Energia Edifícios Zero Comissão Europeia

Energia Edifícios Zero Comissão Europeia

Portugal tem os níveis mais baixos da UE de poupança energética nas habitações

24/10/2021 14:42:00

“Portugal é o país da UE-28 a apresentar os valores mais baixos de poupança energética nos edifícios residenciais nos três níveis de renovações”. O alerta é da associação ambiental Zero com base no mais recente relatório do 'Joint Research Centre' (JRC) da Comissão Europeia, que diz respeito ao progresso dos Estados-membros na implementação da Diretiva de Desempenho Energético dos Edifícios (EPBD, na sigla inglesa), que está atualmente sob revisão.

Patrões do ″Correio da Manhã″ e do ″Observador″ apanhados nos Pandora Papers Marques Mendes diz que Rui Rio pode ganhar as eleições Vacinação das crianças é o passo que falta no combate à pandemia

Mas não é só. O relatório da Comissão Europeia alerta ainda que nos edifícios não residenciais, Portugal apresenta as taxas de poupança mais baixas e que resulta da renovação ligeira e média. Na renovação profunda, o país conta com o segundo valor mais baixo, sendo apenas ultrapassado pelo Reino Unido.

“O relatório demonstra que as renovações profundas apresentaram um impacto muito mais significativo na poupança energética em comparação com as renovações de nível ligeiro e médio”, diz ainda a Zero. headtopics.com

Segundo a análise, a maior parte dos investimentos nacionais em renovação ocorreu em renovações médias e ligeiras, onde as taxas de poupança energética são menores.Assim, diz a associação, “o parque edificado português é um parque obsoleto, nomeadamente no setor residencial”. E acrescenta: “Do conjunto de problemas que afetam o desempenho energético dos edifícios nacionais, para além do envelhecimento natural dos materiais e da ausência de manutenção, é possível destacar as características físicas do edifício, nomeadamente ao nível do baixo desempenho térmico da envolvente e a ineficiência dos sistemas energéticos instalados”.

Nas contas do relatório, Portugal conta com um crescimento exponencial no número de certificados energéticos emitidos entre 2011 e 2018 (225% nos edifícios residenciais, 633% nos edifícios não-residenciais e 379% nos edifícios públicos). Este é “um aspeto positivo” para a Zero.

No entanto, considera que os incentivos fiscais e instrumentos financeiros para a melhoria da eficiência energética em Portugal têm “ainda resultados limitados”.“Portugal ainda está aquém do desempenho energético desejado para os edifícios e necessita avançar com as ações a nível nacional, em consonância com as políticas e estratégias atuais para cumprir com o objetivo de neutralidade climática”, defende a Zero.

Consulte Mais informação: Jornal SOL »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Von der Leyen promete que UE não financiará muros para travar migrantesA presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, prometeu esta sexta-feira que a comunidade não financiará com fundos europeus a construção de muros ou arame farpado nas fronteiras externas contra a imigração ilegal. Então e um referendo europeu sobre esse assunto, não seria mais democrático!? Top era ficarem todos na casa dela..

“Pode ser uma discriminação não tolerada pela UE” | Jornal EconómicoEx-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais defende que novas regras do englobamento deviam aplicar-se a fundos nacionais.

Porque é a UE a potência climática global?Tendo sido o primeiro actor global a apresentar planos concretos sobre como reduzir as emissões líquidas de gases com efeito de estufa – em pelo menos 55% até 2030 – nos anúncios do Pacto Ecológico Europeu em 2020 e do pacote legislativo Fit for 55

Líderes da UE concluem cimeira com imigrações e transição digital na agendaFoi feito um ponto da situação dos progressos na agenda digital e sobre os controlos das fronteiras externas da União. Mas o encontro de chefes de Estado e de governo ficou marcado pelo adeus a Angela Merkel.

Ex-espião que lançou suspeita de conluio entre equipa de Trump e russos diz que Moscovo 'pode provocar colapso da UE'Durante quatro anos ficou em silêncio, a tentar recompor-se do impacto que o relatório bombástico que escreveu sobre os contactos da equipa de Donald Trump com pessoas próximas do Kremlin durante a campanha para as eleições presidenciais teve na sua vida pessoal. Christopher Steele, ex-espião do MI6, regressa agora às entrevistas para alertar para a 'complacência' do Ocidente com a China e com a Rússia E esse ex-espião deve ser um belo bélico como o Biden! Realmente os democratas adoram provocar guerras! São uns belos democratas 😂😂😂 Que seja rápido. E sai mais uma dose de propaganda!!

Costa elenca focos da UE para fazer face à crise energética e diz que acordo da OE não se faz a 'qualquer preço'