Patrões abandonam de forma imediata a concertação social

Decisão surge como protesto contra as medidas aprovadas esta quinta-feira pelo Governo no que toca à legislação laboral, que não foram aprovadas pelos parceiros sociais

22/10/2021 19:59:00

Decisão surge como protesto contra as medidas aprovadas esta quinta-feira pelo Governo no que toca à legislação laboral, que não foram aprovadas pelos parceiros sociais

Decisão surge como protesto contra as medidas aprovadas esta quinta-feira pelo Governo no que toca à legislação laboral, que não foram aprovadas pelos parceiros sociais. O anúncio foi feito pelo presidente da CIP, António Saraiva.

E usufrua de todas as vantagens de ser assinanteAs confederações patronais anunciaram esta sexta-feira que vão suspender a participação na concertação social, em desacordo com as medidas aprovadas esta quinta-feira pelo Governo no que toca à legislação laboral. O anúncio foi feito pelo presidente da CIP - Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva.

Presidente do Belenenses critica Jorge Jesus: «Respeite um clube onde sempre foi acarinhado» Covid-19: ''Medidas apresentadas pelo Governo são excessivas'' Variante que está a alarmar cientistas já tem nome: Omicron

"Mais grave é que, entre aquilo que ficou fechado na reunião de quarta-feira, foram novas medidas aprovadas à revelia dos parceiros sociais. Com isso, o Governo demonstrou uma desonestidade negocial, um total desrespeito pela concertação social e por cada um dos parceiros sociais", referiu António Saraiva, numa conferência de imprensa transmitida pela

RTP3."Cada um saberá de si, mas os parceiros sociais, sabendo de si como sempre souberam, não podem aceitar e tolerar esta atitude do Governo e este desrespeito. Assim, os parceiros sociais patronais não podem ter outra atitude que não a de suspenderem de imediato a sua participação em sede de concertação social", concluiu. headtopics.com

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Patrões abandonam Concertação Social e acusam Governo de 'falta de respeito'

Patrões suspendem participação na Concertação SocialConfederações reagiram nesta sexta-feira a novas medidas para revisão do Código do Trabalho incluídas pelo governo após a discussão com parceiros.

Negociações para OE2022 sem fumo branco em dia de concertação socialNum dia em que o primeiro-ministro marcou presença na reunião de concertação social e num debate parlamentar, os avanços para a aprovação do Orçamento do Estado para 2022 foram parcos, com o PAN e PEV a colocarem as suas exigências em cima da mesa, enquanto PCP e BE permanecem distantes do Governo.

Parceiros sociais mantêm visão negativa sobre proposta do Governo na lei laboralOs presidentes da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António saraiva, e da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP), João Vieira Lopes, falavam à entrada da reunião da Concertação Social.

Concertação Social acusa Governo de usar legislação laboral para viabilizar OE 2022A um dia de ser aprovado em Conselho de Ministros, o pacote para o emprego digno passou a ter duas novas medidas.

OE2022: Patrões criticam que temas laborais sejam usados como ″moeda de troca″Presidentes das quatro confederações patronais criticaram o ritmo imposto à discussão das matérias, registado nestas últimas semanas, considerando inadmissíveis algumas das alterações sugeridas pelo Governo