Rússia manifesta 'grande preocupação' com mobilização de tropas dos EUA

Rússia manifesta “grande preocupação” com mobilização de tropas dos EUA

25/01/2022 14:20:00

Rússia manifesta “grande preocupação” com mobilização de tropas dos EUA

Os EUA colocaram militares prontos para serem mobilizados pela NATO, se necessário, face ao aumento de receios de uma invasão da Ucrânia pela Rússia. A Rússia manifesta preocupação com esta ação.

YURI KOCHETKOV/EPAEUA colocaram cerca de 8.500 militares em alerta máximoYURI KOCHETKOV/EPAA Rússia manifestou esta terça-feira “grande preocupação” com a decisão dos Estados Unidos de colocar 8.500 militares em “alerta máximo” para um possível destacamento na Europa de Leste devido à escalada de tensões sobre a Ucrânia.

“É com grande preocupação que registamos estas ações norte-americanas”, disse o porta-voz da Presidência russa (Kremlin), Dmitry Peskov, citado pelas agências noticiosas France-Presse (AFP) e a espanhola EFE.

Consulte Mais informação: Observador »

Ucrânia: Rússia manifestagrande preocupação com mobilização de tropas dos EUA

Crescem tensões com a Rússia: EUA colocam cerca de 8.500 soldados em alerta máximoCerca de 8.500 soldados norte-americanos estão em alerta, pendentes de um possível destacamento para a Europa do Leste à medida que crescem as tensões entre Rússia e Ucrânia. o Bidé está bêbado?

Julian Assange Assange autorizado a recorrer da extradição para os EUAJulian Assange poderá ir ao Supremo Tribunal do Reino Unido para contestar uma decisão de extradição para os Estados Unidos.

À beira de um 'colapso nervoso', a Europa posiciona-se face à Rússia

Ocidente ameaça Rússia com consequências pesadas se entrar na Ucrânia

Rússia coloca opositor russo na lista de ″terroristas e extremistas″A organização de Navalny foi banida em junho e pelo menos outras nove pessoas com ligações a Alexei Navalny também foram adicionadas à lista.

EUA colocaram cerca de 8.500 militares em alerta máximo YURI KOCHETKOV/EPA EUA colocaram cerca de 8.500 militares em alerta máximo YURI KOCHETKOV/EPA A Rússia manifestou esta terça-feira “grande preocupação” com a decisão dos Estados Unidos de colocar 8.500 militares em “alerta máximo” para um possível destacamento na Europa de Leste devido à escalada de tensões sobre a Ucrânia. “É com grande preocupação que registamos estas ações norte-americanas” , disse o porta-voz da Presidência russa (Kremlin), Dmitry Peskov, citado pelas agências noticiosas France-Presse (AFP) e a espanhola EFE. O secretário da Defesa dos Estados Unidos da América (EUA) colocou