Covid-19, Coronavírus, Brasil, Jair Bolsonaro, Saúde, Pandemia, Faculdade, Universidade De Lisboa

Covid-19, Coronavírus

Organização de brasileiros “indignada” com convite a ministro de Bolsonaro para conferência em Lisboa

Covid-19: Organização de brasileiros “indignada” com convite a ministro de Bolsonaro para conferência em Lisboa

23/10/2021 03:26:00

Covid-19 : Organização de brasileiros “indignada” com convite a ministro de Bolsonaro para conferência em Lisboa

O ministro brasileiro da Saúde foi convidado para uma conferência na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e escolheu como tema o combate à covid-19 no Brasil, numa altura em que é pedida a sua indiciação pela prática de crimes na gestão d

FotoMarcelo Queiroga é um dos visados pela investigação sobre a acção do Governo brasileiro na gestão da pandemia de covid-19Joédson Alves/EPAO Colectivo Andorinha, que representa brasileiros em Portugal, manifestou esta sexta-feira “indignação” por causa do convite ao ministro da Saúde do Brasil para dar uma conferência na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), na próxima semana.

Líderes pró-democratas de Hong Kong condenados por organizar vigília pelas vítimas de Tiananmen Covid-19: há mais 40 surtos ativos em escolas do que há uma semana Nova Zelândia vai proibir a venda de tabaco a gerações futuras

Marcelo Queiroga foi convidado e escolheu como tema o combate à covid-19 no Brasil,numa altura em que é pedida a sua indiciação pela prática de crimes na gestão da pandemia.Numa nota divulgada esta sexta-feira, o Colectivo Andorinha - Frente Democrática Brasileira em Lisboa questiona a decisão do director da FMUL, Fausto Pinto, considerando que o anúncio da conferência, “após a divulgação do relatório final da CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a pandemia da covid-19]” causou “estarrecimento”.

A CPI da covid-19, que ao longo de seis meses investigou alegadas falhas e omissões do Governo brasileiro na gestão da pandemia, apresentou na quarta-feira o seu relatório final, no qual acusou 66 pessoas por crimes durante a pandemia, incluindo Queiroga e o Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro. headtopics.com

Dirigindo-se ao director da FMUL, o Colectivo Andorinha disse que os seus membros, “como grande parte da comunidade internacional”, estão “preocupados, para não dizer indignados”, com a divulgação da visita e da conferência intitulada

As acções do Brasil no enfrentamento da covid-19, marcada para a próxima terça-feira, na Aula Magna da Universidade de Lisboa.Em comunicado, a faculdade descreve o convite a Marcelo Queiroga como sendo de âmbito académico, a “um médico cardiologista, ministro da Saúde dum país amigo"

.“Vem visitar a nossa Faculdade, pelo que foi convidado, como académico, a proferir uma conferência, tendo escolhido o tema que entendeu. A Universidade será sempre um espaço aberto, sem tabus ou preconceitos”, lê-se no comunicado, publicado no

site da FMUL na sequência de vários contactos da comunicação social a questionar a confirmação da presença do ministro brasileiro.Marcelo Queiroga é um dos visados pela investigação da comissão parlamentar de inquérito que ao longo dos últimos meses headtopics.com

«Estamos onde pertencemos»: jogadores do Benfica reagem ao apuramento na Champions Primeira-ministra da Finlândia apanhada na discoteca após ter contacto de risco No Name Boys deixam marca na casa de banho do Tribunal de Sintra

avaliou falhas e omissões na acção do Governo brasileiro na gestão da pandemia de covid-19, havendo a recomendação para que seja indiciado por dois crimes — prevaricação e epidemia com resultado de morte, sendo que neste último a moldura penal varia entre os quatro e os 15 anos de prisão, consoante se prove ou não a intenção de provocar a morte.

A visita do ministro brasileiro a Portugal — mas também ao Reino Unido, onde se desloca para visitas às universidades de Cambridge e Oxford e outras instituições, prevendo-se também a assinatura de protocolos — foi notícia na imprensa brasileira, com o jornal

O Globoa questionar a Universidade de Lisboa sobre a manutenção do convite depois de terem sido conhecidas as conclusões da investigação da comissão parlamentar de inquérito (CPI).O jornal brasileiro recorda que o governante brasileiro por diversas vezes se manifestou contra o uso obrigatório de máscara. Refere também que a CPI concluiu que o ministro praticou os crimes referidos por acções como omissão e comportamento dúbio sobre a

recomendação do uso da cloroquina, contribuindo para a desinformação da população brasileira.O presidente Bolsonaro foi acusado de crimes de prevaricação, “charlatanismo”, epidemia com resultado morte, infracção de medidas sanitárias preventivas, emprego irregular de verbas públicas, incitação ao crime, falsificação de documentos, crimes contra a humanidade (nas modalidades de extermínio, perseguição e outros actos desumanos) e crimes de responsabilidade por via de violação de direitos sociais e incompatibilidade com a dignidade, honra e decoro do cargo.​ headtopics.com

Na véspera da apresentação do texto, foram retiradas as acusações relativas aos crimes de homicídio qualificado e genocídio contra indígenas. As propostas não receberam apoio de outros membros da comissão e havia dúvidas quanto à caracterização das condutas.

O documento apresentado pela CPI deverá ser votado na próxima semana. Consulte Mais informação: Público »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

JoaoMSBarbosa Falta convidar os 'Mengeles' da Prevent Senhor.... Ou o Pazzo. Antes de entrar na cadeia. É um absurdo dar a estes criminosos da humanidade um pódio! 🤬 E têm razão! BolsonaroVergonhaDoBrasil BolsonaroNaCadeia JoaoMSBarbosa Sem pingo de vergonha esta gente! C_Andorinha Impeçam essa pessoa verborrágica de nada acrescentar numa palestra, a não ser mentir e mentir. 600 mil mortos e ele sempre sorrindo ao lado do desequilibrado Bolsonaro. Um estúpido, agressivo, sem educação, destemperado, negacionista... que falará apenas mentiras.

Que desserviço convidar esse energúmeno para palestrar em Lisboa. Hipocrisia imensa, caso ele compareça. Pior ainda são as pessoas que darão ouvidos as insanidades, delírios e falácias ao fascista mor. Ninguém merece! Como a FMUL baixou o nível. fjpinto1960 medicina_lisboa Uma minoria de brasileiros vagabundos…

ForaBolsonaroeSuaQuadrilha ForaBolsonaroGenocida Uma organização de vagabundos e vagabundas comunistas… BolsonaroGenocida SOSBrazil ForaBolsonaro

Buzinão na Ponte 25 de Abril em Lisboa contra os preços dos combustíveisVídeos - Buzinão na Ponte 25 de Abril em Lisboa contra os preços dos combustíveis Parem os carros. Buzinao não serve para nada. Mas se ninguém se mexer vão ver que as tvs estão lá todas para culpar o Passos

Detidos dois suspeitos da morte de jovem numa estação de metro em Lisboa

Detidos três suspeitos da morte de jovem no metro das Laranjeiras em LisboaTrês pessoas foram detidas por suspeita da morte de um jovem de 19 anos na quarta-feira na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Lisboa fecha no vermelho com lastro de BCP e GalpA praça portuguesa acompanhou a onda vermelha que assolou a generalidade das bolsas europeias. A pesarem na queda do PSI-20 estiveram principalmente os pesos pesados BCP e Galp, com quedas em torno dos 2%.

Previstas novas supressões na Transtejo entre Lisboa e Cacilhas na sexta, sábado e domingoTrabalhadores da Transtejo e da Soflusa fizeram várias greves parciais durante este ano devido a falhas nas negociações salariais.

PJ apanha o quarto suspeito de matar jovem à facada no metro de LisboaPortugal - PJ apanha o quarto suspeito de matar jovem à facada no metro de Lisboa