Mais de um século após ter afundado, o Endurance foi encontrado junto à costa da Antártida

09/03/2022 17:31:00

Mais de um século após ter afundado, o Endurance foi encontrado junto à costa da Antártida @24sapo

Mais de um século após ter afundado, o Endurance foi encontrado junto à costa da Antártida 24sapo

O navio do explorador Ernest Shackleton foi localizado junto à costa da Antártida. O Endurance não era visto desde que afundou, em 1915, no mar de Weddel, mas uma ...

O Endurance não era visto desde que foi esmagado pelo gelo e afundou no mar de Weddel, em 1915. No mês passado, um mês após o centenário da morte de Shackleton, uma expedição partiu da Cidade do Cabo, na África do Sul, com o objetivo de localizar a embarcação — e conseguiram-no, a cerca de quatro milhas a sul da posição originalmente assinalada pelo capitão do navio, Frank Worsley.

“A expedição Endurance22 chegou ao seu objetivo”, disse o líder da expedição, John Sears. “Fizemos história polar com a descoberta do Endurance e completámos com sucesso a busca por um navio afundado mais desafiante do mundo”, cita o ‘Guardian’.

Consulte Mais informação: SAPO »

Navio que naufragou em 1915 foi descoberto ao largo da AntártidaO navio Endurance do explorador Ernest Shackleton, que naufragou em 1915, foi descoberto ao largo da Antártida, no Mar de Wedell a 3000 metros de profundidade.

Antigo presidente da federação ucraniana de râguebi ajuda forças armadas aos 83 anosDzahangirian foi fotografado junto a um dos milhares de postos de controlo espalhados pela Ucrânia

″Há aqui muita gente que está a chorar pelo Hugo″Jovem de Gaia morreu após ter sido agredido à porta de uma discoteca em Famalicão.

Morreu ex-futebolista agredido à porta de discoteca em FamalicãoO alerta foi dado às 5.20 horas de domingo, quando Hugo Ribeiro foi encontrado caído à porta da discoteca.

Navio Endurance de Ernest Shackleton descoberto ao largo da Antártida 107 anos depois - SIC NotíciasEmbarcação naufragou em 1915.

Camião sem travões despista-se, 'voa' e cai num pomar em Moimenta da Beira. Há dois feridosPortugal - Camião sem travões despista-se, 'voa' e cai num pomar em Moimenta da Beira. Há dois feridos

Na infinita escuridão do oceano, o leme do Endurance continua estóico no fundo de 3."Estamos muito emocionados por termos localizado e capturado imagens do Endurance", disse Mensun Bound, diretor da expedição de exploração organizada pela Falklands Maritime Heritage Trust.Assine para partilhar E usufrua de todas as vantagens de ser assinante O antigo presidente da Federação Ucraniana de Râguebi, Giorgi Dzahangirian, continua no país a ajudar as forças armadas no combate à invasão dos russos, apesar da avançada idade de 83 anos."Era um jovem muito sossegado e sorridente.

008 metros, como se à espera de que algum par de mãos o conduza dali para fora. O navio do explorador anglo-irlandês Ernest Shackleton foi encontrado ao largo da Antártida, anunciou uma organização responsável pelo feito, citada pelo jornal ‘The Guardian’. "Até se consegue ler o nome do Endurance inscrito num arco na popa", contou, acrescentando que o navio foi descoberto a cerca de seis quilómetros do local do naufrágio. O Endurance não era visto desde que foi esmagado pelo gelo e afundou no mar de Weddel, em 1915. Portugal é parte interessada nesta decisão, uma vez que uma eventual anulação de todos os jogos dos russos nos últimos dois anos beneficiaria a Roménia, uma vez que foi a única das três equipas que lutam pela segunda vaga de apuramento direto que não venceu na Rússia, enquanto Portugal e Espanha perderiam os pontos ali somados. No mês passado, um mês após o centenário da morte de Shackleton, uma expedição partiu da Cidade do Cabo, na África do Sul, com o objetivo de localizar a embarcação — e conseguiram-no, a cerca de quatro milhas a sul da posição originalmente assinalada pelo capitão do navio, Frank Worsley. Navio Endurance naufragou em 1915 e foi descoberto a 3000 metros de profundidade Foto: Esther HORVATH / Falklands Maritime Heritage Trust / AFP Esmagado pelo gelo no"pior mar do mundo" PUB A expedição Endurance22 usou tecnologia de ponta, incluindo dois drones submarinos, para explorar a área, que Ernest Shackleton descreveu na altura como"a pior parte do pior mar do mundo" devido às suas condições de gelo. “A expedição Endurance22 chegou ao seu objetivo”, disse o líder da expedição, John Sears.

“Fizemos história polar com a descoberta do Endurance e completámos com sucesso a busca por um navio afundado mais desafiante do mundo”, cita o ‘Guardian’. Contudo, em 1915, o barco encalhou e afundou-se ao fim de 10 meses, ao ser esmagado pelo gelo.. “Estamos muito emocionados por termos localizado e capturado imagens do Endurance”, acrescenta Mensun Bound, diretor da expedição de exploração organizada pela Falklands Maritime Heritage Trust, citado pela agência Lusa. O explorador disse que o navio está intacto no fundo do mar, “num estado de conservação fantástico”. Ernest Shackleton e seus companheiros partiram em pequenas embarcações para a ilha Elefante, ao largo da Península Antártida. "Até se consegue ler o nome do Endurance inscrito num arco na popa", contou, acrescentando que o navio foi descoberto a cerca de seis quilómetros do local do naufrágio. A expedição de busca, que envolveu cerca de 100 pessoas, deixou a Cidade do Cabo em 05 de fevereiro a bordo de um quebra-gelo sul-africano, na esperança de encontrar os destroços antes do final do verão austral. JN/Agências.

A expedição Endurance22 usou tecnologia de ponta, incluindo dois drones submarinos, para explorar a área, que Shackleton descreveu na altura como"a pior parte do pior mar do mundo" devido às suas condições de gelo. Em 1914, o explorador Ernest Shackleton (1874-1922) embarcou no navio Endurance para a sua terceira viagem à Antártida e planeava atravessar a região via Pólo Sul. Contudo, em 1915, o barco encalhou e afundou-se ao fim de 10 meses, ao ser esmagado pelo gelo. A expedição tornou-se lendária por causa das condições de sobrevivência da tripulação, ao todo eram 28 elementos e todos sobreviveram, que acampou por meses no gelo antes deste derreter. Ernest Shackleton e seus companheiros partiram em pequenas embarcações para a ilha Elefante, ao largo da Península Antártida.

Da ilha, o explorador e a sua equipa fizeram uma viagem traiçoeira de 1.300 quilómetros até à ilha de Geórgia do Sul, com o barco"James Caird", tendo chegado ao seu destino 16 dias depois, corria o ano de 1916. Porque o seu tempo é precioso. Subscreva a newsletter do SAPO 24. Subscrever Já subscrevi Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24. Subscrever Saiba sempre do que se fala. Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações. .