Postos de carga rápida em DC são tão lucrativos como bombas de gasolina, diz BP

Postos de carga rápida em DC são tão lucrativos como bombas de gasolina, diz BP

16/01/2022 23:25:00

Postos de carga rápida em DC são tão lucrativos como bombas de gasolina, diz BP

A British Petroleum chegou à conclusão que os seus postos de carga rápidos em DC para veículos eléctricos asseguram tanto lucro como as tradicionais bombas de combustível. O que pode ser bom e… mau.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.A British Petroleum (BP) é uma das grandes empresas petrolíferas à escala mundial, sendo que, entretanto, está apostada em investir para se tornar igualmente um fornecedor de energia eléctrica. Só no Reino Unido possui já uma rede com 11 pontos de carga rápida em DC (corrente contínua), que pretender reforçar até atingir 70.000 carregadores até 2030.

À Reuters, a responsável pelos clientes e produtos da BP, Emma Delaney, afirmou que “o incremento na procura de postos de carga, decorrente do crescente número de veículos eléctricos em circulação, está a tornar as cargas rápidas tão interessantes, sob o ponto de vista do negócio, como o fornecimento de combustível”, referindo-se à gasolina ou ao gasóleo. A BP recorda que o número de clientes em busca de um posto onde recarregar rapidamente a bateria do seu automóvel aumentou 45% no 3º trimestre de 2021, em relação ao trimestre anterior.

Consulte Mais informação: Observador »

Lisboa tem quatro postos de testagem até às 02h00 à sexta-feira e sábado - RenascençaAlém da testagem no período noturno à sexta-feira e ao sábado, o posto do Cais do Sodré funciona de segunda a quinta-feira, das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00 e os postos do Largo de Santos, da Praça Luís de Camões e do Príncipe Real estão também abertos de segunda a quinta-feira, mas apenas no horário das 18h00 às 22h00.

Condutor atesta o depósito e foge sem pagar de posto de combustível em BragaVídeos - Condutor atesta o depósito e foge sem pagar de posto de combustível em Braga vagabundo. Estava com pressa Se calhar Gasto tudo no bmw

Legislativas: João Oliveira acusa PS de apropriação de propostas do PCP e de apregoar falsas conquistasEm véspera da abertura oficial da campanha eleitoral das legislativas, o dirigente do PCP, João Oliveira, atira ao partido de António Costa e diz que Portugal necessita de respostas, não de eleições. Então se as propostas são boas, não devem ser apropriadas por outros? Não sabia que o PCP defendia a propriedade intelectual para ideias políticas. Cheira a desespero. Foi muita irresponsabilidade provocar uma crise política, agora chegou a hora de enfrentar as consequências. Apropriado da cooperativa 🤡

Big Brother Famosos. Bruno de Carvalho defende permanência na casa e fãs reagem: 'A maior revelação...'Este domingo, vai haver mais uma expulsão no 'Big Brother Famosos' e Bruno de Carvalho, Jay Oliver, Leandro e Nuno Homem de Sá são os nomeados em risco de

Governo autoriza 10 milhões para promover até 2023 Portugal como destino turísticoPara promover Portugal como destino turístico, o Turismo de Portugal vai executar em 2022/2023 uma campanha internacional de turismo em meios digitais.

Ficar preparado para o futuro: desafios e oportunidadesAs empresas de produtos de consumo são motores fiáveis de crescimento económico. Mas o ambiente em que operam está a mudar.

16 jan 2022, 20:22 Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.Segundo informação da Câmara de Lisboa, o município tem também postos móveis de testagem à Covid-19 localizados em Belém (Praça Afonso de Albuquerque), Campo Pequeno, Martim Moniz, Parque das Nações (Gare do Oriente), Quinta das Conchas (abriu hoje) e Restauradores.Ativar Cookies Marketing Automation certified by Copyright © 2022.Receber alertas Foto O líder parlamentar do PCP, João Oliveira, participou num encontro com populares junto ao mercado de Montemor-o-Novo e o alvo das críticas foi o PS LUSA/NUNO VEIGA O dirigente comunista, João Oliveira, acusou este sábado o Partido Socialista de estar a apropriar-se das propostas apresentadas pelo PCP na Assembleia da República e de as incluir na propaganda eleitoral como conquistas socialistas.

A British Petroleum (BP) é uma das grandes empresas petrolíferas à escala mundial, sendo que, entretanto, está apostada em investir para se tornar igualmente um fornecedor de energia eléctrica. Só no Reino Unido possui já uma rede com 11 pontos de carga rápida em DC (corrente contínua), que pretender reforçar até atingir 70. Em declarações à agência Lusa, a diretora do Serviço Municipal de Proteção Civil de Lisboa, Margarida Castro Martins, disse que na próxima semana o horário destes postos de testagem"é exatamente igual".000 carregadores até 2030.A. À Reuters, a responsável pelos clientes e produtos da BP, Emma Delaney, afirmou que “o incremento na procura de postos de carga, decorrente do crescente número de veículos eléctricos em circulação, está a tornar as cargas rápidas tão interessantes, sob o ponto de vista do negócio, como o fornecimento de combustível”, referindo-se à gasolina ou ao gasóleo. Nestes postos disponibilizados pela Câmara de Lisboa, em parceria com o Ministério da Saúde, a Unilabs e a Associação Nacional de Farmácias,"a testagem é gratuita, para residentes e não residentes", sendo possível cada pessoa fazer um teste a cada três dias. A BP recorda que o número de clientes em busca de um posto onde recarregar rapidamente a bateria do seu automóvel aumentou 45% no 3º trimestre de 2021, em relação ao trimestre anterior. “Agora falam delas [das propostas] e algumas delas introduzem-nas nos próprios programas eleitorais.

Se, num período em que os fornecedores de energia ainda estão a investir fortemente nesta nova tecnologia, o negócio da carga rápida já é rentável – mesmo quando o número de clientes está longe de garantir uma generosa taxa de ocupação dos carregadores -, isto só pode significar que o preço praticado por kWh (ou por tempo de carga) é elevado, o que é mau para quem conduz carros eléctricos. Tópicos. Paralelamente, a boa notícia é que só se o fornecimento de energia for lucrativo é que as empresas do sector continuarão a investir em mais estações de recarga, bem como a reforçar o número de carregadores, além de lhes aumentar a potência. Daí que a BP reconheça que, em virtude de querer acelerar os investimentos associados ao alargamento da rede de carga, para estar à altura do incremento das vendas de eléctricos previsto para os próximos anos, a sua divisão de energia só deverá tornar-se rentável em 2025, apesar de agora já permitir margens de lucro similares ao fornecimento de combustíveis fósseis. PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR Leia também: .