Mercado livre de eletricidade soma 5,4 milhões de clientes em novembro de 2021

Em novembro, o mercado livre representava mais de 85% do número total de clientes e cerca de 94% do consumo em Portugal Continental, indica o regulador

Erse, Negócios E Finanças

25/01/2022 15:53:00

Em novembro, o mercado livre representava mais de 85% do número total de clientes e cerca de 94% do consumo em Portugal Continental, indica o regulador

Em novembro, o mercado livre representava mais de 85% do número total de clientes e cerca de 94% do consumo em Portugal Continental, indica o regulador.

E usufrua de todas as vantagens de ser assinanteO número de clientes no mercado livre de eletricidade aumentou em 1.715 em novembro, face ao mês anterior, e subiu 1,9% em termos homólogos, para um total acumulado de 5,4 milhões, divulgou esta terça-feira a ERSE.

De acordo com o Boletim do Mercado Liberalizado de Eletricidade relativo a novembro de 2021 da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em termos de consumo registou-se um acréscimo de 80,4 TWh (Terawatt-hora) face a outubro de 2021, atingindo 41.958 GWh (Gigawatt-hora). Em termos homólogos, registou-se"um ligeiro aumento" no consumo no mercado livre, de 0,2%.

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

1.100 mortes em Portugal em 2021 devido à resistência das bactérias aos antibióticos - CNN PortugalCNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Nove lojas assaltadas em Faro em menos de duas horas - CNN PortugalCNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Idosa ferida em incêndio em vivenda em Santa Maria da FeiraPortugal - Idosa ferida em incêndio em vivenda em Santa Maria da Feira

Carga fiscal em Portugal abaixo da média europeiaDebate sobre a carga fiscal, que entrou na campanha, foi baralhado por leituras e misturas de conceitos. O peso dos impostos até desceu face a 2015. Toca aumentaire! E o o salário é o quê? Claro que está abaixo da média europeia... assim como os salários também são abaixo da média europeia. Mas se balançarmos o custo de vida + carga fiscal vs salário = a estarmos acima dessa mesma média.

Economistas esperam que pico da inflação em Portugal não ultrapasse os 4%O aumento da inflação nos últimos meses tem gerado debate entre os decisores políticos e institucionais sobre se este será um fenómeno transitório, aumentando a pressão sobre o ″timing″ para a retirada dos estímulos dos bancos centrais.

Kevin Mirallas em Portugal para voltar a brilharExtremo está sem clube e vai juntar-se ao Moreirense no reencontro com Sá Pinto Adoro a parte onde notícia não se trata sobre este indivíduo mas continua a ter de estar na fotografia da notícia. Deve ser para pagar os impostos ao que o jornal não paga.

Assine para partilhar E usufrua de todas as vantagens de ser assinante O número de clientes no mercado livre de eletricidade aumentou em 1.715 em novembro, face ao mês anterior, e subiu 1,9% em termos homólogos, para um total acumulado de 5,4 milhões, divulgou esta terça-feira a ERSE. De acordo com o Boletim do Mercado Liberalizado de Eletricidade relativo a novembro de 2021 da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), em termos de consumo registou-se um acréscimo de 80,4 TWh (Terawatt-hora) face a outubro de 2021, atingindo 41.958 GWh (Gigawatt-hora). Em termos homólogos, registou-se"um ligeiro aumento" no consumo no mercado livre, de 0,2%. Em novembro, o mercado livre representava mais de 85% do número total de clientes e cerca de 94% do consumo em Portugal Continental, o que representa um aumento de 0,8 pontos percentuais e uma redução de 0,7 pontos percentuais, respetivamente, relativamente ao peso relativo do mês homólogo. Leia Também EDP perde quota no mercado liberalizado de eletricidade Segundo a ERSE,"a quase totalidade" do número de clientes do mercado livre concentra-se no segmento dos clientes residenciais, que representaram 98,9% do total. O segmento de clientes residenciais, que representa 38,0% do consumo do mercado livre, apresentou"um ligeiro aumento" (0,4%) em novembro, face ao período homólogo, sendo seguido pelos clientes industriais (33,5%) e pelos grandes consumidores (21,7%). O segmento dos pequenos negócios é o que apresenta"menor representatividade" em termos de consumo (6,8%), tendo continuado a registar em novembro uma redução do peso no consumo face ao mês homólogo (0,2 pontos percentuais). Leia Também Preços da luz da EDP Comercial vão subir 2,4% em 2022 Em termos de quota de mercado, a EDP Comercial manteve em novembro a sua posição como principal operador no mercado livre em número de clientes (74%) e em consumo (42,4%). Face a outubro, a quota da EDP Comercial aumentou 0,1 pontos percentuais em número de clientes e em 0,5 pontos percentuais em termos de consumo. De acordo com o regulador,"a Endesa e a Goldenergy também registaram, em novembro, um aumento nas suas quotas em número de clientes de 0,1 pontos percentuais cada", enquanto"a Galp, a MEO Energy e a Axpo mantiveram sensivelmente as suas quotas relativamente a outubro de 2021". Em novembro, a EDP manteve a liderança no segmento de clientes industriais (26,1%), registando um aumento de 0,5 pontos percentuais da sua quota de mercado face a outubro. Já o segmento dos grandes consumidores é liderado pela Iberdrola (27,5%), que apresentou um decréscimo da sua quota em 0,4 pontos percentuais relativamente a outubro de 2021. Os dados da ERSE apontam ainda que o número de clientes no mercado regulado, relativamente ao mês homólogo, diminuiu 4,0%, apesar da passagem da carteira de clientes da HEN, da Enat e da PH Energia para o Comercializador de Último Recurso (CUR), através da ativação do fornecimento supletivo.