Protesto de ex-paraquedistas: CDS acusa Governo de colocar Portugal de luto

Presidente do CDS coloca-se ao lado dos militares.

24/10/2021 21:57:00

Protesto de ex-paraquedistas: CDS acusa Governo de colocar Portugal de luto

Presidente do CDS coloca-se ao lado dos militares.

"Hoje o socialismo colocou Portugal de luto pelo ataque que fez a todos os nossos militares, onde durante a parada militar as nossas tropas paraquedistas foram impedidas de cantar o seu hino de guerra por este Governo socialista e pelas suas imposições do politicamente correto", disse, em Portimão.

Francisco Rodrigues dos Santos avisou que cabe ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, perceber se o Executivo tem condições para continuar.O dirigente pediu respeito pelas tradições militares, defendendo que"não são negociáveis".

Defendeu ainda que Portugal"deve muito às suas Forças Armadas", cujas tradições"devem ser respeitadas pelo passado do serviço ao país e pelo seu histórico valor corajoso de sacrificar a sua vida para defender a Bandeira". headtopics.com

As notícias das 5h

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Oportunista, os boinas grossos é que não atingem mais, são grossos Este é igual ao Ventura. Oportunista! Mas porque é que este gajo ainda tem tempo de antena? Caridade?

Nuno Melo defende reconfiguração do CDS-PP para evitar ser aniquilado por nova direitaCandidato à liderança do CDS-PP defende adaptação à reconfiguração política da Europa.

Líder do CDS-PP pede respeito pelas tradições militaresFrancisco Rodrigues dos Santos referiu-se à alegada proibição de os militares das forças especiais que desfilaram no dia do Exército cantarem o hino 'Pátria Mãe'. Claro! Foi moço que cumpriu o serviço militar obrigatório 😂 que raio de ganza é que este labrego andou a fumar? Por mim... Não tenho respeito por traidores à PÁTRIA e aos PORTUGUESES!!!

Líder do CDS-PP pede respeito pelas tradições militaresFrancisco Rodrigues dos Santos adiantou que Portugal “deve muito às suas Forças Armadas”, cujas tradições “devem ser respeitadas pelo passado do serviço ao país e pelo seu histórico valor corajoso de sacrificar a sua vida para defender a Bandeira”.

CDS simula a venda de sedes a dirigente amigo do líder

CDS-PP: Nuno Melo defende reconfiguração do partido para evitar ser aniquilado por nova direitaAo longo da intervenção, Nuno Melo lembrou o CDS-PP como um partido de centro-direita, fundador da democracia, “direita essa que o separa da direita de hoje, que quer destruir a democracia em Portugal”.

Orçamento. CDS-PP diz ser lamentável que país esteja dependente da extrema-esquerdaChicão só tiveste 4%. quem está a discutir a aprovação teve mais de 52% dos votos. Estas a dizer mal das escolhas da maioria dos portugueses? E depois temos os media que dão demasiada importância a quem só teve 4%. É para quem? Grécia? Estuda, burro,,, estuda,,, a Grécia hoje já está a passar Portugal. Olha, diz ao Telmo, e Feyo, e Almeida, e Melo que faleceste, como eles também. Emigrai, façam pela vidinha.