Portugal volta a superar os 100 mil testes num só dia

Portugal volta a superar os 100 mil testes num só dia

Teste Covid-19, Covid-19

04/12/2021 19:28:00

Portugal volta a superar os 100 mil testes num só dia

Cerca de 113 mil testes à covid-19 foram feitos em Portugal na quinta-feira, superando os cem mil num só dia pela segunda vez desde o início da pandemia, revelou, este sábado, a task force da testagem.

cerca de 300 mil testes e, em 26 de novembro, foram atingidos os 21 milhões desde março de 2020, lê-se na mesma nota."Em novembro realizaram-se cerca 1,5 milhões de testes de diagnóstico, com uma média diária de cerca de 50 mil testes", revelou a task force da testagem à covid-19.

Desde o início da pandemia, fizeram-se cerca de 15,2 milhões de testes TAAN/PCR e aproximadamente 6,4 milhões de TRAg de uso profissional (rápidos), num total de 21,6 milhões de testes.PUBOs testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação voltaram a ser gratuitos em 19 de novembro.

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Covid-19: Portugal volta a superar os 100 mil testes num só diaCerca de 113 mil testes à Covid-19 foram feitos em Portugal na quinta-feira, superando os cem mil num só dia pela segunda vez desde o início da pandemia, revelou este sábado a 'task force' da testagem.

Portugal volta a superar os 100 mil testes à Covid-19 num só diaCerca de 113 mil testes à Covid-19 foram feitos em Portugal esta quinta-feira. BOLSONARO ESTÁ MATANDO ÍNDIOS E MATANDO AS FLORESTAS DO BRASIL. 'QUEM VOTOU NO BOLSONARO NÃO PRESTA' É IGUAL A ELE. A AMAZÔNIA E AS FLORESTAS DO BRASIL ESTÃO SENDO DESTRUÍDAS! ISSO VAI CAUSAR CRISES CLIMÁTICAS,SECAS,INUNDAÇÕES, FALTA DE ÁGUA,POLUIÇÃO E MORTES NO BRASIL. 'OXOSSI ' 💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩💩🤡🤡🤡🤡🤡🤡🤡🤡💩💩

Portugal doa mais 100 mil vacinas contra a covid-19 à Guiné-BissauSim. Da astra zeneca… rua com elas.

Incidência da Covid-19 por 100 mil habitantes em PortugalInfográficos - Incidência da Covid-19 por 100 mil habitantes em Portugal

Portugal ultrapassa novamente os 100 mil testes diáriosForam realizados na passada quinta-feira, dia 2 de dezembro, cerca de 113 mil testes à covid-19. Dos quais 2,5% foram positivos, segundo a task force para a promoção do plano de combate à doença.

Portugal pode ultrapassar as 480 infeções por 100 mil habitantes em menos de 15 dias Portugal pode ultrapassar os 480 casos de infeção do vírus SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes a 14 dias em menos de duas semanas e regista uma 'tendência fortemente crescente' de internados em cuidados intensivos.

Portugal cerca de 300 mil testes e, em 26 de novembro, foram atingidos os 21 milhões desde março de 2020, lê-se na mesma nota. "Em novembro realizaram-se cerca 1,5 milhões de testes de diagnóstico, com uma média diária de cerca de 50 mil testes", revelou a task force da testagem à covid-19. Desde o início da pandemia, fizeram-se cerca de 15,2 milhões de testes TAAN/PCR e aproximadamente 6,4 milhões de TRAg de uso profissional (rápidos), num total de 21,6 milhões de testes. PUB Os testes rápidos de antigénio efetuados nas farmácias e laboratórios aderentes ao regime excecional de comparticipação voltaram a ser gratuitos em 19 de novembro. O regime excecional e temporário tinha cessado em outubro, tendo em conta que Portugal estava próximo de atingir os 85% da população totalmente vacinada contra a covid-19, mas o ministério decidiu reativá-lo devido à atual situação epidemiológica, com o aumento de casos de covid-19 e dos internamentos. A medida, que abrange agora toda a população,"pretende reforçar a proteção da saúde pública e o controlo da pandemia covid-19 e vigora até 31 de dezembro", refere a task force de testagem, coordenada por Fernando Almeida, presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge ( INSA ). No comunicado, o grupo de trabalho lembra que a reativação do regime excecional e temporário de comparticipação"visa contribuir para a deteção e isolamento precoce de casos, prevenir e mitigar o impacto da infeção por SARS-CoV-2 nos serviços de saúde e nas populações vulneráveis, assim como reduzir e controlar a transmissão da infeção por SARS-CoV-2 e monitorizar a evolução epidemiológica da covid-19. Desde 01 de dezembro que no acesso a lares, estabelecimentos de saúde, grandes eventos culturais ou desportivos e discotecas passou a ser exigida a apresentação de teste de deteção do vírus SARS-CoV-2 com resultado negativo, uma medida que se aplica mesmo a pessoas vacinadas contra a covid-19. JN/Agências