Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preços da energia

Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preços da energia

15/10/2021 23:50:00

Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preços da energia

O Ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, disse esta sexta-feira que “não vai haver necessidade” de falar de medidas adicionais para atenuar a subida dos preços da eletricidade “nos meses mais próximos”.

O preço da eletricidade para os consumidores do mercado regulado deverá subir 0,2% no próximo ano face à média do ano em curso, segundo a proposta da ERSE anunciada esta sexta-feira.Mas, se considerados os dois aumentos intercalares de preços ocorridos este ano, as tarifas propostas para 2022 representam uma descida de 3,4% em janeiro de 2022 face a dezembro de 2021.

Portugal regista mais 13 mortos e 2898 novos casos de covid Cirurgiã austríaca vai ter de pagar 2.700 euros por amputar perna errada a paciente Alemanha vai impor restrições drásticas aos não vacinados

Paralelamente, as tarifas de acesso às redes, incluídas nas tarifas de venda a clientes finais, vão recuar entre 52% e 94% no próximo ano, segundo a proposta da ERSE.“Aquilo de que temos uma profunda convicção, e que vimos agora confirmado pela ERSE, é que as medidas de política que tomamos e temos vindo a tomar há anos vão mesmo no sentido certo. Esta aposta declarada nas renováveis é hoje o nosso melhor seguro de preço, em relação ao que pode ser o aumento do preço da eletricidade, quando tem fontes não renováveis como seja o gás natural”, disse Matos Fernandes.

O ministro garantiu ainda que “o mercado não regulado tem sempre o hábito de ir atrás do regulado ou ter até tarifas melhores” e que “é por isso que as pessoas saíram do mercado regulado para o não regulado”.“A nossa grande preocupação aqui era essencialmente a indústria, que tem que manter a sua competitividade”, sublinhou, apontando “as almofadas extra que foram constituídas por decisão do Governo, utilizando saldos transitados, nomeadamente do fundo ambiental” que se destinavam “apenas à média e alta tensão ou seja às tensões usadas pela indústria”. headtopics.com

“Conseguimos uma redução nas tarifas de acesso às redes que chegam a representar 60% da tarifa que é paga por cada consumidor, seja ele particular ou industrial e chegar a valores de redução de 94% da média e alta tensão” destacou, salientando que este “é um resultado muito positivo que amortecerá ou poderá mesmo inverter aquilo que é o aumento da outra parcela, do custo da energia”.

O ministro disse ainda que “cabe aos industriais fazerem contratos o mais prologados possível”, dizendo-se confiante de que esta “alta [nos preços] se vai esbater no primeiro trimestre do próximo ano”.Matos Fernandes recusou ainda que o Governo esteja a criar mais défice tarifário, apontando os dados divulgados esta sexta-feira pela ERSE, de redução, no final de 2022, para 1,7 mil milhões de euros.

Em 21 de setembro João Matos Fernandes, em conferência de imprensa, no seu ministério, em Lisboa, anunciou um conjunto de medidas para atenuar a subida do preço da eletricidade junto dos consumidores, como a eliminação do sobrecusto da Produção em Regime Especial Renovável (PRE), que passará a ser um sobreganho, num valor que ascende a 250 milhões de euros, e a eliminação do sobrecusto com o Contrato de Aquisição de Energia (CAE) da central termoelétrica a carvão do Pego, gerando uma poupança anual de 100 milhões de euros.

Adicionalmente, a revogação do mecanismo de interruptibilidade gera uma poupança anual de 100 milhões de euros e a consignação das receitas decorrentes da venda de licenças de dióxido de carbono (CO2), no valor estimado de 270 milhões, resulta numa receita adicional de 120 milhões, face à receita inicialmente orçamentada no Fundo Ambiental, de 150 milhões de euros. headtopics.com

Alemanha impõe restrições mais duras as não vacinados contra a covid-19 Ómicron. Marcelo diz que mundo não se pode dividir em bom e mau Casos de Ómicron em Portugal com sintomas ligeiros e assintomáticos Consulte Mais informação: Jornal Económico »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

capa O retrato do artista quando moço Não é promissora, cândida pintura  a fi!ura do larápio rastaq'era Numa foto que não era para capa ma pose para câmera tão dura Cu$o foco toda lírica solapa %ra rala a lu& naquele cala'ouço (o talento a clara')ia se tampara Paguem burros

Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preçosO Ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, disse que 'não vai haver necessidade' de falar de medidas adicionais para atenuar a subida dos preços da eletricidade 'nos meses mais próximos'. Mantendo o trabalho e subindo os custos da gasolina, o ministério não pode aumentar despesa! Vai ser um milagre

Matos Fernandes descarta medidas adicionais para atenuar subida dos preçosO Ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, disse que 'não vai haver necessidade' de falar de medidas adicionais para atenuar a subida dos preços da eletricidade 'nos meses mais próximos'. Mantendo o trabalho e subindo os custos da gasolina, o ministério não pode aumentar despesa! Vai ser um milagre

PR avisa que escalada dos preços da energia e combustíveis pode afetar retoma da economiaO Presidente da República diz que a escalada dos preços da energia e dos combustíveis pode colocar em causa a recuperação económica de Portugal e da Europa. A culpa do fique confinado que vamos cuidar de si... A conta chegou... Isso, há que continuar a fomentar o caos. Que se foda tudo. Importa é rebentar.

Gasolina e gasóleo sobem cerca de 2 cêntimos na segunda-feiraOs preços dos combustíveis deverão manter a atual trajetória de subida a partir da próxima semana com aumentos esperados em torno dos 2 cêntimos por litro tanto no gasóleo, como na gasolina.

Crise energética faz nova baixa. Energia Simples sai “temporariamente” da comercializaçãoA Energia Simples, marca da PH Energia, é mais uma das comercializadoras de energia a transferir os clientes para o operador do mercado regulado.

Preços regulados da electricidade sobem 0,2% em 2022Em Janeiro, os preços regulados da luz vão manter-se praticamente inalterados face a Dezembro com uma descida de 52,2% da tarifa de acesso às redes.