PAN: Inês à procura de um quadrado no “xadrez”

PAN: Inês à procura de um quadrado no “xadrez”

24/09/2021 09:45:00

PAN: Inês à procura de um quadrado no “xadrez”

Há ambição, mas a fé não parece grande na conquista de pelouros de vereação. A seguir vem o Orçamento

7:41Longe de grandes arruadas e de multidões, a líder do PAN, Inês de Sousa Real, optou por temas caros ao seu eleitorado: pessoas (algumas sem direito de voto), animais e ambiente. Um passeio pelo Cais do Ginjal, em Almada, serviu de mote para falar de alterações climáticas e da requalificação de um espaço em risco à beira-rio. A visita a cuidadoras voluntárias de colónias de gatos de rua, em Almada ou na Amadora, para apontar as falhas das autarquias nas obrigações para com o bem-estar animal. Um encontro com um refugiado sudanês em Lisboa foi o mote para “dar voz aos mais fragilizados” e defender que o PRR deve funcionar como “uma ‘bazuca’ humanitária” para “diminuir o fosso da pobreza”. E uma visita ao Montijo visou defender o fim do “sofrimento aos animais na arena”. A tensão e as ofensas no Montijo (com uma manifestação pró-touradas) levam a deputada a frisar que “jamais deixará o medo calar [-lhe] a voz”.

Mais de uma centena em protesto contra ″roubo″ no preço dos combustíveis Novo estatuto do SNS prevê dedicação plena dos médicos Assassino de deputado britânico leal ao Daesh

Nas autárquicas de 2017, o PAN conseguiu 28 deputados em assembleias municipais de 26 municípios, dos 32 a que concorreu. Agora concorre a 44 (três em coligação) e espera “crescer” e “reforçar” a presença nestas assembleias. Melhor era conquistar lugares de vereação, pelo menos em Lisboa, Cascais, Aveiro, Almada ou no Porto. “Esperamos uma boa surpresa”, diz Sousa Real, admitindo as dificuldades que “o xadrez partidário, hoje mais plural”, acarreta. As autárquicas “giram em torno dos partidos de poder, o que dificulta a que se ouçam candidaturas mais frescas e jovens”, lamenta ao Expresso, mas “o PAN tem demonstrado estar disponível para fazer pontes e avançar causas”, garante. A líder do PAN não esconde que não eleger vereadores “seria um resultado mau”. Mas a sua liderança é jovem e as contas só se fazem daqui a dois anos.

Consulte Mais informação: Expresso »

No seu “primeiro grande desafio”, Inês quer ser “a boa surpresa”A porta-voz andou em campanha nas ruas da Amadora com grande energia. O fim das touradas foi um dos temas abordados e Inês Sousa Real está segura que vai convencer o Governo a deixar de dar dinheiros públicos para esta actividade.

PAN. “Dar voz aos mais fragilizados” leva Inês Sousa Real a apelar a “uma bazuca humanitária”Refugiados, sem-abrigo, habitações degradas, crise climática e colónias de gatos fizeram parte do foco da líder do PAN, esta quarta-feira, em Moscavide (Lisboa) e na Reboleira (Amadora). Não faltaram criticas aos executivos locais, nem ao Governo sobre estes temas e recados quanto aos casos Galp e tarifa da eletricidade. “A transição energética não pode significar uma crise social” e o primeiro ministro e o ministro do Ambiente “não se podem demitir dos respetivos papéis”.

PAN congratula-se com desconfinamento apesar de 'timing' infelizInês de Sousa Real diz que 'desconfinamento não pode ser feito sem a devida monitorização por parte do Estado'.

Autárquicas: PAN congratula-se com desconfinamento apesar de 'timing' infelizA porta-voz do PAN congratulou-se com a nova fase de desconfinamento e a retoma de atividades afetadas pela Covid-19, mesmo que 'o timing' do Governo não tenha sido o melhor. O meu gato tem medo...

PAN e IL no Algarve. Sousa Real viajou de carro híbrido. Cotrim de Figueiredo de comboio, mas só no último troço. Culpa de quem? Do GovernoOs líderes do dois partidos, de extremos opostos do prisma político, centraram atenções, esta quinta-feira, no sul do País. Ela fez campanha em Loulé, ele em Faro. E se há muito que os separa, afinal também há preocupações comuns

Record Challenge Park: andebol sempre a subirIniciativas - Record Challenge Park: andebol sempre a subir