Polícia Marítima interrompe festa ilegal com 200 pessoas em Lagos

Evento decorria na praia dos Estudantes.

24/06/2021 23:11:00

Polícia Marítima interrompe festa ilegal com 200 pessoas em Lagos

Evento decorria na praia dos Estudantes.

A Polícia Marítima e a PSP interromperam, na última madrugada, uma festa ilegal com cerca de 200 pessoas na praia dos Estudantes, em Lagos.As autoridades dizem que não foi um caso pontual e apelam aos jovens para não promoverem este tipo de eventos, em especial nesta fase da pandemia.

Governo não quis luto nacional por Otelo Saraiva de Carvalho e Presidente da República concordou Pepa e a aposta na formação: «Respira-se Vitória» Obrigada, Presidente Eanes (sobre Otelo) Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Tholos do Barro. Valorizar sepultura megalítica com cinco mil anos

Polícia Marítima interrompe festa com 200 pessoas organizada por alemão em LagosE agora era todos pagarem uma multinha

Polícia Marítima recolhe corpo de mulher no rio Douro junto à ponte D. Maria no PortoA Polícia Marítima revelou que o corpo foi recolhido e transportado para o cais de Banhos, onde foi declarado o óbito pelos elementos do INEM.

Onze mortos e 1.571 infetados entre pessoas com vacinação completa em PortugalMais de 2,3 milhões de pessoas têm a vacinação completa. “Apesar dos vacinados poderem ser infetados, a probabilidade de desenvolverem doença grave é muito baixa” ESTA É A VERDADEIRA NOTÍCIA A nossa proporção de vacinados completos infetados parece largamente superior ao dos outros paises em situação similar já que a saude_pt e DGSaude são o que são ná há jornalista que investigue? O PedroMCoelho por exemplo. Ultimamente está a aparecer em Portugal uma nova variante dos nossos 'especialistas', que insistem em continuar a aparecer nas televisões. Refiro-me aos 'especialistas' NEGACIONISTAS dos efeitos inequivocamente positivos da vacinação em Portugal.

Quatro adolescentes procurados pela polícia depois de cuspirem em criança com cancro

Dezenas de pessoas concentram-se em defesa do Hospital dos CovõesVárias dezenas de pessoas, entre utentes e profissionais de saúde, concentraram-se, esta quarta-feira, na Praça da República, em Coimbra, em defesa do Hospital Geral dos Covões.

Com homofobia não pode haver festaEsta semana a UEFA impediu o Presidente da Câmara de Munique de iluminar o estádio com as cores LGBTQ+ durante o jogo Alemanha-Hungria. Contrariamente ao que afirmou a UEFA, não é uma questão de neutralidade política, porque não há contenda política