Pandemia, Covid-19, Europa, União Europeia, Holanda

Pandemia, Covid-19

Mais vinho sobre a mesa. ″Nem mais um euro para o sul da Europa″, pede revista holandesa

Revista holandesa contra apoios: 'Nem mais um euro para o sul da Europa'

28/05/2020 22:32:00

Revista holandesa contra apoios: 'Nem mais um euro para o sul da Europa '

Quando já poucos se lembravam das anteriores acusações aos países do sul da Europa , chega da Holanda uma caricatura incendiária. Mais uma acha para uma fogueira que se agiganta.

Esta quinta-feira, a publicação aponta o dedo, sem meias palavras, a Merkel e Macron, que, na semana passada, propuseram 500 mil milhões em apoios para responder aos danos económicos da covid-19. Proposta que, atira a revista mais lida do país,"significa uma transferência de dinheiro do norte para o sul da Europa"."Isso é perverso. Os factos mostram que os países do sul não são de modo algum pobres e têm dinheiro ou acesso a dinheiro que chegue. Também podem melhorar facilmente o poder aquisitivo das suas economias, com reformas como as já implementadas no norte", pode ler-se

Um campeão em fim de ciclo? Casillas: ″Queria ter jogado hoje″ Nação portista celebra conquista do campeonato

, que desvenda a primeira página, um quanto provocatória, da edição impressa de sábado.As formigas do norte e as cigarras do sulCapa da edição de sábado da revista"Elsevier Weekblad""Por que é que o plano de Merkel e Macron de doar 500 milhões de euros não é bom" - é a primeira frase da capa, que acompanha a imagem de uma mulher em correria, atarefada, com o telemóvel numa mão e a pasta de trabalho na outra, e ainda a de um operário, trabalhador em sacrifício. Em baixo,"nem mais um euro para o sul da Europa". E um homem, latino, de bigode e mangas da camisa arregaçadas, joias pelo corpo, com café e vinho sobre a mesa. A figura feminina transforma-se e expõe agora a vida boa de uma mulher - a flor no cabelo lembra uma sevilhana - que está de biquíni na piscina a fazer scroll nas redes sociais.

Será uma versão, agora ilustrada,da antiga acusação de que o sul da Europa gastou dinheiro em"copos e mulheres" Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Dayli Mirror... edsoncesare Já agora, em vez de virem de férias para o sul da Europa, que tal umas férias na Síria, no Iraque ou no Afeganistão? Com acções é que os podemos humilhar os políticos portugueses que sejam sérios pra nos orgulharem o povo já deu provas e vai continuar a dar que não é inferior em nada a esses gajos

Para mamar impostos 💸 do sul é que estão bem. Como ganham dinheiro com a fuga aos impostos, falam de barriga cheia. Paraíso fiscal europeu. Labregos, pedófilos e psicopatas com mania da superioridade Daí a designação de Países Baixos ... Saíam da Europa que é uma treta. Nem mais uma empresa para a Holanda.

Mais de 159 mil mortes em excesso desde março na EuropaA Organização Mundial de Saúde afirmou esta quinta-feira que, desde março, o pico da pandemia da ​​​​​​​covid-19 na Europa , morreram mais pelo menos mais 159 mil no continente europeu do que no mesmo período do ano passado. ah mas o que importa é falar mal do Brasil e dos EUA

Portugal é um dos países da Europa que mais investe no “open banking”Investimento de Portugal na banca aberta – que permite a bancos e outras instituições financeiras partilharem dados de clientes bancários – subiu 70% em relação a 2019. Na Europa esse aumento terá rondado os 20% ou 29%, conclui um estudo da plataforma de open banking Tink

Mais de 159 mil mortes em excesso desde março na EuropaA Organização Mundial de Saúde afirmou hoje que desde março, o pico da pandemia da covid-19 na Europa , morreram mais pelo menos mais 159.000 no continente europeu do que no mesmo período do ano passado.

Morreram mais 14 pessoas em Portugal com covid-19 e há mais 285 casos confirmadosFora de Campo - Morreram mais 14 pessoas em Portugal com covid-19 e há mais 285 casos confirmados A coisa continua a não estar de todo controlada, cuidem-se!

Mais de 355 mil mortos e mais de 5,7 milhões de infetados em todo mundoSociedade - Mais de 355 mil mortos e mais de 5,7 milhões de infetados em todo mundo

Sporting quer erradicar violência após julgamento sobre o seu ''dia mais negro''Sporting quer erradicar violência após julgamento sobre o seu “dia mais negro“