Negacionistas. Há centenas de polícias que se recusam a ser vacinados

Negacionistas. Há centenas de polícias que se recusam a ser vacinados

Pandemia, Covıd-19

28/11/2021 17:31:00

Negacionistas . Há centenas de polícias que se recusam a ser vacinados

Tal como nas Forças Armadas, nas polícias há quem se recuse a ser vacinado, mas também não têm qualquer restrição operacional a não ser em missões internacionais. A PSP não sabe quantos agentes tem não vacinados

eimpossibilidade por razões médicas(gravidez, alergias, etc)", sendo que estas últimas serão, de acordo com esta fonte oficial,"a maior parte". Ao contrário do que, aparentemente, sucede na GNR.Desde o início da pandemia e até à presente data, existiram

Divulgadas novas imagens de Nuno Santos em Vizela

297 casos de infetados na PJ(12% dos 2400 funcionários).A direção da PJ salienta como exemplo que em relação aos"100 novos inspetores, do 43º Curso de Formação de Inspetores iniciado em 5 de julho, foi possível garantir a

vacinação prévia de todos os formandos, bem como o acompanhamento semanal, por testagem de despiste, evitando-se o risco de interrupção letiva.O presidente daAssociação Sindical da Carreira de Investigação Criminal headtopics.com

(ASFIC), que representa os inspetores, confirma que o número de não vacinados é muito baixo na PJ."Haverá 2 ou 3 não vacinados na investigação criminal. Pessoalmente não conheço nem trabalho com nenhum.

União Europeia “firmemente” ao lado da Ucrânia e pronta para fortalecer parceria energética - SIC Notícias

São casos tão isolados que são um não caso", afiança.Questionada sobre se estão em vigor medidas restritivas operacionais em relação a não vacinados, a PJ diz que"a legislação não permite a discriminação entre trabalhadores vacinados e não vacinados na exata medida em que atualmente a inoculação é uma decisão pessoal

, optando a PJ por aplicar" algumas medidas de"organização interna, que permitam o distanciamento social" e quando não for possível"o uso de equipamentos de proteção individual".Quanto à"resposta investigatória e pericial cometida à PJ, nada ficou por ser feito, por causa da pandemia, de resto refletido em várias operações de maior dimensão tornadas públicas ao longo destes quase dois anos".

PSP desconhece taxa de não-vacinadosNa PSP não há informação sistematizada sobre esta matéria, conforme reconhece o porta-voz oficial:"No início do processo de vacinação da população portuguesa, headtopics.com

Rui Rio:Do que sinto, a probabilidade do PSD ganhar é mais elevada do que a do PS - CNN Portugal

50% dos Polícias a nível nacional foram vacinados(cerca de 11 mil) por se integrarem no grupo prioritário. Para gestão desse processo, a PSP desencadeou um processo interno de registo, tendo sido verificada uma adesão maciça com uma

taxa mínima de reservas (inferior a 1%). Atingida essa fasquia de vacinação, os polícias foram canalizados para o processo geral de vacinação. Nessa fase,não sendo a vacinação obrigatória, a PSP deixou de proceder à sistematização de informação neste âmbito

, pelo que não nos é possível disponibilizar informação quantitativa".Esta força de segurança garante que"desde o início do processo, tem incentivado todo o pessoal a vacinar-secomo importante medida de prevenção e contenção da pandemia, ademais atendendo ao grau de risco inerente ao exercício da missão policial: contacto diário com múltiplos cidadãos; frequência de variados espaços onde decorram ocorrências a solucionar; competências de controlo de pessoas infetadas ou sob confinamento médico preventivo".

A PSP afirma que"já teve cerca de 9 centenas de pessoas em confinamento obrigatório, 1400 em isolamento profilático e quase 1600 recuperados"e assegura que tem"sido possível manter todas as esquadras e serviços em funcionamento permanente, assegurando continuamente a prestação de segurança aos cidadãos". headtopics.com

O porta-voz da direção nacional assinala que"todo o efetivo, polícias e pessoal sem funções policiais, executa normalmente todas as suas atribuições em cumprimento das medidas de prevenção em vigor (nomeadamente uso de máscara e frequente higiene das mãos, entre outras)".

Refere que"tem sido verificado que,mesmo após o processo de desconfinamento, a grande maioria dos polícias, mesmo em locais e circunstâncias nos quais não é obrigatório o uso de máscara, prefere usar este meio de prevenção, numa

clara interiorização do nível de risco e da importância da prevenção individual.O presidente daAssociação Sindical de Profissionais de Polícia (ASSP)tem, no entanto, algumas críticas."A ASPP considerada importante a vacinação, pois é evidente que tem evitado situações mais graves, no entanto, é uma decisão que assenta na liberdade de cada um, para já".

Paulo Jorge Santos acrescenta que"obviamente estamos preocupados com esta pandemia que nos assola enquanto comunidade, e apelamos ao sentido de responsabilidade, mas não deixamos de referir que outras variáveis neste combate foram descuradas pelo governo e pela direção nacional da PSP. Principalmente outros mecanismos de combate à pandemia e combate à infeção, em concreto a vacinação, modelos de organização de trabalho, meios e instrumentos físicos de combate e procedimentos pós deteção de infetados.

Temos registo passado de situações que após polícias sinalizados a PSP não aplicou as normas da DGS".Este dirigente sindical confirma que não foram notadas limitações operacionais a não vacinados."Os polícias como qualquer cidadão, receiam partilhar espaços com indivíduos que sabem não estar vacinados, não somos diferentes dos demais cidadãos. Aliás,

a PSP colocou vários polícias no terreno em operações de fiscalização sem estarem vacinados.Algo que na altura criticámos".

Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

Calendário de Futsal - RTP Desporto

Atraso. São é Cagões! Homem de faca, homem de caca! Homem de arma e cassetete, ainda deve ser pior, logo, CAGÕES!!! Outro título e artigo vergonhoso do DN primeiro os militares agora PJ, PSP e GNR. Quem vos paga para isto que vocês chamam notícias? Tenham noção do ridículo se prestam. Outros tomaram as vacinas testes que eram dadas à militares tropas vindos de missões no estrangeiro que eram os mais apetecíveis pelos laboratórios e os políticos e médicos que com eles trabalham até menbros da justiça a vacinar testes laboratoriais cidadãos militares,com e sem.

Contra a proibicao das tattooagem também existem muito negacionista mais que provavelmente os agentes contra a cameras de filmar de farda. Igual a da gripe e outras não é que a mesma seja tipo a bsg hepáticas ou viroulas da papeira varicela legionela regionela laçarotuela e suas variantes gravata peito desabotoado.

Já foram contaminados e tiveram calados aguentaram que nem homens e mulheres a doença sacrificaram-se pra que houvesse vacinas prós cidadãos agora visto já terem criado anti corpos não justifica serem picados por vacina que contamina e causa imonidades temporárias. Chega….para lá!

Há idosos à guarda dos hospitais há mais de um ano

Nova variante: ''Há casos em investigação em Portugal, não pode dizer-se que são suspeitos''Nova variante da Covid-19 em Portugal: 'Há casos em investigação, não pode dizer-se que são suspeitos' Esperando que nenhum Atleta caia morto no relvado devido à vacina. Vão meter medo ao raio que vos parta! Media de esterco! A indústria farmacêutica o quer é faturar e comunicação social ajudar.

DGS revela que 'há casos em investigação' da nova variante da Covid-19 em PortugalVídeos - DGS revela que 'há casos em investigação' da nova variante da Covid-19 em Portugal

Taremi obcecado pelos golos: avançado do FC Porto em branco há cinco jogosAtravessa o maior período sem marcar da época. Desafio passa por restabelecer ligação à baliza

Banco Alimentar está de regresso e há muita vontade de ajudarDois anos depois, o Banco Alimentar volta às campanhas presenciais de recolha de alimentos.

DGS revela que 'há casos em investigação' da nova variante da Covid-19 em PortugalFora de Campo - DGS revela que 'há casos em investigação' da nova variante da Covid-19 em Portugal A chefe da DGS, Dra Graça Freitas, já vai aos postos de vacinação ! Ensinou como se faz o Comdte Gouveia e Melo 🙏.