OMS lança alerta urgente sobre a poluição do ar: está a matar “milhões”

OMS lança alerta urgente sobre a poluição do ar: está a matar “milhões”

23/09/2021 02:30:00

OMS lança alerta urgente sobre a poluição do ar: está a matar “milhões”

“Estima-se que todos os anos a exposição à poluição ambiental esteja a causar sete milhões de mortes prematuras”

JornalistaA Organização Mundial de Saúde lançou um alerta para a degradação da qualidade do ar que respiramos, que considerou"uma das maiores ameaças ambientais para a saúde humana"-a par com as alterações climáticas.

Governo afasta demissão de Costa em caso de chumbo do OE Governo tenta salvar Orçamento de morte anunciada, mas PCP não quer ceder Astrónomos podem ter descoberto primeiro planeta de outra galáxia

Numcomunicadodivulgado esta quarta-feira, aOMS equipara o problema da poluição atmosférica"a outros grandes riscos para a saúde global, como uma dieta pouco saudável e o tabagismo"."Estima-se que todos os anos a exposição à poluição ambiental esteja a causar sete milhões de mortes prematuras e a resultar na perda de muitos mais milhões de anos de vida", lê-se na nota.

"Nas crianças" - continua a comunicação -"isto pode incluir redução do crescimento e função dos pulmões, infeções respiratórias e asma agravada"."Nos adultos, a doença isquémica do coração e os enfartes são as causas mais comuns da mortalidade prematura causada pela poluição atmosférica, estando a surgir novas provas de efeitos como diabetes e doenças neurodegenerativas." headtopics.com

Por este motivo, a OMS insta os 194 países das Nações Unidas a cortarem as emissões e avançarem com ações para mitigar as alterações climáticas. Neste sentido, o organismo disponibilizou um novo conjunto de diretrizes (a primeira atualização desde 2005), estabelecendo níveis de referência para seis poluentes, que se forem ultrapassados representam"riscos significativos para a saúde".

As recomendações surgem semanas antes da COP26, a Cimeira do Clima da ONU que irá decorrer em Glasgow entre 31 de outubro e 12 de novembroPoluição é mais um fator de desigualdadeSegundo a OMS,"as disparidades relativamente à poluição atmosférica estão a crescer em todo o mundo"

."[Este problema] é uma ameaça para a saúde em todos os países mas afeta mais as pessoas em países de baixos e médios rendimentos", afirma o director-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus."O ar puro devia ser um direito humano fundamental e uma condição necessária para as sociedades saudáveis e produtivas. No entanto, apesar de algumas melhorias na qualidade do ar durante as últimas três décadas, milhões de pessoas continuam a morrer prematuramente, afetando frequentemente as populações mais vulneráveis e marginalizadas", argumenta a nota, que acrescenta que

em 2019 90% da população mundial vivia em regiões onde os níveis de poluição estavam acima do recomendado Consulte Mais informação: Expresso »

Vamos confinar outra vez ? Entao nao é o Covid ? Já avisaram a China?

Número de casos de covid-19 diminuiu 9% a nível mundial, diz OMS

OMS agrava critérios sobre a qualidade do ar pela primeira vez desde 2005

OMS agrava critérios sobre a qualidade do ar pela primeira vez desde 2005

Nível do mar continua a subir a ritmo alarmantePrograma Copernicus divulga esta quarta-feira o quinto relatório sobre sobre os estado dos oceanos com um dramático balanço dos efeitos do aquecimento global e derretimento de gelo na Terra

Galp diz que está a terminar ''qualificação dos solos'' de MatosinhosProjeto está no âmbito do desmantelamento da unidade industrial e da descontaminação dos solos.

AC Milan vence Veneza e junta-se ao Inter na liderança em ItáliaRafael Leão foi titular no triunfo dos “rossoneri” sobre o Veneza na Série A italiana.