Muitos dos seus trabalhos mais brilhantes começaram com acasos, mortes, desgostos de amor. Eis Sophie Calle

Muitos dos seus trabalhos mais brilhantes começaram com acasos, mortes, desgostos de amor. Eis Sophie Calle

05/12/2021 13:05:00

Muitos dos seus trabalhos mais brilhantes começaram com acasos, mortes, desgostos de amor. Eis Sophie Calle

É fácil percebermos que Calle é uma das artistas contemporâneas mais originais e conceituadas em todo o mundo. Até 22 de abril, tem uma grande exposição no Centre Pompidou Málaga, em Espanha

João PachecoAntes de mais nada viajou pelo mundo. Depois foi stripper em Pigalle, em 1979/80. Posou nua em troca de uma aula de fotografia que não conseguia pagar. Desistiu das aulas, mas não da fotografia. Seguiu estranhos na rua, fotografou-os e tomou notas sobre o que faziam a determinada hora. Trabalhou três semanas como empregada num hotel em Veneza, para melhor espiar os hóspedes. Quis casar-se na pista de um aeroporto, mas um desastre de aviação furou-lhe os planos. Passou uma noite no topo da Torre Eiffel, pedindo aos visitantes que lhe contassem histórias para não adormecer. Quando a mãe morreu, levou até ao Polo Norte o anel de diamantes que herdara e deixou-o no gelo. Homenageou o gato de estimação com um álbum de música que tem a participação de 40 músicos, incluindo Laurie Anderson, Pharrell Williams e Bono. Muitos dos seus trabalhos mais brilhantes começaram com acasos, mortes, desgostos de amor. Uma instalação partiu da morte da mãe, outra nasceu do último telegrama enviado por um namorado que a deixou.

Bloco elogia função pública, apela aos indecisos e “tem certeza” numa solução à esquerda

Chama-se Maria Turner no livro “Leviathan”, do escritor norte-americano Paul Auster. O nome real é Sophie Calle. E até 22 de abril tem uma grande exposição no Centre Pompidou Málaga, em Espanha. É fácil percebermos que Calle é uma das artistas contemporâneas mais originais e conceituadas em todo o mundo. Será mais difícil identificar as fronteiras entre a ficção, a vida real e a intimidade da artista, nas criações que tem exposto e publicado ao longo de 40 anos. Essas eventuais fronteiras nem importam, porque o principal material de trabalho de Calle é mesmo a própria vida.

Consulte Mais informação: Expresso »

Decisão 22: o confronto entre António Costa e André Ventura na íntegra - CNN Portugal

CNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Portugal com mais 21 mortes e 2.535 casos de covid-19 nas últimas 24 horasNão se registavam tantos óbitos por covid-19 em Portugal desde 18 de março.

Portugal com mais 22 mortes e 5.649 novos casos de covid-19 em 24 horasO maior número de casos desde fevereiro, segundo o último balanço da Direção-geral da Saúde. DIGAM TAMBÉM QUANTOS RECUPERADOS... Segundo consta, morreram 300 e tal pessoas. 22 com covid o que n significa que terão morrido por causa de. Gostaríamos, e em prol da verdade jornalística, que fizessem o mesmo escrutínio sobre as restantes mortes/o porquê? Em suma, um dead count com mais critério, shall we? Digan as faixas etárias dos falecidos é importante saber isso. ⚡️🐍🧜🏻‍♀️

Covid-19: há 194 concelhos em risco elevado e muito elevadoNúmero de concelhos com risco elevado e muito elevado aumentou esta semana de 154 para 194. 🖕🏻

Adalberto Costa Júnior eleito presidente da UNITA com mais de 96% dos votos expressosO líder da oposição volta ao cargo que exercia desde 2019 e de onde tinha sido retirado em Outubro pelo Tribunal Constitucional, com uma votação que não deixa dúvidas e uma expressão de unidade do partido. Te falta Mozambique Adalberto Costa Júnior sai reforçado so resta saber qual a próxima jogada sem etica nem lizura que João Lourenço vai inventar para evitar a derrota mais que certa do mpla em 2022

NOS e Vodafone com possibilidade de trabalho remoto total a partir de dezembroA operadora de telecomunicações Nos 'cumprirá integralmente a recomendação de teletrabalho obrigatório, para todas as funções em que tal seja possível, na semana de 02 a 09 de janeiro de 2022'.

Mais de 1,5 milhões de doses de reforço administradas em PortugalA Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este domingo que já foram administradas mais de 1,5 milhões de doses de reforço da vacina contra a covid-19 e mais de 2.060.000 de doses contra a gripe.