Processo de vacinação vai acelerar e pode atingir 90%, diz coordenador

27/11/2021 18:08:00

Covid-19: Processo de vacinação vai acelerar e pode atingir 90%, diz coordenador

Covid-19, Saúde

Covid-19 : Processo de vacinação vai acelerar e pode atingir 90%, diz coordenador

Responsável acredita que é ainda tempo de as pessoas que não se vacinaram aderirem ao processo, por forma a alcançar uma cobertura de 90%.

contra a covid-19 e manifestou-se convicto de que é possível atingir os 90% da população vacinada. "Estamos a acelerar o processo, estamos a reforçar todas as estruturas, e especialmente em pessoal, todos os centros de vacinação”, afirmou o militar que coordena o Núcleo de Apoio ao Ministério da Saúde.

Carlos Penha-Gonçalves falava aos jornalistas no final de uma visita ao Centro de Vacinação de São Domingos de Rana, em Cascais, onde deixou um apelo para que a população responda ao processo em curso e faça o agendamento para a vacina.

Consulte Mais informação: Público »

Lisboa abre ''grande centro'' de vacinação no Parque das NaçõesProcesso de vacinação em Lisboa vai sofrer mudanças a partir de quarta-feira.

Portugal já deu um milhão de doses de reforço da vacina contra a covidA DGS diz que vai haver “uma intensificação do ritmo de vacinação nos próximos dias” e lembra que os centros vão estar abertos este fim de semana

Guiné-Bissau quer que UE aceite o seu certificado digital de vacinação da Covid-19'A Guiné-Bissau quer que o seu certificado digital de vacinação possa atravessar fronteiras'. O cacau já tem. Certificado de origem e está com estrela? Então se o cacau não tem estrela nem certificado pra que querem certificar a doença quando a procura é cacau sem tar doente.

Elevada taxa de vacinação dá ″alguma tranquilidade″, diz TemidoA ministra da Saúde considerou, esta sexta-feira, que as novas medidas de combate à pandemia anunciadas na quinta-feira pelo Governo são proporcionais à fase que o país atravessa.

Rúben Amorim e uma marca que 'não conta muito': «Jesus e Conceição estão muito à frente»Treinador do Sporting pode atingir amanhã a vitória 50 na Liga e tornar-se no português com o melhor registo a esse nível

Novo centro de vacinação na FIL, no Parque das Nações, abre a 1 de DezembroVacinação será concentrada neste novo centro e no da Ajuda, que funcionarão todos os dias, incluindo fins-de-semana e feriados, das 9h às 19h. Todos os outros centros encerram já no início da próxima semana.

processo de vacinação contra a covid-19 e manifestou-se convicto de que é possível atingir os 90% da população vacinada.O processo de vacinação em Lisboa vai sofrer mudanças a partir de quarta-feira, com a abertura de"um grande centro" no Parque das Nações e o encerramento dos restantes, com exceção do da Ajuda, anunciou esta sexta-feia a câmara.Mara Tribuna Jornalista Já foram dadas um milhão de doses de reforço da vacina contra a covid e cerca de 1,8 milhões de doses da vacina contra a gripe, diz a Direção-Geral da Saúde em comunicado divulgado esta sexta-feira."A Guiné-Bissau quer que o seu certificado digital de vacinação possa atravessar fronteiras".

  "Estamos a acelerar o processo, estamos a reforçar todas as estruturas, e especialmente em pessoal, todos os centros de vacinação”, afirmou o militar que coordena o Núcleo de Apoio ao Ministério da Saúde. Carlos Penha-Gonçalves falava aos jornalistas no final de uma visita ao Centro de Vacinação de São Domingos de Rana, em Cascais, onde deixou um apelo para que a população responda ao processo em curso e faça o agendamento para a vacina. A abertura deste novo centro de vacinação na Feira Internacional de Lisboa (FIL, a partir de quarta-feira, 01 de dezembro), já tinha sido anunciada pelo presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas (PSD), na segunda-feira. “Vamos acelerar, vai haver alguns constrangimentos e quanto mais pessoas recorrerem ao auto-agendamento, quando mais pessoas forem ao portal da saúde para se agendarem melhor e mais organizado vai ser o processo”, declarou.. O responsável acredita que é ainda tempo de as pessoas que não se vacinaram aderirem ao processo, por forma a alcançar uma cobertura de 90%. Esta sexta-feira, em comunicado, o município informou que, paralelamente à abertura deste novo centro,"serão encerrados os centros de vacinação do Picadeiro (Príncipe Real), Serviços Sociais da Câmara Municipal de Lisboa (Areeiro) e Pavilhão 3 do Estádio Universitário de Lisboa", acrescentando que o centro de vacinação municipal da Ajuda é o único que manter-se-á em funcionamento.  "As pessoas sabem, especialmente as mais idosas, com mais de 80 anos, que esta doença mata e que não vale a pena arriscar”, sublinhou. Leia também.

O processo vai ser intensificado. Já na terça-feira, 30 de novembro, apenas estará em funcionamento o centro de vacinação municipal da Ajuda e na quarta-feira, 1 de dezembro, inicia-se a vacinação no Pavilhão 4 da FIL, mantendo-se em funcionamento o da Ajuda. “Estamos a vacinar aos fins-de-semana e vamos alargar, em termos de infra-estruturas, a capacidade vacinal em breve. É isso que estamos a mapear no país todo”, referiu, indicando que está a ser avaliado em que locais será necessário haver mais centros de vacinação e aumentar a capacidade. Novo centro de vacinação dirige-se"a todos" Em resposta à agência Lusa, o município esclareceu que o novo centro de vacinação se dirige"a todos os que, em cada momento, reunirem os critérios definidos pelas autoridades de saúde" e que a expetativa em termos de vacinação diária nesta nova instalação é"aumentar em 100% o valor que existe atualmente".  "Este fim-de-semana agendamos cerca de 120.000 pessoas, é muito próximo da capacidade máxima que temos”, revelou, admitindo que pode haver “alguns constrangimentos”.000 utentes, podendo com a co-vacinação atingir perto das 9.

O responsável visitou as instalações de São Domingos de Rana juntamente com a directora-geral da saúde, Graça Freitas, numa visita que foi acompanhada pelo presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreira. Ouviu algumas críticas de munícipes sobre “desorganização” e tempos de espera, apesar do agendamento prévio, enquanto a directora-geral da saúde desejava “um bom natal” e “boa saúde” aos utentes. A Câmara de Lisboa, através do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC), em articulação com outras unidades orgânicas do município e"em estreita colaboração com a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) e os três Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) de Lisboa", continua a garantir a coordenação operacional e sustentação logística dos centros de vacinação do concelho e,"em simultâneo, garante também as equipas de enfermeiros necessárias para assegurar todo o processo no âmbito do Plano de Vacinação". .