Aboubakar, Maxi Pereira, Soares, Fc Porto, Mbemba, Sérgio Conceição

Aboubakar, Maxi Pereira

Os bastidores da dobradinha: Aboubakar como repórter, a herança de Maxi e Soares a fazer 'stand up'

Porto Canal mostrou primeira parte de uma reportagem sobre as conquistas portistas

07/08/2020 00:45:00

FC Porto - Os bastidores da dobradinha: Aboubakar como repórter, a herança de Maxi e Soares a fazer 'stand up'

Porto Canal mostrou primeira parte de uma reportagem sobre as conquistas portistas

O Porto Canal exibiu na noite desta quinta-feira a primeira parte de uma reportagem sobre a dobradinha recentemente conquistada pelo FC Porto. Uma viagem aos bastidores da equipa que mostrou vários momentos de união e da confiança da equipa.

Milionário das lojas 'duty free' cumpriu objetivo de vida, aos 89 anos: doar toda a fortuna Noronha Lopes: «Waldschmidt não veio o ano passado porque não havia eleições» Ventura garante que enquanto for presidente do Chega não fará qualquer coligação

Entre outras passagens curiosas, destaque para o (bom) repórter televisivo que Aboubakar demonstrou ser ao entrevistar e traduzir as declarações dos seus companheiros francófonos Marega e Mbemba; Sérgio Conceição deu indicações preciosas para o autocarro da equipa chegar ao local onde jantou na Bairrada após a conquista da Taça; Maxi Pereira foi muito recordado pelo grupo pelo facto de ter introduzido no clube a música de 'Los Palmeras' que tem servido de mote para os festejos portistas nos últimos anos; e Soares fez uma espécie de número de 'stand up' com uma imitação caricatural de Mbemba a falar ao grupo.

Ao nível das declarações, na viagem de regresso ao Porto após a conquista da Taça de Portugal, Danilo Pereira indicou o momento em que sentiu que os dragões sairíam vencedores do encontro."Quando o Luizito [Luis Díaz] foi expulso, soubemos que iríamos ganhar o jogo. A união é a nossa maior força. A Taça é de todos. Nossa, dos adeptos, de todo o staff que nos ajuda no Olival a trabalhar, desde as senhoras da limpeza aos tratadores de relva", referiu o capitão do FC Porto, uma premonição diferente da de Zé Luís:"Vi que íamos ganhar quando o Pepe saiu no contra-ataque e ainda ganhou uma falta. Quando ele ainda fez isso, ui..."

Sérgio Conceição, pelo seu lado, vincou que o seu 'grito de revolta' após a derrota na final da Allianz Cup"foi mais externo do que aquilo que as pessoas pensam"."Ninguém mais do que eu e do que a minha equipa quer ganhar", vincou. O técnico teve ainda uma palavra especial para Casillas."Quando ele não teve treinos tão bons, tive que ser justo perante o grupo. A partir daí, foi talvez o jogador mais importante da equipa, mas mais importante mesmo. Por ser um exemplo para toda a gente. Ganhou inúmeros títulos e foi capaz de representar o verdadeiro simbolismo do que é representar o FC Porto, que é uma humildade muito grande e colocar o coletivo à frente dos objetivos pessoais", afirmou, dando conta de que"a vontade de que o Iker levantasse a Taça de Portugal partiu dos capitães" de equipa.

Consulte Mais informação: Diário Record »

Não há portugueses entre os mortos ou feridos graves nas explosões no LíbanoSecretária de Estado das Comunidades Portuguesas avançou, na SIC Notícias, que há registo de danos em apartamento de portugueses a viver no Líbano.

Brasil supera os 2,8 milhões de infetados com Covid-19Coronavírus - Brasil supera os 2,8 milhões de infetados com Covid-19 Infelizmente. Brasil sempre sendo noticia, pena que somente por coisas ruins.

'Não acredito que sobrevivi': Os primeiros relatos do pânico vivido após explosões em BeiruteMundo - 'Não acredito que sobrevivi': Os primeiros relatos do pânico vivido após explosões em Beirute

Os benefícios fiscais como fator estratégicoNo contexto atual, são muito diferentes os desafios para os gestores de empresas. Vivemos uma realidade de incerteza quer para cidadãos como para empresas. Trata-se, possivelmente, do maior desafio coletivo e uma mudança estrutural na vida das pessoas e da organização das empresas. Como otimizar então algumas medidas de gestão à disposição de gestores e cidadãos?

Covid-19 e os jovens: ″Acordei ligada ao ventilador, sem força″Aos 29 anos, Ana Patrícia Duarte acabou ligada a um ventilador numa cama dos Cuidados Intensivos quase sem dar por isso. É enfermeira e corria o dia 4 de maio quando decidiu ir às urgências do Hospital Santo António, mesmo tendo sido aconselhada a não o fazer.

No teatro ou “nos copos” com amigos: podem os jovens salvar as línguas ameaçadas em Portugal?Do minderico ao barranquenho, há idiomas em Portugal que estão ameaçados e que dependem dos jovens para sobreviver. Seja na escolha do nome de bandas, em cima dos palcos ou “nos copos” com amigos, há quem ainda leve a “língua da terra” para todo o l