Local, Mobilidade, Transportes, Bicicletas, Ambiente, Câmara De Lisboa, Covid-19, Coronavírus, Desconfinamento, Segurança Rodoviária

Local, Mobilidade

Lisboa cria fundo de três milhões para ajudar a comprar bicicletas

Mobilidade: Lisboa cria fundo de três milhões para ajudar a comprar bicicletas

03/06/2020 09:06:00

Mobilidade : Lisboa cria fundo de três milhões para ajudar a comprar bicicletas

Linha de apoio é muito superior à disponibilizada pelo Governo e tem como condição fazer a compra numa loja de bicicletas aderente.

No caso das bicicletas convencionais, o apoio da câmara é de 100 euros e destina-se exclusivamente a estudantes. Miguel Gaspar, vereador da Mobilidade, diz que esta é “uma forma de facilitar o regresso à escola e à universidade”, sobretudo para alunos já com autonomia nas deslocações. Esta linha pode financiar a aquisição de um máximo de 15 mil bicicletas.

Covid-19 na construção civil. Continuam a trabalhar com sintomas por medo de perderem o emprego Nélson Veríssimo: «Era uma vitória que andávamos à procura há algum tempo» Carro da GNR despista-se e faz 3 feridos em Santa Maria da Feira

Já no caso das bicicletas eléctricas, que Gaspar classifica como “uma opção muito confortável e uma óptima alternativa de transporte individual”, o apoio pode chegar a metade do valor do veículo, até um máximo de 350 euros. Moradores e trabalhadores da cidade podem beneficiar desta linha de financiamento, que tem 500 mil euros reservados para bicicletas eléctricas de carga. “O que leva muita gente a estar dependente do carro é ter de levar as crianças à escola”, explica o vereador, argumentando que as

cargotêm capacidade para transportar crianças ou as compras do supermercado.O melhor do Público no emailSubscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público.Subscrever×

O apoio da câmara é cumulativo com o do Governo, o que pode trazer maiores descontos aos interessados. Há, porém, uma condição. “Queremos que as lojas de bicicletas da cidade sejam parceiras. As lojas aderem e é através delas que a câmara vai organizar estes pedidos”, diz Miguel Gaspar, que acumula os pelouros da Mobilidade e da Economia, considerando esta medida um incentivo ao tecido empresarial local.

Nas últimas semanas, com o desconfinamento em marcha, arquitectos, urbanistas, associações de mobilidade sustentável e partidos têm pedido às autarquias e ao Governo uma actuação mais musculada para promover o uso da bicicleta e do espaço pedonal. Em Lisboa ainda pouco foi anunciado, mas a autarquia tem alargado discretamente a sua rede de ciclovias e prepara-se para fazer mais obras como a da Rua de São Paulo, onde

todo o estacionamento automóvelfoi eliminado para alargar passeios e esplanadas. Recentemente, a câmara criou um grupo de trabalho específico para coordenar as futuras intervenções no espaço público.Para além do fundo, a autarquia vai ainda promover a criação de mais 3000 lugares cobertos para bicicletas, tanto em parques de estacionamento subterrâneos como em estruturas na via pública, à semelhança do que já existe junto à estação de Entrecampos.

Consulte Mais informação: Público »

O gajo de Gondomar dava electrodomésticos. Estes dão bicicletas. A CML está individada. O país está individado! As pessoas estão sobrecarregadas com impostos e a CML decide espatifar 3 milhões com um capricho que nem em países com metade da dívida há! lisboavendidaaretalho Quanto é que conseguiste roubar para ti medina? 🤣😂😁

Lisboa devia era oferecer bicicletas Não era melhor usar a verba para aumentar a rede da gira s_taborda ? Pois quero sim senhora Muito bem 💪💪💪 like

Governo espera testar 49 mil pessoas esta semana na região de Lisboa e Vale do TejoA estratégia do Governo é rastrear, testar e sinalizar, disse a secretária de Estado Adjunta e da Saúde.

Lisboa, Porto e Faro recebem manifesta\u00e7\u00f5es de profissionais da cultura a 4 de junho

Região de Lisboa no topo das preocupações sobre a pandemia

Relação de Lisboa nega recurso ao MP e mantém os 90 crimes a Rui PintoO recurso do Ministério Público pedia que Rui Pinto fosse julgado por 147 crimes.

Sindicato dos Professores da Grande Lisboa defende testes a todos os profissionaisO ensino pré-escolar reabriu esta segunda-feira.

Covid-19: profissionais da Cultura e das Artes promovem protestos em Lisboa e no Porto“As escassas medidas cedidas quer pelo Estado como pelo Ministério da Cultura para o apoio dos trabalhadores deste sector (...) mexem, obviamente, com a dignidade humana, mais do que com o nosso carácter artístico”, protestam os organizadores da acç Servir nas obras... É remunerado, e menos poluidor, é sobretudo escusam de ir a ginásios