Psd, Cds, Marcelo Rebelo De Sousa, Rui Rio, Francisco Rodrigues Dos Santos

Psd, Cds

O dilema Marcelo na direita: ″Seria um erro gravíssimo não apoiar a reeleição″

O dilema Marcelo na direita: 'Seria um erro gravíssimo não apoiar a reeleição'

10/08/2020 03:36:00

O dilema Marcelo na direita: 'Seria um erro gravíssimo não apoiar a reeleição'

Há críticas no centro-direita a Marcelo Rebelo de Sousa. Mas PSD e CDS podem dar-se ao luxo de não apoiar a sua reeleição para Belém? José Ribeiro e Castro diz que 'seria um erro gravíssimo'. E José Adelino Maltez afirma que o atual Presidente da República 'é a respiração' desta área política.

Cinco meses são muito pouco em política. E são precisamente os que faltam para as presidenciais. E por mais estranho que pareça, ou talvez não, só o socialista António Costa já anunciou o apoio à recandidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, que ainda também não quis dizer, preto no branco, que está na

“A maior parte dos apoiantes sabe que Trump não é nenhum santo” 4 ou 5 dicas para seguir o debate (Trump-Biden) noite fora O debate caótico em que Biden acusou Trump de ser “o pior presidente da história”

pole positionpara a corrida a Belém. O PSD e sobretudo o CDS ainda hesitam nolikeao Presidente."Seria um erro gravíssimo não apoiar a sua reeleição", afirma o antigo líder centrista José Ribeiro e Castro.Estas palavras ao DN do antigo presidente do CDS surgem na sequência da entrevista do atual líder centrista à

Visão, em que Francisco Rodrigues dos Santos afirma que o apoio do CDS à recandidatura de Marcelo"não está em saldos" e tece críticas ao inquilino de Belém. Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

José Sócrates pede 100 000 cafés aos portugueses para tirar doutoramento na SorbonneDepois do jovem António Rolo Duarte pedir aos portugueses para lhe pagarem 25 000 cafés para financiar o doutoramento em Cambridge, José Sócrates decidiu lançar a sua própria iniciativa de crowdfunding, intitulada, “Alguém paga 100 000 cafés a este muchacho?”, pedindo aos portugueses ajuda para conc A justiça foi de férias há algum tempo! Os portugueses andam mais preocupados com os negros americanos e com o regresso de Jesus, enquanto esperam por mais miséria. Este homem devia estar preso.

A vida extraordinária do português que conquistou a Patagónia: José Nogueira de seu nome | Jornal EconómicoUm viajante luso mais atento e curioso que tenha passado por Punta Arenas, no Chile, não terá deixado de reparar na profusão de referências a um nome de ressonância portuguesa inquestionável.

Marcelo considera “disparate” ideia de que está envolvido na questão de Juan Carlos“Não é preciso ser muito inteligente para perceber que a última pessoa de Portugal que poderia intervir nessa matéria seria o Presidente da República”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa. Se estiver, eu também acho um tremendo disparate. Nós até somos uma república!

Marcelo Rebelo de Sousa nega envolvimento na vinda de Juan Carlos para Cascais: 'É um disparate'Presidente da República diz que qualquer pessoa minimamente sensata e inteligente perceberia que seria a último português a poder intervir numa questão que suscitaria problemas com Filipe VI e a soberania de Espanha Que não venha porque corruptos ja ca temos muitos! Mas houve quem acreditasse 😛🤣🤣🤣 Mais uma Isabel dos Santos a caminho de Portugal. Basta ter dinheiro e status para, daqui a pouco, ser visto com os grandes empresários do país. Não importa os crimes cometidos; será considerado um ilustre.

'O ultra português': El País traça perfil de André Ventura e aproxima-o de TrumpJornal espanhol destaca a subida da extrema direita nas últimas eleições legislativas em Portugal. Esse verme mais parece o bolsonaro🙄 um título desses e com essa foto: isso não é informação, mas tentativa de manipulação da verdade Cuidado com esses tipos de 'políticos'. Eles afundam um país rapidamente. Retrocesso jamais!

A vida extraordinária do português que conquistou a Patagónia: José Nogueira de seu nome | Jornal EconómicoUm viajante luso mais atento e curioso que tenha passado por Punta Arenas, no Chile, não terá deixado de reparar na profusão de referências a um nome de ressonância portuguesa inquestionável.