Mortes por covid-19 já ultrapassam o milhão. As imagens dos nove meses que mudaram o mundo

Fotogaleria: Mortes por covid-19 já ultrapassam o milhão. As imagens dos nove meses que mudaram o mundo

29/09/2020 04:01:00

Fotogaleria: Mortes por covid-19 já ultrapassam o milhão. As imagens dos nove meses que mudaram o mundo

Esta terça-feira o mundo ultrapassou o milhão de mortes por covid-19. Um número que, ainda assim, |a href='https://www.publico

drone, de novas covas para enterrar vítimas da pandemia da covid-19, no cemitério de Vila Formosa (Brasil), o maior da América Latina. 26 de Maio de 2020.PAULO WHITAKER/EPAVista aérea, captada pordrone, de novas covas para enterrar vítimas da pandemia da covid-19, no cemitério de Vila Formosa (Brasil), o maior da América Latina. 26 de Maio de 2020.

Trump foi ″incapaz de levar o cargo a sério″, defende Obama Eleitores receberam e-mails com ameaças de perseguição caso não votem em Trump Bernardo Silva 'pica' FC Porto: «Esta soube tão bem»

PAULO WHITAKER/EPAEsta terça-feira o mundo ultrapassou o milhão de mortes por covid-19. Um número que, ainda assim,de acordo com a OMS, pode estar a ser subestimado.A pandemia fez vítimas nos quatro cantos do planeta, afectando de forma mais violenta países como os Estados Unidos da América, a Índia, o Brasil, a Rússia e a Colômbia, os países que contam o maior número de vítimas mortais.

Desde— há 47.884 recuperadas e 24.188 casos activos em Portugal. Coveiros com equipamento de proteção individual (EPI), incluindo fatos protectores, enterram um caixão no cemitério de Vila Formosa (Brasil), o maior da América Latina. 22 de Maio de 2020.

Amanda Perobelli/REUTERSUma praticante de exercício físico corre junto aos milhares de bandeiras dos Estados Unidos da América que prestam homenagem às vítimas do país que morrer de covid-19. O “Projecto do Memorial COVID” instalou 20,000 bandeiras no monumento. As bandeiras na base do Monumento de Washington estão a meio haste em honra da mais antiga juíza do Supremo Tribunal, Ruth Bader Ginsburg. 22 de Setembro 2020

MICHAEL REYNOLDSChris Duncan, de Alexandria, Virgínia, caminha pelo Monumento de Washington com uma fotografia da sua mãe que faleceu de covid-19 no 75º aniversário da própria. As 20.000 bandeiras foram simbolicamente colocadas no monumento para homenagear as 200.000 vítimas mortais, à data, da pandemia do novo coronavírus. 22 de Setembro de 2020.

MICHAEL REYNOLDS/EPATrabalhador no cemitério prepara nova cova no cemitério de Xico, na periferia da Cidade do México, num momento em que a covid-19 continua a espalhar-se pelo México. 10 de Junho de 2020.EDGARD GARRIDO/REUTERSTrabalhador no cemitério prepara nova cova no cemitério de Xico, na periferia da Cidade do México, num momento em que a covid-19 continua a espalhar-se pelo México. 10 de Junho de 2020.

Fernando Bizerra/EPACaixões de vítimas da covid-19 na Igreja do cemitério de Serravalle Scriviam, em Alessandria, que, à semelhança de muitas regiões no Norte de Itália, se depara com dificuldades em lidar com o crescimento diário de mortes provocadas pela doença. 23 de Março de 2020.

Guardiola surpreendido com 11 do Porto: «Falei com o Rúben Dias e percebi que estavam a jogar com 5 defesas» Pepe: «O City tem jogadores muito bons, não precisava desta ajuda...» ''Não é um reality show, é a realidade''. Obama acusa Trump de não levar cargo a sério

FLAVIO LO SCALZO/REUTERSWILLY KURNIAWAN/REUTERSO corpo de uma vítima de covid-19 é transportado em cima de um veículo, enquanto as pessoas continuam a chegar ao cemitério de Jardines de la Esperanza, em Guaiaquil, no Equador, para enterrar os seus familiares. O presidente da Associação de Funerárias das Guayas admite que tiveram de ser tomadas medidas que “nem sempre foram bem aceites” como a distribuição de 30 caixões de cartão por escassez de caixões convencionais. 5 de Abril de 2020.

Marcos Pin/EPASoldados do exército italiano com equipamento de protecção individual (EPI) transportam caixões para carrinhas militares, de Bergamo para o cemitério de Cinisello Balsamo, perto de Milão. 27 de Março de 2020.

Andrea Fasani/EPAFlores crescem à beira das covas no Panteão de El Palmar, em Acapulco, México. O estado de Guerrero, cuja maior cidade é Acapulco, criou mais 300 covas para as vítimas da covid-19. 23 de Maio de 2020.David Guzman/EPA

Fotografia dedronemostra corpos a serem enterrados em Hart Island em Nova Iorque, quando o estado lidava com uma sobrecarga de enterros de vítimas da covid-19. 9 de Abril de 2020.LUCAS JACKSON/REUTERSHomens iraquianos carregam o caixão de familiar para o enterrar no “Vale da Paz” na cidade sagrada de Najaf, após este ser sido colocado num cemitério exclusivamente dedicado a vítimas da covid-19. 13 de Setembro de 2020.

Alaa Al-Marjani/REUTERSRelatives lower a coffin with the body of a woman who died from the coronavirus disease (COVID-19), during her funeral at a graveyard in New Delhi, India, August 22, 2020.Adnan Abidi/REUTERSFamiliares baixam o caixão com o corpo de uma vítima de covid-19 durante o seu funeral num cemitério em Nova Deli, Índia. 22 de Agosto de 2020.

Jose Cabezas/REUTERSUm homem ao lado do caixão do seu familiar no cemitério de Mercedario, em El Alto, na periferia de La Paz (Bolívia). 21 de Julho de 2020.David Mercado/REUTERSUm coveiro a utilizar um fato protector enterra uma vítima da doença do novo coronavírus, covid-19, no cemitério de Vila Formosa, em São Paulo, no Brasil.

Espanha é o primeiro país europeu a atingir um milhão de casos de covid-19 Alemanha decreta confinamento por duas semanas na Baviera O que mudaríamos nós no futebol?

Amanda Perobelli/REUTERSUm homem reage à preparação para o enterro do caixão do seu pai, vítima de covid-19, no cemitério de Vila Formosa, o maior da América Latina, no Brasil. 19 de Junho de 2020.Amanda Perobelli/REUTERS

Alice Wanjiru olha para o caixão onde se encontra o corpo do seu falecido marido, o Professor Charles Kariuki, num crematório em Nairobi, no Quénia. 20 de Julho de 2020.Thomas Mukoya/REUTERSCoveiros utilizam fato protector enquanto enterram uma vítima da doença provocada pelo novo coronavírus num cemitério na periferia de Moscovo, Rússia. 15 de Maio de 2020.

Kirill Zykov/Moscow News AgencyCoveiros com equipamento de protecção individual (EPI) carregam um caixão para a secção do cemitério dedicada exclusivamente a vítimas da covid-19, num cemitério na periferia de São Petersburgo, na Rússia.

Anton Vaganov/REUTERSUm sinal de alerta de risco biológico é colocado num caixão de uma vítima de covid-19, na mortuária de Charleroi, na Bélgica. 7 de Abril de 2020.Yves Herman/REUTERSTrabalhadores de serviços funerários enterram caixão de vítima da doença provocada pelo novo coronavírus em Cisternino, cidade no sul de Itália. 30 de Março de 2020.

Alessandro Garofalo/REUTERSUm padre abençoa os caixões de vítimas da covid-19 que se foram acumulando, devido ao número elevado de mortes, antes que sejam levados por veículos militares, num momento em que Itália lutava contra a rápida propagação do vírus. Seriate, Itália, 28 de Março de 2020.

Flavio Lo Scalzo/REUTERSUm padre taoista abençoa lápides antes de as mover no dia do Festival do Fantasma Faminto, no templo do palácio de Jiuyang, na cidade de Jinan, na província chinesa Shandong. Em cada uma das 558 lápides estão inscritos os nomes e as cidades de origem das vítimas que morreram de covid-19 ou a combater a pandemia do novo coronavírus. O padre acredita que “uma pessoa só morre quando todo o mundo se esquece dela”. 2 de Setembro de 2020.

Tingshu Wang/REUTERS,Tingshu Wang/REUTERSCidadão caminha ao lado da imagem do presidente brasileiro Jair Bolsonaro a segurar o cartaz com o seu comentário relativo à covid-19: “É só uma gripezinha”. São Paulo, Brasil. 22 de Setembro de 2020.

Consulte Mais informação: Público »

O mundo ainda não mudou as e pessoas não querem mudar.

Mundo ultrapassou um milhão de mortes por covid-19Em nove meses a pandemia vitimou um milhão de pessoas, tendo contagiado mais de 33 milhões.

Mundo ultrapassou a barreira de um milhão de mortes por covid-19Parabéns China.

EUA, Brasil e Índia somam quase metade das mortes por Covid-19 no mundoA pandemia já matou mais de milhão de pessoas.

Mais de um milhão de mortes por covid-19 em todo o mundoMais de um milhão de mortes provocadas pelo novo coronavírus foram registadas em todo o mundo desde sua deteção na China, de acordo com uma contagem da Agência France-Presse, a partir de fontes oficiais. Enquanto isso... Mas ainda há por aí quem insiste em viver 🤬

Mundo ultrapassou um milhão de mortes por covid-19Mais de nove meses depois do aparecimento do primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus, o número mundial de mortes ultrapassou esta segunda-feira a marca do um milhão. Os Estados Unidos são o país que acumulou mais mortes, seguidos pela Índia

Covid-19 em Portugal: há 665 novas infecções e mais nove mortesHá mais 20 internados por covid-19, quatro dos quais estão em unidades de cuidados intensivos. Nove mortes 😢 E 11,...fecham? VENHAM,PARA AQUI, B O T S W A N A,, muito gado,,, muito estrume, carne para exportação, impostos baixos, e trabalha se SEM UM funcionário A INTROMETER SE.