Pre\u00e7os da produ\u00e7\u00e3o industrial sobem 1,4% na zona euro e Uni\u00e3o Europeia em janeiro

03/03/2021 13:20:00

Preços da produção industrial sobem 1,4% na zona euro e União Europeia em janeiro

03 Março 2021, 10:19Em comparação com o período homólogo de 2020, os preços da produção industrial permaneceram estáveis na zona euro, mas registaram um ligeiro aumento de 0,2% na União Europeia.Os preços da produção industrial verificaram um aumento de 1,4% tanto na zona euro como na União Europeia (UE), em janeiro, face a dezembro de 2020, de acordo com estimativas do escritório de estatísticas da UE, Eurostat apresentadas esta quarta-feira, 3 de março.

Frederico Varandas: «Superliga vai contra todos os princípios democráticos e de mérito» Bayern de Munique e Borussia Dortmund contra criação de Superliga europeia Luís Figo critica ''ganância'' de Superliga que ''não tem nada de super''

Em comparação com o período homólogo de 2020, os preços da produção industrial permaneceram estáveis na zona euro, mas registaram um ligeiro aumento de 0,2% na União Europeia.Olhando para os preços por segmento no período em análise registou-se um aumento de 3,5% no sector da energia, 1,2% nos bens intermédios, 0,4% nos bens de capital e bens de consumo duráveis ​​e 0,1% nos bens de não consumo duráveis.

Na União Europeia, os preços da produção industrial aumentaram 3,6% no sector de energia, 1,2% nos bens intermediários, 0,4% nos bens de capital e bens de consumo duráveis ​​e 0,1% nos bens de consumo não duráveis. headtopics.com

Os preços da produção industrial apresentaram subidas em todos os Estados-Membros, com os maiores aumentos a verificaram-se na Irlanda (+ 10,0%), em Espanha (+ 3,4%) e na Dinamarca (+ 3,3%).Analisando os preços da produção industrial em termos anuais, os dados indicam que na zona euro em janeiro de 2021, face a janeiro de 2020, aumentaram 1,2% nos bens de consumo duráveis, 0,9% nos bens intermédios e 0,8% nos bens de capital, enquanto os preços caíram 0,5% nos bens de consumo não duradouros bens e 1,6% no sector da energia.

Em relação à UE, os preços aumentaram 1,4% nos bens de consumo duráveis, 1,1% nos bens intermediários e 1,0% nos bens de capital, enquanto os preços caíram 0,5% nos bens de consumo não duráveis ​​e 1,4% no sector de energia .

Entre os Estados-Membros as maiores subidas foram observadas na Irlanda (+ 19,6%), na Estónia (+ 5,1%) e na Dinamarca (+ 2,9%), enquanto as descidas mais acentuadas foram registadas na Lituânia ( -4,8%), no Chipre (-4,6%) e na Grécia (-3,8%).

Consulte Mais informação: Jornal Económico »