“Não pressionei ninguém para alterar nenhum relatório”: há um furacão em torno da líder do FMI

“Não pressionei ninguém para alterar nenhum relatório”: há um furacão em torno da líder do FMI

25/09/2021 21:55:00

“Não pressionei ninguém para alterar nenhum relatório”: há um furacão em torno da líder do FMI

O comité de ética do FMI está a analisar o papel da sua diretora-geral, Kristalina Georgieva, como presidente executiva no Banco Mundial, o seu cargo anterior. Investigação pedida por esta instituição conclui que a búlgara fez pressão para que avançassem 'mudanças específicas na pontuação dos dados da China' num relatório sobre as condições para fazer negócios em cada país. Há pressão no FMI e no Congresso dos EUA para forçar a sua saída

JornalistaHá um furacão em torno de Kristalina Georgieva, a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), por conta da sua liderança do Banco Mundial e da acusação de que beneficiou a China nesse cargo. Georgieva nega totalmente essas acusações, mas a verdade é que já há pressão política para a afastar do cargo.

Joana Cruz: ″A vitória perante a doença é o melhor recomeçar″ Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preços da energia Movimento nos aeroportos portugueses sobe 2,3% até setembro para 15,2 milhões de passageiros

“Vou ser clara: as conclusões são falsas. Não pressionei ninguém para alterar nenhum relatório”, declarou a líder do FMI num comunicadocitado pelo"Financial Times"(não disponibilizado no site do FMI).Que relatório é esse? “Doing Business”, do Banco Mundial, sobre as condições para fazer negócios em cada país, anualmente publicado pela instituição. Foi no relatório de 2018, quando Georgieva era a sua presidente executiva, que alegadamente houve mudanças na metodologia de utilização dos dados que beneficiaram a pontuação da China.

Em 2021, foi realizada uma investigação, umaespécie de auditoria independentepedida pelo Banco Mundial, que concluiu que Kristalina Georgieva aplicou pressão para fazer “mudanças específicas na pontuação dos dados da China num esforço para aumentar a sua classificação, exatamente ao mesmo tempo que se esperava que o país desempenhasse um papel fundamental no aumento de capital do banco”. Não foi a única visada, mas é nela que estão agora concentradas as atenções, precisamente por ter agora um papel central no FMI. headtopics.com

No dia 16, quando se soube da investigação que detetou irregularidades no relatório, a búlgara que lidera o FMI desde 2019 tinha já adiantado que discordava das conclusões –O caso chegou depois ao topo da instituição, para discussão do tema, sem que até agora haja conclusões.

“Não há absolutamente nenhumquid pro quorelacionado com o financiamento do Banco Mundial. Rever a integridade desses relatórios fazia parte das minhas responsabilidades profissionais naquela altura e, ao contrário do que está reportado, segui todos os protocolos para a sua edição”, disse a líder do FMI desde 2019, no comunicado citado agora pelo"Financial Times".

Entretanto,a Reuters teve acesso a outro comunicado, a enviar por Georgieva ao conjunto de países que comanda o FMI, em que deixa acusações de manipulação ao anterior presidente do Banco Mundial, Jim Kong Kim, também visado na investigação ao relatório. O comité de ética do FMI está a analisar a investigação solicitada pelo Banco Mundial.

Pressão interna e externaNeste momento, há pressão interna (dentro do próprio FMI), de economistas e dos próprios deputados norte-americanos para o afastamento da responsável do organismo internacional, como sintetiza o"Financial Times". Três republicanos da Câmara dos Representantes pediram a Janet Yellen, que está à frente do Tesouro americano, para averiguar se tem condições para permanecer no cargo – o FMI está sediado em Washington. Vários senadores já levantaram também dúvidas sobre a permanência em funções, sobretudo num contexto tão delicado como as relações entre as duas maiores economias do mundo. headtopics.com

Leão entrou poderoso e acabou a golear ″Deco″, o cão esquecido e não abandonado, voltou a casa O golo de Tiago Tomás que dá vantagem aos leões no Restelo

“Nunca seria parte de nenhuma modificação de dados por razões políticas”, defendeu-se Georgieva, a diretora-executiva do FMI que responde perante a equipa de 24 diretores que asseguram a gestão quotidiana, acima da qual está o conselho de administração (composto por todos os 190 estados-membros).

Consulte Mais informação: Expresso »

Pastor evangélico diz que 'Jesus ainda não voltou' porque fiéis não dão dinheiro suficiente à igrejaInsólitos - Pastor evangélico diz que 'Jesus ainda não voltou' porque fiéis não dão dinheiro suficiente à igreja 🤣🤣 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 😂 Mais nada! Há que pagar pela bagagem, a passagem aérea, as portagens, o combustível, ... A vida tá cara. Assim nem Jesus quer voltar.

Rui Costa não responde a Benitez: «Acho que não era dia para estarmos a fazer campanhas»Benfica - Rui Costa não responde a Benitez: «Acho que não era dia para estarmos a fazer campanhas»

Em plena vaga de fundos, indicadores de avaliação ainda não dão segurançaElisa Ferreira defende a necessidade de ter sempre em conta os impactos que a aplicação dos fundos vai ter no território. Ministra da Coesão pede mais autonomia para as regiões.

Diálogo sobre o dia em que não se pode dizer“Sempre temos as figuras de retórica para obscurecer o discurso e podermos falar do que não podemos falar.”

Carlos Lucas: O enólogo que não sabe estar paradoEstava tudo combinado. O enólogo, e também empresário, Carlos Lucas viajava de avião para Lisboa de manhã cedo, eu iria esperá-lo ao Aeródromo de Cascais e passados uns minutos estaríamos num hotel com vista para o mar a tomar um brunch e a falar do seu percurso para estas páginas. Só que a meteorologia fez das suas. Logo muito cedo surgiram os avisos atempados por SMS do atraso do voo que perspetivaram que o brunch se tornasse em almoço. Mas nem isso. O tempo piorou o avião não descolou e a conversa não aconteceu.

Ministro das lições, ministro do não-eleitoralismo e ministro da pseudociênciaEstá reunido o Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer. Para quando em versão podcast áudio também?