Ministro brasileiro diz que é ''inconcebível'' apreensão do telemóvel de Bolsonaro

Ministro brasileiro diz que é “inconcebível“ apreensão do telemóvel de Bolsonaro

22/05/2020 22:41:00

Ministro brasileiro diz que é “inconcebível“ apreensão do telemóvel de Bolsonaro

Um juiz do Supremo Tribunal Federal enviou à Procuradoria-Geral da República pedidos judiciais apresentados por partidos políticos, que incluem a apreensão do telemóvel de Jair Bolsonaro.

"O pedido de apreensão do telemóvel do Presidente da República é inconcebível e, até certo ponto, inacreditável. Caso se efetivasse, seria uma afronta à autoridade máxima do poder executivo e uma interferência inadmissível de outro poder, na privacidade do Presidente da República e na segurança institucional do país", indicou Heleno em comunicado.

Salin defende Bruno de Carvalho: «Alcochete? Ele merece um pouco mais de respeito» PSP apreende 12 carros envolvidos em corridas ilegais em Loures Pinto da Costa: «Pedimos 2 milhões ao Novo Banco para facilitar pagamento de ordenados»

A nota acrescentou que"o GSI da Presidência da República alerta as autoridades constituídas que tal atitude é uma evidente tentativa de comprometer a harmonia entre os poderes e poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional".

O juiz Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal enviou na quinta-feira à Procuradoria-Geral da República (PGR) pedidos judiciais apresentados por partidos políticos, que incluem a apreensão do telemóvel de Jair Bolsonaro.Os pedidos foram apresentados pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), Partido Verde (PV) e Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Os partidos defenderam que seja feita uma investigação mais efetiva sobre uma alegada tentativa de interferência política do Presidente brasileiro na Polícia Federal.Entre as diligências apontadas pelos partidos estão pedidos para que Jair Bolsonaro preste depoimento e que seja feita a apreensão do seu telemóvel, bem como do telemóvel de um de seus filhos, Carlos Bolsonaro.Também há pedidos de perícia nos telemóveis do ex-diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, e da deputada federal (membro da câmara baixa parlamentar) Carla Zambelli.

Na decisão que determinou o envio dos pedidos à PGR, o juiz Celso de Mello avaliou que"a indisponibilidade da pretensão investigatória do Estado impede, pois, que os órgãos públicos competentes ignorem aquilo que se aponta na 'notitia criminis' [notícia-crime em latim]".

O mesmo magistrado defendeu ser"imprescindível a apuração dos factos revelados quaisquer que possam ser as pessoas alegadamente envolvidas, ainda que se trate de alguém investido de autoridade na hierarquia da República".

Agora, caberá ao procurador-geral da República, Augusto Aras, analisar se adotará os procedimentos solicitados e não há prazo legal para que avalie o caso.Os pedidos de investigação foram provocados por uma denúncia do ex-ministro Sergio Moro, que declarou publicamente que Jair Bolsonaro demitiu o antigo chefe da Polícia Federal Maurício Valeixo porque tinha interesse em ter alguém próximo comandando a força policial federal brasileira.

Fiscal dos espiões: Extrema-direita pode ser base para 'entrada' de 'aceleracionistas', ligados ao supremacismo branco China proíbe criação de cães e gatos para consumo humano: ″são companheiros″ Marcelo: “Não faz sentido que os jovens estejam a organizar festas com centenas de pessoas”

Moro também sugeriu que Bolsonaro pretendia interferir politicamente em investigações realizadas pela corporação no mesmo dia em que anunciou seu pedido de demissão, no final de abril.O ex-ministro levantou a suspeita de que o chefe de Estado brasileiro tentou interferir na Polícia Federal para obter informações sobre investigações sigilosas em inquéritos que envolvem os seus filhos e aliados próximos.

Já Bolsonaro negou que tenha praticado qualquer interferência política naquele órgão policial e acusou o ex-ministro de o pressionar para ocupar uma cadeira de juiz no Supremo Tribunal Federal, que ficará vaga em novembro.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Realmente o Brasil é outro nível! Nível de África! Com certeza! Isso é uma afronta! BolsonaroCadaVezMaisForte Melhor presidente de todos os tempos!!! E está reeleito depois de hj!!! Força Brasil! Acima da Lei! Deus todo poderoso! Afinal quem o lá pôs foi uma espécie de religião! De que estavam à espera !?

Crime de responsabilidade Mais grave é a nota do tal ministro militar em tom de ameaça ao STF. Crime de responsabilidade num país sério da perda de mandato O desespero tá tomando conta do governo de merda... Kkkk Artigo 142 da Constituição Federal. Quando há quebra de harmonia entre os poderes as forças armadas gozam de prerrogativa constitucional para impor a ordem.

Brasil utrapassou as 20 mil mortes por Covid-19Jair Bolsonaro diz que lamenta, mas que é a vida. Uns 15 anos de Bolsonaro e o Brasil dará 'um grande passo em frente'....para o ABISMO. Uma 'grande escolha' do Povo Brasileiro. Uma grande alternativa 'à corrupção endémica na Sociedade Brasileira'. Vi na TV do Brasil , que Portugal está a fazer 66 mil testes por milhão de habitantes, o Brasil, está a fazer 3120 por milhão. Quando eles estiverem no mesmo tempo de confinamento que nós e com metade dos nossos testes. Vai ser bonito. Viva Bolsonaro. Antes de falar sobre o Brasil, que é um dos maiores países do mundo, por que eles não falam sobre os mortos em Portugal? TUDO ESCONDA PAÍS COMUNISTA CONTE A VERDADE DA SITUAÇÃO COVID19😡😡😡😡

Bolsonaro diz que Ministério da Saúde é a favor do regresso do futebolO Presidente brasileiro garante que esta é a vontade dos jogadores. Bolsonaro é simplesmente ridículo, tudo que ele quer é aparecer na mídia com a foto dele... não mostre ele nem escrevam seu nome, já ajuda... Claro. Senão acaba por ser demitido. Bolsonaro, deixa de ser parvo.

Investigadora da ONU diz que perdão dos filhos de Khashoggi a assassinos do pai é farsaA especialista da ONU que investigou o assassínio do jornalista Jamal Khashoggi por agentes sauditas considerou esta sexta-feira 'chocante' que os filhos tenham perdoado os assassinos e afirmou que se trata de mais uma 'farsa da justiça saudita'.

Próximo ano lectivo será “uma conjugação entre ensino à distância e ensino presencial”Ministro da Educação diz que “a recuperação das aprendizagens” menos consolidadas deste ano “tem de ser um dos pilares fundamentais no regresso às aulas” em Setembro.

Ex-presidente do Cruzeiro é atacado com cuspidela em dia de eleiçõesVídeos - Ex-presidente do Cruzeiro é atacado com cuspidela em dia de eleições Varandas, SOON

Ministro do Ambiente diz que acesso às praias é livreOs grupo têm de estar a um metro e meio de distância.