''O FC Porto não vai morrer''

Adiados.

30/03/2020 00:31:00

“O FC Porto não vai morrer“

Adiados.

Adiada foi a conclusão do campeonato e adiadas foram decisões que já poderiam ter sido tomadas no futebol profissional, à semelhança do que já ocorreu com os escalões de formação, por iniciativa da FPF.Adiada foi a situação de muitas famílias e empresas, embora o impacto negativo já seja grande. Com a aprovação pelo governo do decreto-lei que prevê a suspensão do pagamento dos créditos dos particulares e das empresas até Setembro, o país vive esta sensação de adiamento.

''Governo deveria proibir a presença de claques nas imediações dos estádios'' Depois de Costa, foi a vez de Marcelo assistir ao ''Deixem o Pimba em Paz'' Brasil ultrapassa as 30 mil mortes por Covid-19

Estamos adiados, mas com muita coisa para fazer.Num país em que, às vezes, as prioridades andam trocadas e as políticas desconchavadas, manda a essencialidade do ventilador. Tudo o resto parece demasiado pequeno, num Mundo que — a avaliar pelas reações iniciais de Trump e Bolsonaro, por exemplo — chegou a colocar a pandemia numa prateleira de uma loja de chineses.

A pandemia é mais do que uma chinesice e a questão maior é saber se — depois destas alterações impostas no planeta — o Mundo vai compreender que é preciso mudar. Perceber agora se a União Europeia terá, ou não, neste continente, um papel mais importante na revitalização das economias e na vida dos seus concidadãos.

Adiados, pois, mas com a percepção clara de que é preciso mudar. A visão dos partidos, a eficácia das medidas e a moralização fiscal, o papel dos bancos e os sistemas de regulação.No futebol, também. Adiado, mas com a noção de que nada pode ser como antigamente, e as recentes declarações do presidente da FIFA vão nesse sentido.

O FC Porto, primeiro classificado do campeonato português à data da paragem, é apenas um entre muitos exemplos de que o actual paradigma não serve.O FC Porto conheceu um crescimento notável sob o ideário estratégico de José Maria Pedroto e Jorge Pinto da Costa, tornou-se hegemónico em Portugal e ganhador, inclusive, no futebol internacional, e agora que se fala de curvas é evidente o seu achatamento, com a gestão dos últimos anos a ser colocada em causa e vigiada de perto pela UEFA.

Esse controlo da UEFA por via do chamado fair-play financeiro também pode ser adiado, mas não deixou de existir. E assim como a sensação de alívio das famílias e das empresas é assim a modos como uma almofada para atenuar as dores nas costas, este tempo de paragem e de adiamento dos ‘timings’ normais dos mecanismos de vigilância não eliminam a maleita.

O FC Porto, antes da pandemia, já impunha a si próprio um certo adiamento, por força da obra erigida, durante décadas, pelo seu líder máximo. Jorge Pinto da Costa já não é um líder forte, mas conta sempre com a força do regime, mesmo que este vacile, sem cair.

''Espero que ninguém seja eleito para a Casa Branca com base nestes incidentes'' Twitter encerra conta que alegava pertencer à Antifa O mundo da música está em ''BlackOut''

As eleições do FC Porto, que ninguém sabe quando serão realizadas, reconduzirão Pinto da Costa ao seu 15.º mandato, porque ninguém com estofo para ser presidente quer ir a votos contra o dragão-mor.O imperativo de mudança e regeneração do FC Porto não muda com a Covid-19. Já existia. Apenas foi adiada. Deveria ter sido iniciada com Jorge Pinto da Costa e estimulada por ele, porque desse modo a transição seria menos traumática.

O FC Porto precisa de novos modelos de governação e a verdade é que, não obstante os tempos difíceis, o FC Porto dinamizou-se com Pinto da Costa, mas começou antes dele e vai continuar depois dele.Neste tempo de más notícias, a boa notícia é que olhamos para a periferia do FC Porto e vemos gente activa e capaz.

Rui Moreira tem sido particularmente activo na crise da pandemia, e não só. Diligente, arguto, oportuno.Rui Rio, achado injustamente como uma espécie de opositor a Pinto da Costa, nos seus tempos de presidente da autarquia do Porto, quando afinal o único ‘crime’ que cometeu foi não se deixar capturar pelo poder do futebol, está a demonstrar que é possível fazer ‘política com

ética’ e vem protagonizando, como líder da oposição a este Governo, uma postura responsável, séria, à altura do momento difícil que Portugal atravessa.E o FC Porto tem André Villas-Boas, Vítor Baía e gente que cresceu dentro do clube, capaz de promover novas ideias e sobretudo novas posturas.

O FC Porto está adiado, como vivemos todos um tempo de adiamento, mas o FC Porto não vai morrer. O FC Porto falhou o objectivo de se modernizar com um novo discurso e novos comportamentos, mas haverá um dia que compreenderá como foram nocivos os algozes de uma certa comunicação.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Não, nada vou perder 5 min a ler esse idiota pau mandado do regime. Mas só no título dá vontade de rir... A máquina de propaganda do regime não para por COVID... Este senhor anda com as ideias muito confusas, ainda recupera da vergonha das suas declarações no caso Marega, concerteza. Meter no mesmo saco pandemia, FCP, fair play financeiro, Rui Rio, política..... Que grande confusão nessa cabecinha.

Vocês morrem primeiro. Então? O estado vai salva-los outra vez? É preciso ter cuidado, porque há muitos descendentes do 'FASCISMO*CALABOTES*DO SISTEMA CENTRALISTA'. O porto nunca morre! Este suspira pelo o fim das competições mas sem campeão. Se fosse o Benfica que fosse à frente a esta hora já o campeonato tinha terminado com eles vencedores. Como é o FcPorto que vai em primeiro à data não serve

Podem ter a certeza que não vai morrer nunca , está frágil de facto mas não há mal que sempre dure nem bem que nunca acabe ... e para que não caia no esquecimento.. Estamos em primeiro lugar Porquê, está com covid19? Se fossem pró caralho? Que lata.

FC Porto volta a 'uma das maiores injustiças da história do desporto nacional' com HulkFC Porto - FC Porto lembra 'uma das maiores injustiças da história do desporto nacional' com Hulk

Sporar: «Temos de lutar com FC Porto e Benfica»Na sua primeira grande entrevista em Portugal, feita por videoconferência, Sporar frisa que o Sporting tem argumentos para lutar pelo título com os rivais

Lisboa e Porto: Santini leva os gelados a casaPara quem se derrete de amores pela marca, há entregas ao domicílio.

Drones 'dizem' a quem passeia no litoral do Porto que se vá emboraObjetivo é desmotivar passeios à beira-mar, no âmbito das ações de combate à propagação da covid-19.

Pelo menos três infetados no hospital prisional de Caxias e no Estabelecimento Prisional do PortoSociedade - Pelo menos três infetados no hospital prisional de Caxias e no Estabelecimento Prisional do Porto 是家人探望传染?还是内部工作人员传染? 找出传播者?阻止传播。

'Vamos causar a revolução na cadeia': presos de Custóias no Porto exigem libertaçãoReclusos pedem igualdade de direitos caso venha a ser determinada a libertação de outros presos. Uiii... Aqui fora cheios de medo de vcs... Uiii.. Uiii... Ou as autoridades atuam sem cunbersa... Ou É fechar e deitar a chave fora. Preocupar primeiro com quem interessa para a sociedade. Não há falta de telemóveis em Custoias. Quando virem o carnaval que tá cá fora podem para voltar para dentro