PS do Porto acusa administração dos CTT de comportamento traiçoeiro e apoia greve dos trabalhadores

PS do Porto acusa administração dos CTT de comportamento traiçoeiro e apoia greve dos trabalhadores

29/05/2020 13:00:00

PS do Porto acusa administração dos CTT de comportamento traiçoeiro e apoia greve dos trabalhadores

A maior distrital socialista do país lamenta que a empresa aproveite a pandemia para prejudicar os trabalhadores ao impor-lhes o pagamento do subsídio de refeição. PS do Porto avança que apoia a greve dos trabalhadores dos CTT, que arrancou esta sexta-feira com uma adesão inicial na central de Lisboa de 92%

A Federação Distrital do Porto do Partido Socialista lamenta que a administração dos CTT tenha aproveitado o período de pandemia para, “de forma unilateral e sem negociação sindical digna desse nome”, impor aos trabalhadores o pagamento do subsídio de refeição em cartão. Com o novo modelo de pagamento a empresa obtém ganhos financeiros mas, ao mesmo tempo, prejudica gravemente o rendimento dos trabalhadores.

Pé no pescoço e quatro desmaios. Mais um caso de violência policial no Brasil Mais uma de Gareth Bale: o galês estava à procura do quê? Autoridades confirmam que corpo encontrado em lago é da atriz Naya Rivera

Ao proceder desta forma, a administração dos CTT mostra “um comportamento egoísta e desumano e desrespeita o esforço e sacrifício dos seus colaboradores”, que permitiu manter o serviço em funcionamento mesmo nos períodos mais graves da pandemia.

Para a distrital liderada pelo eurodeputado Manuel Pizarro, a administração dos CTT “instiga” ao aumento da conflitualidade laboral, “em vez de promover a paz social tão necessária para que a empresa recupere e o país vença em conjunto a crise” pandémica. “Não podemos deixar de recordar que é esta mesma administração que tem posto em causa o cumprimento das obrigações de serviço público da empresa, encerrando postos dos CTT e diminuindo a qualidade do serviço”, refere, em comunicado, a maior distrital socialista.

A federação portuense lembra que toda esta situação é a consequência da privatização dos CTT, concretizada pelo Governo PSD/CDS nos anos da troika. “Fica cada vez mais claro que o interesse nacional impõe a participação do Estado no capital da empresa”, sublinhando a distrital que considera “plenamente justificada a greve dos trabalhadores dos CTT, apoiada por todas as suas organizações representativas”, manifestando-lhes a sua solidariedade.

A greve dos trabalhadores dos CTT contra o pagamento do subsídio de alimentação em cartão de refeição arrancou à meia-noite desta sexta-feira, com uma adesão inicial na central de Lisboa de 92 por cento, afirmou fonte sindical.

"A adesão é de 92%, em 100 trabalhadores que estavam escalados houve oito colaboradores que furaram a greve", disse o secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT), Victor Narciso, aos cerca de 40 trabalhadores dos CTT que estavam concentrados nas traseiras da Estação de Cabo Ruivo, em Lisboa.

O dirigente sindical explicou à Lusa que esta percentagem inicial diz respeito apenas a esta central dos CTT, a única a funcionar neste momento, e ao turno da noite para tratamento e transporte. Victor Narciso sublinhou que era necessário “recuar uns bons anos” para encontrar “uma adesão [a uma greve dos funcionários dos CTT] com esta percentagem”, considerando que “é um bom sinal para a luta” pelas reivindicações dos trabalhadores.

Jovem de 20 anos morre em acidente com máquina de rasto em Silves Mais uma polémica com Piqué: o Barcelona a lutar pelo título e o defesa fez isto Detido em França um dos pedófilos mais procurados no mundo

O sindicalista realçou que em greves anteriores a percentagem de adesão esteve entre 50% e 60%, mas mostrou-se convicto de que a adesão no resto do país será muito maior desta vez. “Estamos muito satisfeitos e muito esperançosos de que isto vai alastrar” para os restantes postos dos CTT.

A greve vai decorrer até sábado e abrange os trabalhadores dos CTT Expresso e dos CTT – Correios de Portugal. Consulte Mais informação: Expresso »

Adoro as pessoas que usam a máscara com o nariz de fora

Profissionais da Cultura organizam manifestação em Lisboa e no Porto a 4 de JunhoPraça do Rossio e Campo dos Mártires da Pátria serão “um grande espaço de luta e protesto” dos profissionais das artes no âmbito da manifestação nacional “Parados. Nunca calados”, promovida pelo Cena-STE. Estou a espera das notícias do 'Público' sobre a perseguição da Suprema Corte Brasileira aos apoiadores do governo Bolsonaro. Estão prendendo as pessoas dentro de casa pelo simples crime de manifestarem opinião.

Iberia retoma voos a 1 julho com Lisboa e Porto nos destinosA transportadora aérea espanhola Iberia vai retomar os seus voos de curta e média distância a partir de 1 de julho para 40 destinos em Espanha e na Europa, entre os quais Lisboa e Porto.

Feiras do Livro de Lisboa e do Porto vão mesmo realizar-se em agosto

PS pede ao Governo mais apoios para o sector do turismoSocialistas querem que, entre outras medidas, o executivo contemple apoios a fundo perdido.

PS e PAN convergem na intenção de regulamentar o teletrabalhoRegulamentar o teletrabalho será uma das prioridades para o PS e para o PAN. A aposta neste regime é vista também como uma solução para aliviar a pressão sobre os transportes, uma das preocupações discutidas esta quarta-feira.

PS-Algarve recupera estados gerais e desafia Governo a avançar com o novo hospital centralDeputados socialistas vão andar no terreno vários dias a avaliar os danos provocados pela pandemia numa região onde o turismo tem sido o motor económico.