Mudar e igualizar Portugal!

21/01/2022 06:47:00

Mudar e igualizar Portugal!

Mudar e igualizar Portugal!

Não podemos ambicionar um território mais justo, mais equilibrado, mais solidário, sem políticas públicas integradoras e potenciadoras que mitiguem as desigualdades, com pessoas no território.

O nível de assimetrias regionais e de rendimentos que Portugal apresenta não é próprio de um país desenvolvido, mas sim de um país deprimido, face à triste realidade do envelhecimento acentuado das populações, do fraco dinamismo empresarial, da desigualdade de rendimentos acentuada entre as famílias, da vulnerabilidade dos solos e florestas e da desertificação de vastas zonas rurais.Foto LUSA/HUGO DELGADO Nélson Veríssimo, treinador do Benfica, apontou a mudança no sistema táctico como um factor para as dificuldades que os “encarnados” têm tido nos últimos jogos.e receba as informações em primeira mão.E usufrua de todas as vantagens de ser assinante Ao Minuto 08:08 Dembélé colocado sob pressão no Barcelona Continua a tensão no Barcelona relativamente à continuidade de Ousmane Dembélé.

Basta analisar o Relatório do Balanço Social 2021, do centro Economics for Policy da Nova SBE, esta semana apresentado, que intercala bem a temática da coesão territorial, dos seus impactos económicos e sociais, com as desigualdades de rendimentos das famílias, que se agravou mesmo antes da chegada da pandemia, acentuando os níveis de pobreza no nosso país.Esta é tristemente uma verdade indesmentível, de que os ricos se tornaram mais ricos e os pobres mais pobres, com a distribuição dos rendimentos a tornar-se mais desigual no ano anterior à pandemia.E detalhou: “A equipa vem de uma forma de jogar diferente do que estamos a pedir agora.Os 25% mais ricos passaram a concentrar 46% (42% em 2018) do rendimento disponível das famílias, ou seja, um quarto das famílias concentra cerca de metade dos rendimentos.Ou seja, não é ilegal que um eleitor em confinamento vote noutra hora, como não há impedimento a que qualquer cidadão vote no horário apontado para os confinados.Ora, num país onde o défice agroalimentar com o exterior é de 3,5 mil milhões de euros, a rutura social e ambiental que os territórios terão, se não se apostar num setor agrícola e marítimo forte, que traga rendimento às populações, é um fator decisivo da nossa subsistência.Estamos conscientes que temos de melhorar, mas o nosso caminho é ir fazendo correcções pontuais, com o campeonato a decorrer”.É verdade que a pobreza já era um problema no país, mas com a pandemia os mais desprotegidos ficaram ainda mais prejudicados.

As políticas adotadas para mitigar os efeitos da crise não conseguiram evitar o aumento das desigualdades, pelo contrário, têm cavado esse fosso.Estamos preparados para defrontar uma equipa com um bloco médio baixo, jogando em transições e aproveitando o que possam ser os nossos erros”.Apesar desta solução, Francisca Van Dunem apelou a que os eleitores se inscrevam no voto antecipado e votem já a 23 de janeiro.Mas é aqui que também reside o maior dos problemas, se não encararmos o país como um todo, pois Portugal não é só Lisboa e Porto, Norte ou Sul, Litoral ou Interior, zonas montanhosas e planícies, não se conseguirá efetuar a coesão urgente e necessária, para que se possa criar rendimento e poder de compra aos cidadãos.É que há bolsas de pobreza persistente em Portugal, agravadas pelos desempregados e crianças com menor acesso à Educação, e para os quais urge direcionar as políticas públicas, uma vez que as adotadas para mitigar os efeitos da crise não evitaram o aumento das desigualdades sociais.“Nesta janela de mercado, o treinador do Benfica pensa como todos os outros treinadores: os jogadores podem entrar e sair, tendo consciência de que a qualquer momento pode sair um jogador.Precisamente porque, na ausência de políticas de coesão, se abandona o setor primário como fonte de riqueza, se promove a desertificação territorial e não se potencia o desenvolvimento regional.O que é que o governo pode fazer? É recomendar.Portugal precisa de coragem política, e como disse esta semana o candidato Rui Rio, que saia a “sorte grande ao País”, perante tamanha tentativa de centralização e excessiva concentração que persiste na ação do Governo deposto pela dissolução da Assembleia da República.O técnico, que não se alongou nas.

Haja coragem e urgência a agir, caberá aos Portugueses escolher o nosso futuro..Já o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, considerou que"a montanha pariu um rato", insistindo que as eleições deveriam decorrer em dois dias, um para os isolados e outro para os restantes eleitores.

Consulte Mais informação:
Jornal Económico »
Loading news...
Failed to load news.

Veríssimo explica “tropeções” com a dificuldade de mudar o sistemaA dez dias do final de Janeiro, Veríssimo abordou ainda a possibilidade de o plantel do Benfica ter mexidas até ao fecho do mercado de Inverno, uma semana depois de ter “pedido” um plantel mais curto do que o que foi criado por Jorge Jesus.

Eleitores confinados vão poder votar. PGR diz que é preciso mudar lei eleitoralParecer do conselho consultivo da PGR diz que lei não acautelou situações de confinamento, pelo que é urgente rever o quadro legal. Governo vai recomendar voto dos confinados ao final da tarde. Que novidade..Era preciso parecer do óbvio? A anemia pensante deste país, a falta de antecipação...

Mercado já mexe: Regresso de Florentino à Luz em 'stand-by', FC Porto equaciona ida ao mercado e Barcelona quer extremo de 15 anosConfira todas as movimentações em Portugal e no estrangeiro

Lucros do Bankinter atingem os 1.333 milhões em 2021A operação em Portugal do grupo bancário espanhol gerou lucros de 50 milhões.

Novo máximo. 56 mil novos infetados e 34 mortos em dia com mais de dois mil internados - RenascençaNovo máximo. 56 mil novos infetados e 34 mortos em dia com mais de dois mil internados

Osama Rashid perto de reforçar o VizelaInternacional iraquiano já se despediu do Khorfakkan e prepara-se para voltar a Portugal