Jerome Powell, Fed, Eua

Jerome Powell, Fed

Powell pede paciência e diz que política flexível da Fed é adequada

Jerome Powell contrariou os receios dos investidores de que a Fed possa não conseguir manter a promessa de manter os juros nos atuais níveis ultra baixos

04/03/2021 23:53:00

Jerome Powell contrariou os receios dos investidores de que a Fed possa não conseguir manter a promessa de manter os juros nos atuais níveis ultra baixos

Jerome Powell contrariou os receios dos investidores de que a Fed possa não conseguir manter a promessa de manter os juros nos atuais níveis ultra baixos.

...O presidente da Reserva Federal norte-americana, Jerome Powell, reiterou esta quinta-feira o compromisso do banco central de manter o crédito a fluir e acessível até os norte-americanos regressarem ao trabalho. E contrariou os receios dos investidores de que a Fed possa não conseguir manter a promessa de manter os juros nos atuais níveis ultra baixos.

Portugueses ainda têm €100 milhões em escudos em casa. Para o ano prescrevem Deputada Joana Mortágua é candidata do BE à Câmara de Almada 'Transmissão da Covid-19 por ar é esmagadora': o alerta dos especialistas à OMS

 No seu discurso num fórum do The Wall Street Journal, Powell declarou, citado pela Reuters, que, com os programas de vacinação em andamento e com as"torneiras dos estímulos orçamentais" abertas,"há boas razões para crer" que em breve haverá progressos relativamente às metas da Fed de máximo emprego e de uma inflação sustentada nos 2%.

 No entanto, advertiu que esse cenário demorará tempo. No caso do máximo emprego, significa não só uma baixa taxa de desemprego mas também aumentos salariais e mais postos de trabalho para as minorias e para os outros americanos que costumam ficar de fora das primeiras etapas de uma retoma económica. headtopics.com

 "Quero ser muito claro em relação a isto. Mesmo quando as condições melhorarem, espero que sejamos pacientes", disse, citado pela Reuters. Os juros dos títulos do Tesouro a 10 anos têm estado a subir nos EUA, tendo hoje negociado já muito perto de 1,5%, devido à perspetiva de que a Fed possa subir os juros diretores mais cedo do que o esperado se houver uma subida da inflação quando a economia estiver totalmente reaberta – o que também tem estado a pesar nos mercados acionistas.

 No entanto, Powell rejeita esse cenário, tendo dito que o atual posicionamento da Fed é o adequado. Sobre a subida dos juros da dívida soberana, o presidente do banco central disse estar atento, mas que, por enquanto, não considera que as mexidas sejam desordenadas – nem sequer de uma dimensão que atire as"yields" para patamares tão elevados que a Fed seja obrigada a intervir nos mercados para as fazer descer.

 Os juros da dívida a 10 anos estão atualmente perto dos níveis pré-pandémicos nos EUA. E apesar de se considerar que são níveis ainda não muito altos, os investidores têm estado preocupados com a magnitude da escalada observada recentemente. É que apesar de as"yields" estarem em torno de 1% por esta altura do ano passado, chegaram depois a afundar para patamares em torno de 0,3% em março – e neste momento estão três vezes mais elevadas do que em agosto passado.

 Recorde-se que os investidores começaram a recear que, com o gradual regresso à atividade e os estímulos pandémicos da Administração Biden, a economia pudesse sobreaquecer, trazendo consigo um aumento da inflação. headtopics.com

Miguel Oliveira: ″É um resultado duro de aceitar″ O pormenor de génio de Bruno Fernandes que permitiu ao Man. United adiantar-se frente ao Burnley Rochele Nunes conquista medalha de bronze em +78 kg

  Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »