assentes na terra”. A competição todos queremos viver, mas temos de nos preparar para lá estar. O meu desgaste era mental. Agora dói olhar para ali, mas a confiança continua a ser a mesma», referiu o jogador natural de Gondomar. Se não estivermos no máximo das nossas capacidades, torna-se mais difícil”, alertou o “10” da equipa portuguesa.

O amigo Bruno Coelho herdou a sua camisola «10» no Europeu2022, nos Países Baixos, que arrancou esta quarta-feira com uma vitória de Portugal sobre a Sérvia na defesa do título conquistado em 2018, na Eslovénia, sendo que Ricardinho prometeu uma despedida «em condições». «Vamos fazer uma despedida em condições, com os adeptos, e tentar fazer no Norte e no Sul. É uma boa forma de agradecer a quem acompanhou o meu trajeto», expressou. Bruno Coelho, desvaloriza o resultado e refere que “se calhar, foi boa a derrota”: “Não pelos números que foram, que são exagerados, mas acaba por nos pôr em sentido e nos focarmos ainda mais no que realmente queremos. Sobre a histórica vitória na final do Mundial2021, frente à Argentina (2-1), Ricardinho assumiu que, quando sofreu a grave lesão no joelho, sentiu que «as coisas acontecem por alguma razão» e, como religioso, confiava que havia algo bom guardado para ele. «Se, no Europeu, tocámos o céu, no Mundial andámos nas nuvens a passear.

Já tinha ganhado todos os títulos por onde tinha passado e faltava-me esse para reconhecer que a geração do Ricardinho conseguiu ganhar o Europeu e o Mundial.”. Nem a sonhar, sonhas tão bonito. Foi metida a cereja no topo do bolo», afirmou o ex-capitão luso. Em relação ao futuro da modalidade, Ricardinho considerou que, enquanto o futsal não estiver presente nos Jogos Olímpicos, «vai faltar sempre um passo importante», e ofereceu-se para ajudar a FIFA a «levar e promover o futsal a todo o lado do mundo». «Já me disponibilizei para que, quando terminar a minha carreira, que não vai faltar muito tempo, ser embaixador do futsal e viajar por todo o mundo, ir a todos os países que não têm futsal e que têm essa vontade.

Se a FIFA quiser dar esse passo, gostaria de me disponibilizar a cem por cento para promover o futsal em todo o mundo e os praticantes terem condições para chegar mais à frente e jogar futsal a sério», assegurou. Ricardinho notabilizou-se ao serviço do Benfica, ao qual chegou proveniente do Miramar, em 2003/04, contando ainda com passagens pelos japoneses do Nagoya Oceans, pelos russos do CSKA Moscovo e pelos espanhóis do Inter Movistar, antes de ir para França. RELACIONADOS .