Lisboa: Carlos Moedas diz que 'é chocante' a falta de resposta da Câmara

Lisboa: Carlos Moedas diz que “é chocante“ a falta de resposta da Câmara

17/09/2021 00:20:00

Lisboa: Carlos Moedas diz que “é chocante“ a falta de resposta da Câmara

'Eu, que conheço bem as capitais europeias, posso dizer que este tipo de situações não existem no coração de uma cidade, como é aqui onde estamos em Alcântara', afirmou o ex-comissário europeu, na primeira ação de campanha

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, foi esta quinta-feira interpelado por pessoas que estão a viver numa carrinha funerária na freguesia lisboeta de Alcântara, numa ação de rua onde constatou os problemas da habitação.

Organização de brasileiros “indignada” com convite a ministro de Bolsonaro para conferência em Lisboa Coates marca tantos golos que o Football Manager 22 até o 'reconhece' como... ponta de lança DGS prepara-se para variante agressiva no inverno

"O senhor é da Câmara? Para darem casas às pessoas que estão a viver na rua não há ninguém. A Câmara não faz nada", disse uma das pessoas que se encontravam junto à carrinha funerária, estacionada num terreno no bairro social da Quinta do Jacinto, junto ao acesso para a ponte 25 de Abril, em Alcântara, e com sinais de vivência de pessoas no seu interior, inclusive um estendal de roupa.

"Não sou da Câmara, mas quero ser", respondeu o candidato da coligação Novos Tempos à presidência da Câmara de Lisboa. A conversa ficou por aqui, porque as pessoas não quiseram expor a sua situação, inclusive devido à presença da comunicação social, mas Carlos Moedas disse querer voltar ao local para conhecer a história, por considerar que viver na rua no interior de uma carrinha"não se pode admitir numa capital europeia". headtopics.com

"Eu, que conheço bem as capitais europeias, posso dizer que este tipo de situações não existem no centro, no coração de uma cidade, como é aqui onde estamos em Alcântara", afirmou o ex-comissário europeu, em declarações aos jornalistas. Admitindo compreender"a revolta de muitas pessoas", Carlos Moedas considerou que"é chocante" a falta de resposta da Câmara Municipal aos problemas dos lisboetas.

A ação de rua foi guiada pelo candidato da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança a presidente da Junta de Freguesia de Alcântara, Emanuel Proença, passou pelos cafés do bairro social da Quinta do Jacinto, onde cumprimentaram proprietários e fregueses, distribuindo folhetos, e terminou num prédio de propriedade municipal onde está instalado o restaurante Cantinho de Alcântara.

O proprietário deste restaurante, Manuel Martins, abriu a porta lateral do prédio, que está empenada, mas fechada a cadeado, para mostrar aos candidatos da coligação Novos Tempos a estrutura em ruína, com lixo acumulado e mau cheiro. Na esplanada, Georgina Vicente, de 86 anos, uma das poucas moradoras do prédio, onde há quatro casas vazias, queixou-se da falta de condições de habitabilidade, com"tudo a cair e bicharada".

Priorizando a resposta ao problema da habitação, o cabeça de lista da coligação Novos Tempos à presidência da Câmara de Lisboa defendeu"uma aposta muito maior nos imóveis devolutos da Câmara", reabilitando-os para colocação no programa de renda acessível, em vez de investir só em megaprojetos como, por exemplo, as Torres do Restelo. headtopics.com

Socialista Daniel Adrião critica estratégia do PS de ″isolar″ PSD de Rui Rio Caso Carolina Deslandes: cantora queixa-se de ser ″roubada″, bar do Porto nega acusações de maus tratos Bruxelas pondera rasgar acordo comercial com Reino Unido devido ao protocolo irlandês

"Sabemos que há entre 3.000 e 4.000 edifícios devolutos entre os bairros municipais", apontou o ex-comissário europeu, referindo que a prioridade deve ser a requalificação destes imóveis.Sobre as acusações do candidato do PS/Livre à presidência da Câmara de Lisboa e atual presidente do município, Fernando Medina, que disse que a coligação Novos Tempos não tem uma proposta credível para o problema da habitação, Carlos Moedas respondeu:"tive propostas muito concretas, é pena é ele estar lá há tantos anos e nunca ter feito nada".

Consulte Mais informação: Expresso »

É chocante o carlos moedas ser tão fraquinho Este moedas é um perigo🤥🤥🤥🤥para se chegar ao poder não vale tudo, quando estava na Gulbenkian gostava de Lisboa, e nunca o ouvi dizer do Medina, agora está tudo mal, cheira mal esta candidatura🤢

BE disponível para novo acordo com o PS na Câmara de Lisboa

Lisboa. Moedas fecha debate com apelo ao voto útilOs candidatos dos vários partidos à Câmara Municipal de Lisboa estão esta noite a disputar argumentos num debate na RTP 1

Lisboa, a CapitalCompete às autoridades municipais de Lisboa zelar pela segurança dos seus munícipes e exigir a correta manutenção da ordem pública. Em plena campanha eleitoral é, no mínimo, estranho que o tema não seja um dos principais a debater.

PAN propõe ciclovia entre Sintra e LisboaInês Sousa Real em campanha em Sintra.

Lisboa e Vale do Tejo perdeu este ano 154 médicos de famíliaA região de Lisboa e Vale do Tejo perdeu este ano 154 médicos de família. O Serviço Nacional de Saúde é cada vez menos atrativo para estes especialistas. Preocupante esta noticia.😢😢😢😢 Se perdeu, chamem a PJ para uma busca 🙋‍♂️🙋‍♂️🙋‍♂️ O que faz isso é o nosso sistema de saúde depender a quase 50% do privado , e estes, privado, enchem-se a conta do estado, ou seja de todos nós, e assim podem pagar muito mais aos médicos do que o estado.

BE avisa que maioria absoluta do PS em Lisboa impede “soluções diferentes”Admitindo que a cidade “tem muitos problemas”, Catarina Martins explicou aquilo que considera que será a “decisão dos lisboetas” nas eleições autárquicas de 26 de setembro.