Restrições às viagens vão perder eficácia para conter ómicron

Restrições às viagens vão perder eficácia para conter ómicron

Pandemia, Variante Ómicron

02/12/2021 18:11:00

Restrições às viagens vão perder eficácia para conter ómicron

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças ( ECDC ) considerou esta quinta-feira que, devido ao número crescente na Europa de surtos relacionados com a variante ómicron do SARS-CoV-2, as restrições às viagens 'vão significativamente perder eficácia'.

O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) considerou esta quinta-feira que, devido ao número crescente na Europa de surtos relacionados com a variante ómicron do SARS-CoV-2, as restrições às viagens"vão significativamente perder eficácia".

Dez animais de circo entregues voluntariamente transportados para santuários

"Dado o número crescente de casos e grupos [de infeções relacionadas com a ómicron] na UE/EEE [União Europeia e Espaço Económico Europeu] sem historial de viagens ou sem contacto com casos relacionados com viagens, é provável que nas próximas semanas a eficácia das medidas relacionadas com viagens venha a diminuir significativamente", assinala o ECDC num relatório publicado esta quinta-feira.

Por isso,"os países devem preparar-se para uma rápida e ponderada retirada de tais medidas", aconselha a agência europeia num documento com uma atualização da avaliação de risco relativamente a esta estirpe, considerada de preocupação. headtopics.com

A agência europeia estima, com base no pressuposto de que já foram importados casos para muitos países da UE/EEE, que"os encerramentos de fronteiras ou proibições de viagem provavelmente só irão atrasar o impacto da nova variante em termos de número de casos e hospitalizações nos países em duas semanas, no máximo".

Banco Português de Gestão perdoou dívidas a Luís Filipe Vieira - SIC Notícias

Os cálculos surgem numa altura em que muitos países europeus suspenderam as ligações aéreas com vários países da África Austral (como Moçambique), dada a deteção inicial da ómicron na África do Sul e a propagação na região.

De momento, de acordo com dados do ECDC, existem 70 casos confirmados em 13 países da UE/EEE, a maioria dos quais com historial de viagens para países da África Austral, tendo alguns efetuado voos de ligação para outros destinos entre África e a Europa.

O centro europeu defende que"as medidas temporárias relacionadas com viagens devem ser cuidadosamente consideradas à luz da situação epidemiológica mais recente e devem ser revistas regularmente à medida que surjam novas provas". headtopics.com

Site do Chega alvo de ataque informático - SIC Notícias

PUB"Tais medidas podem incluir o teste e quarentena de viajantes que regressaram recentemente dos países afetados e a sequenciação de casos identificados entre os viajantes", sugere.Segundo o ECDC, os países europeus - sobre os quais recaem as competências na área da saúde - devem adotar"uma abordagem em várias camadas para atrasar a propagação" face às áreas com transmissão comunitária conhecida ou em que a situação epidemiológica não é clara.

Isto passa, de acordo com o centro europeu, por exigir que passageiros que regressam dessas áreas apresentem teste negativo na partida e, quando possível, se submetam a nova testagem à chegada.Passa, ainda, por quarentena mínima de sete dias e, idealmente, de 14 dias após a chegada, com a necessidade de teste negativo após este tempo, um isolamento que poderia ser estendido aos membros do agregado familiar.

Relativamente aos vacinados, o ECDC adianta que"a prova de vacinação não está isenta de testes e quarentena devido à incerteza sobre a eficácia das vacinas atualmente disponíveis contra esta variante de preocupação".

Ainda à luz da ómicron, a agência europeia sustenta no relatório que"uma abordagem mais cautelosa em relação à classificação dos contactos nos aviões poderia ser considerada em relação à situação atual", passando a"considerar todos os passageiros e membros da tripulação de cabine que viajaram num voo com um caso confirmado ou provável como exposição de alto risco". headtopics.com

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Decisão 22: o confronto entre António Costa e André Ventura na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Covid-19: centro de vacinação abre quinta-feira no Centro de Congressos do EstorilUm novo Centro de Vacinação vai abrir esta quinta-feira no Centro de Congressos do Estoril, na modalidade 'casa aberta', anunciou esta quarta-feira a Câmara Municipal de Cascais

Greves na rodoviárias com adesão de 100% em algumas empresas do norte e centroOs trabalhadores das empresas privadas de transporte rodoviário cumprem esta quinta-feira mais uma greve de 24 horas.

Greves na rodoviárias com adesão de 100% em algumas empresas do norte e centroA greve desta quinta-feira de trabalhadores das transportadoras rodoviárias privadas está a ter uma 'forte adesão', sendo de 100% em algumas empresas do centro e norte do país, disse à Lusa fonte sindical. Estas greves dos transportes públicos podem ser muito justas, mas quem sofre com elas são os trabalhadores e a população mais necessitada, a que não pode apanhar táxi ou uber. Arranjo uns libios e uns sírios para os lugares destes grevistas,,, deixem nos secar

Covid-19: Estoril tem novo centro de vacinaçãoVai permitir vacinar mais sete mil pessoas por semana.

Covid-19: utentes esperaram quase duas horas num centro de vacinação em GaiaEspaço será aumentado para acelerar o processo.