Renault corta produção de 500 mil veículos devido à pandemia e problemas de fornecimento

Renault corta produção de 500 mil veículos devido à pandemia e problemas de fornecimento

22/10/2021 21:19:00

Renault corta produção de 500 mil veículos devido à pandemia e problemas de fornecimento

O grupo automóvel Renault vai deixar de produzir cerca de 500.000 veículos em todo o mundo este ano devido ao encerramento de fábricas provocado pela pandemia e a problemas no fornecimento de componentes, especialmente semicondutores, foi esta sexta-feira anunciado.

As vendas do grupo caíram para 599.027 unidades entre julho e setembro, menos 22,3%, enquanto o volume de negócios caiu para 8.987 milhões de euros, menos 13,4%, disse a empresa num comunicado.A queda da produção do terceiro trimestre, principalmente devido à escassez de componentes (tanto devido à falta de semicondutores como a perturbações nas cadeias logísticas globais), está estimada em cerca de 170.000 veículos.

Rui Rio diz que CDS, Chega e Iniciativa Liberal valem ″meia dúzia de votos″ Telma Santos é campeã mundial de badminton em veteranos Subdesenvolvimento democrático

“A escassez de semicondutores foi mais forte do que o esperado no final do primeiro semestre”, disse a diretora financeira do grupo, Clotilde Delbos, numa conferência com analistas, na qual também apontou problemas de transporte e disponibilidade de contentores.

Mesmo assim, o grupo Renault, que também inclui marcas como Dacia, Lada e Alpine, está confiante em atingir a sua previsão de uma margem operacional de 2,8% do volume de negócios para o ano no seu conjunto.A Renault sublinhou que a entrada de encomendas está no nível mais alto em 15 anos, com 2,8 meses de vendas. headtopics.com

Clotilde Delbos também assegurou que a Renault mantém os objetivos de avançar para a eletrificação da sua gama, e salientou que o grupo está no bom caminho para que 20% de todas as suas vendas globais sejam veículos elétricos ou híbridos este ano.

No plano financeiro, a gestora salientou que o corte de custos fixos em 2.000 milhões de euros, um objetivo lançado em 2020 em plena pandemia, será alcançado “nas próximas semanas” e continuará a ser implementado. Consulte Mais informação: Jornal Económico »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Tiago Barroso: ″Everis NTT Data Portugal vai contratar 500 pessoas, a maioria fora da Grande Lisboa″A Everis NTT Data Portugal vai promover 15 novos polos de conhecimento no país. Tiago Barroso, diretor-geral, revela ao DN que o plano arranca em Braga e Castelo Branco e explica por que razão a empresa muda de nome hoje.

Tiago Barroso: ″Everis NTT Data Portugal vai contratar 500 pessoas, a maioria fora da Grande Lisboa″A Everis NTT Data Portugal vai promover 15 novos polos de conhecimento no país. Tiago Barroso, diretor-geral, revela ao DN que o plano arranca em Braga e Castelo Branco e explica por que razão a empresa muda de nome hoje.

Crise dos chips leva Renault a cortar previsões para a produção este anoA fabricante francesa vai produzir menos perto de 500 mil automóveis - o equivalente a quase um quinto da produção no ano passado - devido à falta de componentes.

Linha de Aconselhamento Psicológico recebeu 112 mil chamadas durante a pandemiaA linha foi criada no dia 01 de abril de 2020, tendo em conta a prioridade atribuída à saúde mental na pandemia.

Transtejo cancelou dezenas de viagens devido à falta de trabalhadores

Ministra da Justiça garante mais inspetores na Polícia JudiciáriaFrancisca Van Dunem refere que a pandemia atrasou o processo de entrada.