Operadores de telemóvel nos EUA adiam 5G perto de aeroportos - SIC Notícias

19/01/2022 04:01:00

Operadores de telemóvel nos EUA adiam 5G perto de aeroportos

Operadores de telemóvel nos EUA adiam 5G perto de aeroportos

Decisão para evitar um potencial “caos” receado pelos agentes do transporte aéreo.

Os operadores de telefonia móvel AT&T e Verizon vão adiar temporariamente o desenvolvimento do 5G perto de “alguns aeroportos” nos EUA, para evitar um potencial “caos” receado pelos agentes do transporte aéreo, o que o presidente Joe Biden saudou.

A AT&T e a Verizon deveriam ativar esta nova tecnologia de internet móvel ultrarrápida no conjunto do país esta quarta-feira.Mas a autoridade federal de regulação da aviação (FAA, na sigla em Inglês), inquietou-se com a possível interferência entre as frequências utilizadas pela 5G e instrumentos de bordo essencial à aterragem dos aviões em algumas condições, e exigiu ajustamentos.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Sol da Caparica na RTP | Extra | RTP

Os artigos da TV e da Rádio no entretenimento, música, comédia, ficção, artes e espetáculo no universo RTP Consulte Mais informação >>

Companhias aéreas dos EUA preocupados com interferências do 5G - SIC NotíciasOs dirigentes das companhias pedem 'uma intervenção imediata' para evitar o potencial 'caos' junto dos aeroportos. negacionistas e teóricos da conspiração!! LOL

EUA preocupados com eventual instalação de armas nucleares russas na Bielorrússia - SIC NotíciasMinistério da Defesa bielorrusso anunciou a realização de exercícios militares conjuntos com a Rússia, denominados “Determinação Aliada-2022”.

Companhias aéreas dos EUA alertam para “crise” criada pelo 5GCompanhias aéreas norte-americanas avisam que 5G pode interferir com os instrumentos usados nos aviões. Problema é específico dos EUA, garante a Agência Europeia para a Segurança da Aviação

Companhias aéreas suspendem voos para os EUA por causa do 5GEm causa estão receios sobre as consequências da 5G nos aviões, devido a possíveis perturbações nos instrumentos de bordo.

5G. Ativação nos aeroportos dos EUA afetada por receios de interferência com aviões

Ucrânia: Blinken desloca-se a Kiev para demonstrar apoio dos EUAAs quatro potências discutirão 'esforços conjuntos para impedir novas agressões russas à Ucrânia, incluindo a prontidão dos aliados e parceiros para impor consequências massivas'.

Lusa Os operadores de telefonia móvel AT&T e Verizon vão adiar temporariamente o desenvolvimento do 5G perto de “alguns aeroportos” nos EUA, para evitar um potencial “caos” receado pelos agentes do transporte aéreo, o que o presidente Joe Biden saudou.Os dirigentes de 10 transportadoras aéreas dos EUA manifestaram na segunda-feira a sua preocupação, às autoridades federais, sobre o potencial “caos” que pode resultar da presença da tecnologia de internet móvel ultrarrápida 5G junto dos aeroportos.Lusa Os EUA estão preocupados com um projeto de reforma constitucional na Bielorrússia que permitirá instalar armas nucleares russas neste país que faz fronteira com Ucrânia e Polónia, disse à imprensa uma alta funcionária do Departamento de Defesa.Receber alertas Foto Num dia como o de ontem,"mais de 1100 voos e 100 mil passageiros ficariam sujeitos a cancelamentos, desvios ou atrasos”, dizem as companhias EPA/JIM LO SCALZO Com o lançamento do 5G a aproximar-se, os líderes das principais companhias aéreas norte-americanas lançaram um alerta em relação ao que dizem poder ser uma “crise catastrófica” provocada pela nova tecnologia no funcionamento do sector nos EUA.

A AT&T e a Verizon deveriam ativar esta nova tecnologia de internet móvel ultrarrápida no conjunto do país esta quarta-feira. Mas a autoridade federal de regulação da aviação (FAA, na sigla em Inglês), inquietou-se com a possível interferência entre as frequências utilizadas pela 5G e instrumentos de bordo essencial à aterragem dos aviões em algumas condições, e exigiu ajustamentos. Este alerta foi feito a dois dias da entrada em funcionamento do serviço do 5G . A FAA já validou a utilização de alguns modelos radio-altímetros e deu o seu aval para 48 dos 88 aeroportos dos EUA mais diretamente afetados pelos riscos de interferências, impondo, contudo, restrições em alguns casos. As manobras fazem parte de uma inspeção das capacidades das forças de reação dos dois países, acrescentou o ministério. Os dirigentes de 10 sociedades de transporte aéreo tinham apelado, na segunda-feira, às autoridades federais que agissem “imediatamente”, para impedirem “uma importante perturbação operacional para os passageiros, os transportadores, as cadeias de aprovisionamento e a entrega de fornecimentos médicos essenciais”. “Em um dia como o de ontem [domingo], mais de 1. Neste contexto, a AT&T e a Verizon, que já adiaram por várias vezes o desenvolvimento do 5G, desde dezembro, aceitaram diferir a ativação das torres de telefonia móvel em torno de alguns aeroportos, mas mantendo o lançamento do 5G no resto do país. A pedido das companhias aéreas, as empresas de telecomunicações adiaram no início deste ano, e durante 15 dias, a implementação da tecnologia 5G junto dos aeroportos, mas essa suspensão está agora a chegar ao fim.

A AT&T, por exemplo, decidiu não ativar as torres instaladas em um perímetro de 3,2 quilómetros (duas milhas) em torno dos aeroportos especificados pela FAA. “Considerando o pouco tempo restante e a importância desta calamidade económica, completamente evitável, pedimos respeitosamente que apoie e tome todas as ações necessárias para que o 5G seja desenvolvido, com exceção de quando as torres ficarem demasiado perto das pistas dos aeroportos ”, escreveram, na missiva destinada ao governo federal, à agência de segurança na aviação (FAA, na sigla em Inglês) e ao regulador das telecomunicações (FCC). O documento, que será submetido a referendo em 2022, retira a cláusula de que a Bielorrússia é um país livre de armas nucleares, em linha com a afirmação do Presidente bielorrusso, Alexander Lukashenko, de que Minsk está disposto a aceitar esse tipo de armamento russo face a uma ameaça da NATO. Biden agradece decisão Em comunicado, Biden agradeceu aos dois operadores por esta decisão, que evita, na sua opinião, perturbar o tráfego aéreo, ao mesmo tempo que permite a ativação da imensa maioria das torres de telefone móvel para a 5G, elemento considerado essencial para a competitividade dos EUA. Os peritos da Casa Branca vão continuar a trabalhar com os operadores telefónicos, as transportadoras aéreas e os fabricantes de aviões, para se “alcançar uma solução permanente e funcional em torno de aeroportos-chave”, assegurou Biden. No início de janeiro, as transportadoras aéreas tinham obtido um novo adiamento , até quarta-feira, para o desenvolvimento das novas bandas de frequência. Os dois operadores lamentam contudo que as autoridades tenham levado tanto tempo a reagir ao desenvolvimento do 5G, previsto pelo menos desde há dois anos. A FAA e as transportadoras aéreas “não foram capazes de resolver a problemática do 5G perto dos aeroportos, apesar de estar instalado de forma segura e eficaz em mais de 40 países”, segundo um porta-voz da Verizon, em mensagem transmitia à AFP. As bandas de frequência 3,7-3,8 GHz foram atribuídas à AT&T e Verizon em fevereiro de 2021, depois de um leilão de várias dezenas de milhares de milhões de dólares.

Em mensagem separada, a AT&T reforçou a ideia. Consequências do desenvolvimento do 5G A questão das consequências do desenvolvimento do 5G nos EUA começou a ganhar dimensão em novembro, depois da publicação pela FAA de um boletim especial, em que solicitou as empresas envolvidas que transmitissem informações específicas sobre os radio-altímetros. Mas as transportadoras aéreas norte-americanas insurgiram-se contra os potenciais custos induzidos e apelaram às autoridades para que encontrem rapidamente uma solução. Este radar, que mede a distância que separa o avião do solo, é essencial aos instrumentos de noite, nomeadamente para aterrar ou em caso de má visibilidade. Algumas frequências atribuídas, por várias dezenas de milhares de milhões de dólares, no início de 2021, à AT&T e à Verizon, para o desenvolvimento do seu 5G, que vão de 3,7 a 3,98 gigahertz (GHz), estão com efeito próximas das utilizadas pelos radio-altímetros, que funcionam no espetro dos 4,2 a 4,4 GHz. SAIBA MAIS:. Se não há risco de interferência direta entre as frequências, a potência de emissão das antenas 5G ou uma parte das emissões dirigidas para o alto poderia colocar problemas a alguns altímetros.

Os construtores Airbus e Boeing já tinham alertado as autoridades federais, em dezembro, para estas “potenciais interferências”, dado que os EUA tinham, por exemplo, escolhido frequências mais próximas dos radio-altímetros do que na Europa ou na Coreia do Sul. Dez transportadoras aéreas, de pessoas e cargas, como UPS e Fedex, tinham sublinhado, na sua carta dirigida ao governo de Joe Biden, consultada pela AFP, que em um dia como domingo “mais de 1.100 voos e cem mil passageiros estariam sujeitos a anulações, desvios ou atrasos”, devido ao desenvolvimento do 5G. Saiba mais: .