O medo das sondagens, o remédio contra a austeridade e as pontes queimadas

Eleições Legislativas 2022: O medo das sondagens, o remédio contra a austeridade e as pontes queimadas

21/01/2022 02:01:00

Eleições Legislativas 2022: O medo das sondagens, o remédio contra a austeridade e as pontes queimadas

De regresso ao Alentejo, António Costa alertou contra um efeito de desmobilização pelas sondagens favoráveis ao PS.

Nuno Ferreira SantosFotogaleriaCatarina Martins esteve no Algarve com o cabeça de lista bloquista pelo distrito de Faro, o eurodeputado José GusmãoLUSA/LUÍS FORRAJoão Oliveira durante o comício da CDU na Marinha GrandeLUSA/Paulo Cunha

António Costa esteve esta quinta-feira em ÉvoraNuno Ferreira SantosLíder do PS no Alentejo pelo segundo dia seguidoNuno Ferreira SantosNum dia de campanha a meio gás, já que sete dos nove líderes em campanhaparticiparam, de manhã, no debate nas rádios

Consulte Mais informação: Público »

A campanha do PS esteve em Évora Nuno Ferreira Santos Fotogaleria Catarina Martins esteve no Algarve com o cabeça de lista bloquista pelo distrito de Faro, o eurodeputado José Gusmão LUSA/LUÍS FORRA João Oliveira durante o comício da CDU na Marinha Grande LUSA/Paulo Cunha António Costa esteve esta quinta-feira em Évora Nuno Ferreira Santos Líder do PS no Alentejo pelo segundo dia seguido Nuno Ferreira Santos Num dia de campanha a meio gás, já que sete dos nove líderes em campanha participaram, de manhã, no debate nas rádios , o PS voltou ao Alentejo onde já tinha estado na quarta-feira, enquanto o Bloco rumou ao Algarve onde aposta forte no eurodeputado José Gusmão para ali manter voltar a eleger um deputado. Já a CDU, no dia em que se soube que o secretário-geral Jerónimo de Sousa não regressará ao terreno no fim-de-semana como inicialmente previsto , mas apenas a meio da próxima semana, andou pela região Oeste com críticas reiteradas à intenção socialista de assegurar uma maioria absoluta.